Acompanhe o novo site direitonews.com.br

Arma e munições: homem preso com fuzil é solto por juíza, e decisão provoca repúdio

Nenhum comentário
goo.gl/eyCQt5 | Uma onda de veementes protestos nas redes sociais e divulgação de notas de repúdio de entidades comunitárias e de segurança registrou-se no fim de semana por conta de decisão da juíza Ana Luisa Schmidt Ramos, do plantão da Vara Criminal da Capital. A magistrada concedeu liberdade a Eliam Lucas Ferreira Dias, que portava de um fuzil AR-15, quando preso em flagrante pela Polícia Militar.

Fatos considerados muito graves na lamentável decisão: a juíza enquadrou o criminoso no artigo 16 da Lei 10.826/03, que tinha o fuzil na residência "usada como esconderijo de armamento de uma facção criminosa que atua em Santa Catarina". O Termo de Audiência de Custódia registra que junto com o fuzil AR-15, plataforma COLT,  foram encontradas 30 munições calibre 556. E, apesar da gravidade do fato criminoso, a juíza afirmou que “não há nos autos registros que demonstram a periculosidade social efetiva e a real possibilidade de que o conduzido, solto, venha a cometer infrações penais…”

Muito pior!  A magistrada destacou: “Oficie-se ao Comando Geral da Polícia Militar para que justifique em 48 (quarenta e oito) horas o motivo pelo qual o conduzido foi preso sem camisa”.

Indagações nas redes sociais: “O bandido portava arma de guerra para ir à missa ou a um culto? E a PM deveria comprar roupa para que o criminoso comparecesse na Audiência de Custódia?"

Para restabelecer a lei e a ordem pública, a desembargadora Bettina Maresch de Moura cassou a decisão, decretando a prisão preventiva do criminoso e cancelando a notificação ao comando da Polícia Militar.

Portador de AR-15, ligado a uma facção criminosa, só usa a arma para matar policiais e vítimas inocentes.

Enxugando gelo


O presidente da Associação dos Oficiais Militares de Santa Catarina (Acors), coronel Marlon Teza, publicou nota nas redes sociais criticando a decisão da juíza Ana Luisa Schmidt Ramos, que soltou um bandido flagrado em casa com um fuzil AR-15, esconderijo de uma organização criminosa. “Lamentamos sob todos os aspectos”, escreveu. E completou: “Literalmente, estamos enxugando gelo”.

Aumentos


O presidente da Fiesc, Mário Cezar de Aguiar, entregou documento ao governador Carlos Moisés da Silva (PSL) e manifestou preocupação com os impactos econômicos e sociais de dois atos reajustando alíquotas do ICMS. Referiu-se aos decretos 1860 e 1867, assinados pelo ex-governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), dias 2 e 27 de dezembro, que revogam incentivos fiscais e atingirão negócios celebrados. Haverá, além disso, reajuste de 41% no ICMS sobre o GLP (gás) e de até 142% sobre o leite em pó. O governador prometeu submeter os pleitos ao comitê criado para examinar o polêmico reajuste.

Presidente da Fiesc, Mário Cezar de Aguiar, entregou documento ao governador Moisés da Silva(Foto: Felipe Scotti / Divulgação)

Senadores


Está esquentando a eleição do novo presidente do Senado. Um dos cinco candidatos, Esperidião Amin (PP), viaja amanhã a Brasília para agilizar contatos com outros postulantes e os eleitores. Considerou “sinal de força” a publicação de “fake news”de que o PP estaria fechando com Renan Calheiros (MDB). Na realidade, dos seis senadores progressistas, cinco já garantiram votos no catarinense. Amin busca o entendimento com os outros candidatos, alertando que a eleição é de apenas um turno.

Surpresa


O novo presidente da Celesc Distribuição, Cleicio Poleto Martins, confirmou, logo após a posse, o criciumense Eron Kuster no cargo de assistente da presidência, destacando sua dedicação à empresa, suas qualidades e o conceito que desfruta entre os empregados. Uma semana depois, uma nova funcionária do gabinete, recém-admitida, chamou Eron para uma reunião. E anunciou, sem rodeios, que ele estava demitido.

Kuster é outro amigo do deputado Júlio Garcia (PSD) degolado pelo governo Moisés.

Cruzeiros


Comandantes e diretores da MSC estão empolgados com as escalas em Balneário Camboriú e as facilidades do Atracadouro Tedesco. Novos equipamentos foram instalados para a atual temporada, facilitando as operações de embarque e desembarque. Os navios da MSC já fizeram 10 escalas e deverão ancorar em outras 18 viagens. O MSC Seaview, maior navio do grupo, deixou mais de 4 mil passageiros na última escala.

Porto


O governador Carlos Moisés da Silva nomeou no fim de semana o coronel Jamazi Alfredo Ziegler para presidente do Porto de Imbituba. A assembleia geral aconteceu na sexta-feira. No mesmo dia, todos os diretores da gestão anterior tiveram cassados os crachás para entrada na área portuária. O porto é subordinado à SC-Parcerias.

Curtas


Ato em defesa da Justiça do Trabalho será realizado nesta segunda-feira, às 13h, na frente do TRT-SC.

O secretário nacional da Pesca, Jorge Seif Junior, terá um encontro com autoridades e representantes do setor nesta terça-feira no Centro de Veraneio do Sesc, em Cacupé.

TRE catarinense despontou na sétima posição no ranking da Transparência do Poder Judiciário em 2018, entre os 93 tribunais e conselhos avaliados pelo CNJ.

Por Moacir Pereira
Fonte: www.nsctotal.com.br

Nenhum comentário

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu comentário!