Estudo e dedicação: UFG forma a 1ª mulher quilombola mestre em Direito no Brasil

Nenhum comentário
goo.gl/Anb5GB | Nesta quinta-feira (21) a estudante da Universidade Federal de Goiás (UFG), Vercilene Francisco Dias, faz a defesa da sua dissertação, no Programa de Pós-Graduação em Direito Agrário, da Faculdade de Direito da UFG. Ela vai se tornar a primeira primeira quilombola com mestrado em Direito no Brasil.

O título da dissertação de Vercilene é “Terra versus Território: Uma Análise Jurídica dos Conflitos Agrários Internos na Comunidade Quilombola Kalunga de Goiás” e aborda a diferença na regularização fundiária na Comunidade Quilombola Kalunga do nordeste do estado.

Pioneira


Vercilene ingressou no curso de Direito em 2011, pelo programa UFGInclui, e formou-se em 2016. Ela tornou-se a primeira advogada quilombola a passar no exame da Ordem dos Advogados do Brasil, seção Goiás (OAB-GO), e em 2017 deu início ao mestrado em Direito Agrário. Vercilene também é diplomada em Estudo Internacional em Litígio Estratégico em Direito Indígena pela Pontifícia Universidade Católica do Peru.

Advogada Popular, participou do Núcleo de Assessoria Jurídica Universitária Popular (Najup) da Faculdade de Direito da UFG, do Projeto de Extensão Girau de Saberes: Saberes e Ofícios em Comunidades Tradicionais e do Programa de Extensão Kalunga Cidadão: Promoção da Igualdade Racial na Comunidade Rural Quilombola Kalunga.

Associada à Associação Brasileira de Pesquisadoras/es Negras/os (ABPN), Vercilene não esquece que ainda há um longo caminho pela frente. “Tornei-me protagonista e não apenas objeto de pesquisa. Sinto-me realizada, talvez não totalmente, tenho muito a conquistar e a fazer, mas estou cumprindo o propósito que tanto almejei para com minha comunidade”, ressalta.

Fonte: www.emaisgoias.com.br

Nenhum comentário

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu comentário!