Acompanhe o novo site direitonews.com.br

Afronta aos brasileiros: ‘Exame da OAB não pode ser extinto’, diz Caio Augusto

114 comentários
goo.gl/MpkubF | Dando continuidade na série de entrevistas sobre a possibilidade de extinção do Exame de Ordem, idealizado pelo presidente Jair Bolsonaro, o site Justiça Em Foco entrevistou o presidente da Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo, Caio Augusto da Silva Santos. Ao defender que a prova aplicada aos bacharéis deve ser sempre aprimorada, o presidente avalia que a extinção do exame é uma afronta aos brasileiros.

A seguir, trechos da entrevista:

Como o senhor encara esse posicionamento do Presidente da República em querer acabar com o Exame da OAB?

Caio Augusto: Avalio que tal manifestação se deu por impulso, pelo fato de desconhecer a importância do Exame de Ordem para proteção da própria sociedade. A ninguém é dado o desconhecer que nos últimos anos houve uma facilitação de acesso ao ensino superior, com uma precarização efetiva da qualidade do ensino.

O Exame de Ordem é um filtro para que, somente aqueles que demonstrem efetivamente terem conhecimento possam estar ao lado do cidadão no exercício da defesa dos seus direitos. De nada adiantaria a legislação favorável a previsão de direitos, se nós não tivéssemos a oportunidade de defender esses direitos e ao advogado é atribuída tal missão. Por isso o Exame de Ordem é a ferramenta fundamental e essencial para que o cidadão tenha pessoas de qualidade no exercício da advocacia.

A forma como o Exame da OAB é aplicado hoje precisa de modificações? 

Caio Augusto: Aprimoramentos sempre são importantes para todos os mecanismos que se dispõem a aferir conhecimento. De igual maneira, sempre é importante termos um aprimoramento no Exame de Ordem, mas extingui-lo será um efetivo desrespeito ao cidadão.

Como o senhor classifica o Exame da OAB hoje? Ele pode ser considerado fácil?

Caio Augusto: Ele não é fácil e nem difícil. Se trata de um exame que não implica na restrição de vagas, pois todos aqueles que demonstrarem ter conhecimento, conseguirão a titulação de advogado. Eu o classifico como o exame que apresenta um nível de exigência necessária para que alguém exerça a advocacia.

Atualmente, uma parcela da sociedade tem uma compreensão equivocada de achar que o curso de bacharelado em Direito habilita alguém ao exercício de uma profissão de advogado, por exemplo. As profissões jurídicas, dada a importância que lhes é atribuída até pela Constituição Federal (CF), existe aquilo que nós chamamos de “necessidade da aferição do conhecimento técnico”. Por isso todos aqueles que pretendem servir ao Estado, como por exemplo, juízes, promotores, Policiais Civis ou Militares devem se submeter a um concurso público para demonstrar ter conhecimento para atuar na área da Justiça.

Para exercer a advocacia, não é diferente. A própria CF, no artigo Nº133, atribuiu a advocacia como integrante indispensável da administração da Justiça. Ao destacar essa importância sobre a profissão, é exigido a mesma conduta das demais profissões jurídicas, que haja uma aferição do conhecimento daqueles formados no curso de bacharelado em Direito, que pretendem servir a sociedade na condição de advogados. Portanto, o curso de bacharelado em Direito não habilita ninguém ao exercício da advocacia, pois aquele que pretende servir ao cidadão nesta condição precisa demonstrar ter o conhecimento para tanto. O instrumento previsto na lei e eficaz para avaliar o conhecimento é o Exame de Ordem.

Caso a prova fosse aplicada durante a graduação do estudante, seria uma opção para melhorar o desempenho dos estudantes de Direito e das instituições de ensino?

Caio Augusto: A questão do tempo e da aplicação da prova é muito complexa. Mas eu acho que discussões deste tipo são importantes e a OAB está pronta para enfrentar. Se entendermos que através da aplicação por etapas, em conjunto com o período em que os alunos estejam cursando, pode ser um outro instrumento. Contudo, é importante ressaltar que esse instrumento da forma como está posto, serve bem a sociedade e o alto nível de reprovação está a demonstrar claramente a deficiência do ensino jurídico no país.

Se o projeto de Bolsonaro for colocado em prática, como deverá repercutir no mundo jurídico?

Caio Augusto: Irá fragilizar o cidadão. O Estado Democrático de Direito há de ser levado adiante reconhecendo que a maior autoridade é o cidadão. Ele precisa ter alguém ao seu lado para evitar com que seja menosprezado ou diminuído quando da defesa dos seus direitos. Essa pessoa é o advogado, conforme a rege o artigo Nº133 da CF. A retirada do Exame de Ordem vai permitir que, por exemplo, 80% daqueles que não passam no Exame e não demonstram ter conhecimento para defender os direitos de alguém, possam exercer a advocacia, defendendo de maneira inadequada o cidadão. Ou seja, prestando um desserviço a toda comunidade.

Sobre o custo do Exame, o senhor acredita que precisa se reajustar a realidade dos estudantes?

Caio Augusto: Esta é uma questão que estamos abertos a debater. Talvez, possamos até mesmo trabalhar com premissas que possam ter patamares de valores diferenciados, conforme nós tenhamos pessoas mais necessitadas que estejam prestando o Exame de Ordem. Essa é questão não obstante complexa e penso que deva contar com toda sensibilidade para nós reconhecermos até mesmo essas dificuldades sociais que existem na distribuição de renda.

Hoje, como o senhor avalia o cenário para a profissão de advogado? É a única profissão de elevado impacto social?

Caio Augusto: Temos muitas profissões de impacto social, mas eu penso que a missão atribuída ao advogado é ao mesmo tempo pesarosa e essencial à manutenção do Estado Democrático de Direito. É ele quem está próximo para defender a visão de mundo do cidadão sobre as coisas e evitar que o Estado lhe imponha questões que não podem ser impostas de maneira autoritária.

Ele [o advogado] é a ponte para fazer com que o cidadão possa manter uma discussão e igualdade de condições, quando se depara com discussões com outros concidadãos. Por isso avalio a profissão do advogado como indispensável e essencial à própria manutenção do estado Democrático de Direito.

Fonte: www.justicaemfoco.com.br

114 comentários

  1. acabar com esse exame ridiculo cheio de erros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho certeza se fizer um desafio com Caio e CTG de prestar um exame vcs não passam. Afinal a OAB tem imunidade a tributação. Sabe quando eles vão querer que vcs passem!? Nunca kkkkkkkk isso é uma mina de ouro para eles!

      Excluir
    2. OS DONOS DE CURSOS ESTÃO DESESPERADOS. EDITORAS QUE FORNECEM VADE PARA OS CANDIDATOS IDEM! ! A OAB VAI PERDER SUA GALINHA DOS OVOS DE OURO! E CONVENHAMOS.. TEM UM MOOOONTE DE ADVOGADOS QUE PASSAM NO EXAME E NÃO SABEM NEM ESCREVER DIREITO. CANSAMOS DE VER ISSO POR AÍ
      DECORAM, ESTUDAM E PASSAM.
      MAS MUITOS NÃO TEM A MENOR CAPACIDADE INTELECTUAL E COGNITIVA DE SUSTENTAR UM TRIBUNAL. REALMENTE ESSA PALHAÇADA TEM QUE ACABAR. E QTO AOS QUE DEFENDEM A MANUTENÇÃO DO EXAME POR MEDO DA CONCORRÊNCIA. JÁ DIZ O DITADO QUEM NÃO TEM COMPETÊNCIA, NÃO SE ESTABELECE! O SOL NASCE PRA TODOS!!

      Excluir
    3. Parabéns. Falou tudo

      Excluir
    4. Concordo em gênero, número, grau e especie com a Marcia Lobo.
      Vemos tantas aberracoes escritas em petições, e até mesmo em sentenças proferidas por magistrados e catedráticos, que passaram no exame da OAB.
      Acho que os candidatos que não são aprovados por não decorarem respostas e saberem decorar as pegadinhas seriam melhores escritores de petições, onde com toda a certeza não seriam escritas com tantos erros hortogragicos e de convordancia verbal.
      Já vi advogados que não sabem sequer o que significa U$, quem dirá outras siglas que são de extrema necessidade de conhecimento.
      Em certa ocasião estava eu conversando com um advogado recém agraciado com aprovação no exame da ordem comentei com ele sobre um assunto de uma ação de um cliente meu e que este receberia uma indenização em Francos suíços; pasmem ele me perguntou o que era FRANCO SUÍÇO.
      Tenho certeza do seguinte: este aí decorou tudo, mas nunca sequer leu um jornal ou uma revista que falasse de moedas estrangeiras.
      Um advogado não tem que saber só de leis, este profissional precisa e muito de CULTURA GERAL, o que em muitas das vezes e muito necessário ao bom profissional.
      Abaixo exame da OAB e o enriquecimento do prestígio de seus diretores e presidentes, que sustentam os cursinhos e as gráficas dos WADE da vida

      Excluir
    5. NA MINHA OPINIÃO A DIRETORIA DA OAB TEM MEDO DE QUE ACABE O EXAME DA OAB PELO SEGUINTE:
      Varios advogados novos entraram no mercado e superarão com toda certeza este monte de advogados metidos a bestas que mal sabem escrever.
      Tenho certeza de que os recém formados que saíram da universidade darão um banho neste monte de parasitas medrosos.
      Deixem o advogado ser um profissional como um médico, um engenheiro, um psicólogo, um dentista, um arquiteto ouboutro qualquet profissional.
      O QUE FAZ UM PROFISSIONAL NÃO É UM EXAME DE ORDEM E SIM A PRÁTICA PROFISSIONAL.
      Abaixo o exame da OAB E A OAB TAMBÉM
      OAB e igual um sindicato, só serve pra tomar dinheiro de nos profissionais e principalmente dos pobres acadêmicos recém formados que sequer conseguiram acabar de pagar seus estudos em muitas das vezes.
      Sou advogado formado e com minha inscrição na ordem, mas sou contra a OAB

      Excluir
    6. A OAB é um ranço de uma "monarquia" democratica que finge estar dentro de uma visão moderna de Justiça,mas é mais uma máquina de opressão social e financeira contra milhares de candidatos que prestam esse exame infame! E quando a inteligência artificial tomar conta de tudo....os robis terão que prestar exame? Ou o cidadão terá que pagar anuidades a OAB para ter acesso a informações jurídicas!A OAB com seu exame, esta com os dias contados!!

      Excluir
    7. creio que deveremos deixar o próprio mercado fazer essa dicotomia , pois essa reserva de mercado não ajuda em nada sejamos franco quem realmente tem esse monopólio de ser o todo poderoso em aferir quem pode o quer .
      Acorda povo. fim dessa aberração.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Se não acabar com exame de ordem, que seja gratuito,pois o objetivo é formar Bons advogados e não enriquecer a oab.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratuito? Os custos do concurso e caro. Poderia reduzir o valor da taxa, agora gratuito? Menos viu Amigo.

      Excluir
  4. Não só contra o exame da Oab só que o ilustre advogado não deixou claro o que e o mínimo de conhecimento jurídico, infelizmente foi travado uma guerra entre a OAB que podemos chamá-lo de 5 poder, vindo atrás do ministério público, quando uma prova tem um índice de reprovação mais de 90% pois o exame da OAB tem 2fase ,objetiva e subjetiva na prova objetiva e reprovado mais de 87% ficando 13% seguindo a segunda fase da prova a reprovação chegar às 7% desses 13% sobram 6% apenas consegue passar nessa prova . faculdades públicas os alunos pagam cursinho para não serem reprovados . O que houve com os 94% reprovados todos são analfabetos jurídicos . OAB estão tão preocupada com ensino jurídico porque não junto com governo federal faz investimentos a final todas as receitas da OAB não tem fiscalização. Estamos diante de uma afronta a constituição uma verdadeira reserva de mercado. O mais engraçado que o blog só convidar o representante da OAB porque também não convida os contra .a final estamos diante de uma democracia pertencente OAB

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estude que você passa no exame.

      Excluir
    2. Tem mais amigo...absurdo é se formar e não poder trabalhar com uma prova absurda. Conhecimentos to todos tem, o que falta e prática que se adquire no dia a dia, como em qualquer outra profissão. Sou a favor que a prova seja aplicada de graça e que seja somente uma fase, a prática, na área escolhida pelo estudante. A objetiva não avalia nada.

      Excluir
    3. A OAB deveria, no mínimo, prestar contas aos advogados, tornando-a pública.

      Excluir
  5. Realmente e caro apos a faculdade se preparar para o exame .Ok

    ResponderExcluir
  6. Engracado que a maioria das pessoas passa a vida inteira sem precisar de advogados uma única vez. Mas pelo menos uma vez na vida quase a totalidade das pessoas vai ao médico sem que, com isso, os formandos precisem passar por uma prova que reprova 80-90% dos candidatos para trabalhar. Engraçado isso, não? Advogados "devidamente testados" são "imprescindíveis" para a sociedade e médicos não.... Se os médicos podem trabalhar com vidas humanas logo que saem da faculdade, por que os bacharéis em direito não?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estude que você passa.

      Excluir
    2. Não pode ser extinto o exame da OAB. AcompanhEu meu filho na preparação do exame. Formado pela Federal de Boa Vista e logo em seguida o Exame. Estudou e foi muito bem.

      Excluir
    3. Nem sempre quem passa no exame são bons advogados, aliás tem pessoas que são muito boas em teorias, mas na prática sao pessimos profissionais, tem que acabar sim o exame tem tem capacidade nenhuma de fazer essa avaliação.

      Excluir
  7. Anônimo7/3/19 20:13

    Defendo o fim do exame ou Exame dentro do curso de Direito e aqueles que já concluíram peguem suas carreiras da OAB.

    ResponderExcluir
  8. Concordo tenque acabar com este exame da OAB

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estude que você passa

      Excluir
    2. Só por esse português de primeira é a comprovação de que o exame da OAB não pode acabar.

      Excluir
    3. Realmente, eu li todos os comentários até este que estamos agora, e concluí que o Exame de ordem não pode ser extinto, inclusive deve-se acrescentar uma matéria muito importante na 1° fase, PORTUGUÊS, por que foram diversos comentários com erros graves de grafia e concordância verbal.

      Excluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Os donos de cursinhos e a própria OAB estão com medo de perder essa máquina de fazer dinheiro, que é esse exame, o exame só prova quem é mais esperto de entender as pegadinhas. Tinham que pegar no pé no MEC que aprova novas faculdades até em beco de esquina, também tem que ter um exame justo para todos os cursos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estude que você passa

      Excluir
    2. Fico me perguntando se esses doutores que se apresenta dando suas opiniões, será que eles fizeram está prova. Calculando ser a XXVIII e ainda por cima cobrando 3 X 260 ao ano = 780.00 , praticamente a anuidade, e muitos não consegueme passar. A OAB não perde nada.

      Excluir
    3. Por isso, o Exame de Ordem deve ser mais difícil do que está.
      Quem se diz tão preparado e não passa, é pior do que os que passam.
      A pessoa mesmo se avaliar é muito fácil, ainda mais se lhe faltar conhecimento e bom senso.

      Excluir
  11. Bateu o desespero na máfia de grupos de advogados que detém uma enorme reserva de mercado na areá da advocacia.

    ResponderExcluir
  12. Pelo fim do exame da ordem e deixem os Dr trabalharem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Provavelmente você não consegue passar e pretende dar prejuízo para os outros ou fazer malandragem, porque não sabe nem o que é ser Advogado, nem a responsabilidade da Profissão.

      Excluir
    2. Deveria haver um exame estilo o da ordem ainda durante a graduação e caso o aluno não conseguisse lograr êxito, este ficaria impedido de se formar bacharel em direito.

      Excluir
  13. O exame da oab deve continuar.É um filtro para saber quem estudou durante os cinco anos.Acho que o exame da Oab deveria ser aplicado durante a faculdade e JÁ barrar os péssimos profissionais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se me disser q passou no exame sem fazer cursinho, eu direi q vc é 1 em 200.00

      Excluir
    2. Eu passei sem fazer cursinho,estudei somente questões comentadas.

      Excluir
    3. Digo categoricamente que to do exame é uma caixinha de surpresas.

      Excluir
    4. Péssimos.profissionais existem em todas as areas, sendo que na área do direito e a pior. Muitos advogados abandonam o processo e ainda causam dano ao cliente. E no caso da justiça e irreversível pq existe prazo. Se formos analisar os fatos com responsabilidade e coerência o ideal e acabar com o exame de ordem, mesmo pq os motivos dados pela OAB não.filtra o profissional nem o carater dele.

      Excluir
    5. Inclusive você que não aprendeu a escrever

      Excluir
    6. Cuidado com o coração meu caro

      Excluir
  14. ACHO QUE DEVERIA SIM ACABAR,POIS FIZ TRÊS SIMUSADOS E TDS EU FIQUEI POR 2 PONTOS E QUER DIZER QUE SE EU REALMENTE FOR FAZER A PROVA FICAREI POR 2 PONTOS ENTÃO NÃO É REALMENTE JUSTO A PROVAGA .PODERIA TER MAIS RECURSOS PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA OU REALMENTE ACABAR COM ESSA CHUVA DE DINHEIRO POIS SÓ ESSE CURSO QUE TEM ESSA TEMIDA PROVA !!! FIM JÁ! !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estude que você passa

      Excluir
    2. Nossa que espanto esse português maravilhoso... realmente vc está pronta para ser "advogada"

      Excluir
    3. Deve estar sim e de certo será uma ou um profissional melhor que voce Dr

      Excluir
    4. Então a falha está na faculdade, não na OAB.
      Se a grande maioria tem que fazer cursinho, isso demonstra que o ensino na faculdade está ruim.
      Exijam mais da faculdade, estudem mais durante os cinco anos do curso e estejam preparados para o Exame de Ordem.
      Todos que escolhem a Profissão de Advogado sabem que após o curso de Direito, tem que fazer o Exame de Ordem para se habilitarem ao exercício da Advocacia.
      Portanto, não é nenhuma pegadinha ou surpresa.

      Excluir
  15. Sou 100% a favor! Reserva de mercado mais medíocre. Um exame de ordem jamais será capaz de aferir se o bacharel é apto ou não. Apenas uma forma escancarada De subtrair dinheiro de uma classe! #fimdo exameoab

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o bacharel em direito paga por ano 780,00 de inscrição, porque não exterminar esse tipo de prova e o bacharel em direito pagaria a anuidade. Seria justo, tendo em vista que os maiores juristas do passado e exemplo presenotes nas citações dos nossos magistrados e ministros não fez prova nenhuma quando terminou. Bacharel em Direito = ADVOGADO. Seria justo com esta massa que aí está. Importante lembrar que tem muita gente que estudou e está preparado sim. O que precisa acabar com essa história que a prova habilita.

      Excluir
  16. Dr. Com a devida vênia a tua entidade existe de fato, mas não de Direito, conforme preceitua o decreto 11/91, neste sentido segundo ANB ASSOCIAÇÃO DOS BACHARÉIS EM DIREITO, uma entidade que não tem legitimidade para MEDIR QUALIDADE DE ENSINO, está praticando estelionato educacional. Portanto na mídia está DIVERSAS divulgações contra a tua entidade. Porque ela não se defende?? Será que ela tem receios da verdade aparecer por debaixo dos lindos tapetes vermelhos. Dr. A tua entidade destrói vidas, leva muitas pessoas ao suicídio, a tua entidade destrói família, a tua entidade destrói sonhos profissionais, a tua entidade locopleta os VULNERÁVEIS BACHARÉIS EM DIREITO com altos valores de inscrições, a tua entidade para pagar imposto ela se diz ser pública, e busca a imunidade, para cobrar altas anuidades está mesma entidade é privada. A tua entidade é considerado pior do que o PCC. A tua entidade suprime a vida de muitos profissionais, a tua entidade alega que as faculdades não formam advogados, onde tem no Brasil uma graduação que forme advogados ?? Qual é a metodologia, a estatística e a didática desta faculdade ou universidade?? Dr. Se tua entidade fosse séria oferecerá meios legais para que todos pudessem trabalhar, a tua entidade não se preocupa com a sociedade, mas sim com os grandes quantidade de lucros e dividendos, para quem a tua ENTIDADE presta contas?? A tua entidade faz reserva de mercado, e com isto a sociedade sofre por falta de profissionais. A tua entidade é capitalista e pratica oligarquia dentro de uma democracia suja que teve respaldo da máfia de corruptos do passado. Dr. Com a devida vênia a tua entidade está maculada por especuladores que fere de morte a constituição Federal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estude que você passa

      Excluir
    2. Isso é desespero por não conseguir ser aprovado. Sem aprovação sem carteira da OAB.. simples assim.

      Excluir
    3. Se estudar passa sim.Acho que a OAB deveria ser gratuita.Ou ser mais barata isso sim tem que mudar.Mais o exame da OAB é necessário sim pois o índice de reprovação só mostra o péssimo ensino em algumas faculdades.

      Excluir
    4. Pois e meu amigo.… 5 anos se matando na faculdade e depois de formado tem que passar pelo exame de ordem ( pago), até formar uma clientela os recém formados ficam a mercê dos lobos que pagam uma miseria que varia de R$ 1200,00 a 1800,00 para um advogado. (Doutores como eles ) Isso a OAB não vê, sem contar estagiários que muitas vezes ficam servindo cafezinho para os "doutores". (Isso a OAB não vê). Na verdade , a OAB tem conhecimento mais não fiscaliza, não cria um teto salarial para advogados. Mais cobram anuidade, cobram o exame ( que deveria ser de graça,já que é para filtrar conhecimento dos recém formados). A OAB não paga IR, recebe uma fortuna com o exame de ordem, não fiscaliza os escritórios que pagam uma miseria para os recém formados e se pensarmos bem, temos muitos advogados que possuem OAB , porem,não possuem ética.

      Excluir
    5. Esses animais contratam os recém formados com salários de R$ 1200 a R$ 1500 mensais para fazerem petições, analisar processos, fazer contestações, fazer audiências de conciliações, levar e buscar processos, fazer carga de processos, em fim fazer o trabalho para os bam bam bans, que nada sabem fazer. Somente tiveram a sorte de passar no exame da ordem. Os escravinhos e que fazem tudo e os louros quem colhem são os bam bam bans que sequer sabem fazer um habeas corpus.
      A OAB deveria sim era fiscalizar isso.
      Sou advogado, trabalho sozinho, não tenho nem secretária, mas faço o meu, mas vejo colegas explorando os pobres infelizes que não conseguem ser aprovados nesse fatídico exame da OAB, mas fazem tudo para esses colegas que nada sabem fazer sequer escrever.
      Sou a favor de que acabe o exame da OAB, não tenho medo dos novos, porque sei fazer, quem não sabe fazer e que tem medo de deixar que os novos venham para o mercado.

      Excluir
  17. As perguntas deveriam ser estas:

    1) Desde quando é feita a prova da OAB a nível nacional?

    2) Desde esta data, o nível advocatício e ético dos advogados aumentou ou diminuiu?

    3) O que o Sr. acha das Instituições de ensino privada que são autorizadas a ministrarem o curso de Direito?

    4) O que o sr. acha dos alunos que são reprovados em uma, duas ou mais vezes no certame da Ordem e vão fazer os diversos cursinhos on line e presencial?

    5) O que o sr. acha dos cursinhos on line e presencial ?

    6) O sr. acha que o Bacharel que faz o cursinho on line ou presencial que é aprovado, está com o nível advocatício e ético estimulado ?

    7) O que o sr. acha das outras cadeiras, como Medicina, Odontologia e Engenharia, onde o aluno se gradua, cola grau e já vai direto para o mercado de trabalho?

    8) Como o sr. vê a OAB na atualidade?

    9) Neste exato momento, o sr. teria condições de ser aprovado no certame da OAB, já que é um advogado de nível?

    10) O que o sr. acha da prisão em segunda instância ser após o acórdão, sendo que o recurso especial e o extraordinário não detém efeito suspensivo?

    11) O que o sr. acha do presidente nacional da OAB ter sido advogado do PT, ser ligado ao PT e dizer que o Lula deveria estar livre?


    Estas deveriam ser as perguntas e não esse blá blá blá ridículo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Resumindo em uma pergunta...o que um cidadão que não consegue redigir uma peça acha que pode advogar ??

      Excluir
    2. Anônimo8/3/19 01:56

      Acho que a pergunta seria por que e não o que.
      Notei que você é um analfabeto funcional.

      Excluir
    3. Bravo! Disse tudo meu caro.

      Excluir
  18. Boa noite. Acredito que não deva ser extinto, porém que apliquem uma prova justa. Porquè as provas estão dificílimas, não condizente ao conhecimento adquirido durante a academia. No entanto, a fiscalização deve ser severa perante a Instituição e não aos examinados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brilhante idéia...em vez do pretendente a advogado estudar mais. Se abaixa a prova ao nível de ignorância do candidato.

      Excluir
  19. E de conhecimento público a existência do exame da ordem. Se não querem ou não se acham capacitados a serem aprovados. Escolham outro curso ao invés de abaixar o nivní da ja tão sofrida advocacia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vejo sofrimento. O que há de errado colega???

      Excluir
    2. O exame deve permanecer sim só estudar que passa.Aliás advogado vai estudar a vida toda.Agora ta mais fácil ñ tem prova oral.

      Excluir
    3. Talvez se tivesse a prova oral seria melhor do que está coisa ridicula

      Excluir
  20. Gostaria de saber se Dr Caio Augusto, prestou o Exame?
    W caso tenha prestado em qual ano foi?

    ResponderExcluir
  21. Perguntar para um membro da OAB só poderia gerar mais, blá blá blá. Seria importante entrevistar Bachareis sem OAB, pois como o Presidente citou acabam sendo boys de luxo, e o advogado só assina muitas vezes. Se não for possível acabar com o exame torná-lo gratuito e que todas as outras profissões tenham que passar por exames parecidos antes de atuar na profissão.

    ResponderExcluir
  22. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  23. Comentário isolado, escrevemos correto e uma palavra ou outra separa ou uni a palavra. Chega.

    ResponderExcluir
  24. Existem muitos interesses escusos para que o exame não acabe. Os demais profissionais como o médico, por exemplo, nao teria que passar por provas teóricas e práticas muito mais severas? Afinal, os medicos cuidam da vida das pessoas, não é mesmo? A arrecadação de recursos financeiros é que preocupa de verdade aqueles que não querem o fim desse famigerado exame.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse cidadão falar que juiz, militar etc... Presta concurso isso é lógico meu filho, prova de Ordem não é concurso público nao cara burro. O que qualifica um bacharel a ser um advogado e é o MEC e não FGV BB em OAB . Tem que acabar com essa inconpetente prova aplicada pela FGV. OAB e enriquecimento ilícito, aproveitadores, fora prova da ordem, fora fgv

      Excluir
  25. A primeira correcao a ser feita tem que ser nesse blog. Escrevemos correto e nossa escrita aparece de forma erronea. Não deve ter feito o exame de ordem.

    ResponderExcluir
  26. o que afronta aos brasileiros não é a extinção do exame da OAB e sim a violência a falta de segurança a roubalheira a educação a saúde a corrupção etc etc etc

    ResponderExcluir
  27. Aposto que esse senhor não fez prova alguma,esse povo que dinheiro,mas difícil e medicina que estuda quando se forma vai trabalhar e o advogado fica como idiota escritório,sendo garoto de recado,eentregador.

    ResponderExcluir
  28. Concordo.Acho que deveria é barrar as péssimas faculdades e a OAB eliminar esse vírus na sociedade.Faculdade que ñ dá uma ensino digno de capacitar seus alunos a OAB devem fechar.É claro pelo menos proibir eles roubar dinheiro da população

    ResponderExcluir
  29. Eu conheço, umas pessoas, que tem a carteira da ordem. Mas não sabem fazer uma petição, a mais simples que seja. Então este exame não qualifica ninguém.e tudo por dinheiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conheco advogado que quando vai atender presos em penitenciarias tem que levar o estagiário por que não sabe fazer uma defesa, não sabe fazer uma petição, prova da ordem é uma negação esses presidente e mesas da OAB estao com medo do fim desse ilegal exame de ordem, pois, com o fim desse exame de ordem ae sim, vai acabar com as mordomias deles. Quer ganhar dinheiro fácil encima dos bacharéis? Vai advogar senhores donos de cursinho e oab

      Excluir
  30. Isso sim deveria ser revisto pelo legislativo .É de ordem pública iludir as pessoas que o direito é um curso qualquer.O advogado exerce uma função seríssima e é por isso que é uma profissão tão cobrada.

    ResponderExcluir
  31. 100000000% a favor do exame. Estudem um pouco mais que passa.

    ResponderExcluir
  32. Fausto Silva disse: pode até ser honesto, mas é um IDIOTA! exame para todas as profissões. Para os contadores já tem. Falta os médicos, engenheiros etc...

    ResponderExcluir
  33. O exame da OAB deve permanecer.O advogado (no sentindo amplo) é o profissional que defende o Direito. O operador desta ciência tem uma função importantíssima na sociedade: zelar pelo bom cumprimento da lei, por uma sociedade justa, democrática e ajudar os mais fracos. Este nobre profissional (o advogado) trabalha pela sociedade e não para si.
    QUEM Ñ GOSTA DE ESTUDAR Ñ DEVE SER DIGNO DA PROFISSÃO .

    ResponderExcluir
  34. ACREDITO QUE POR A MEDICINA SER PARA A ELITE AINDA O CONSELHO DESTA DIGNÍSSIMA PROFISSÃO Ñ EXECUTOU TAL FEITO DE ESTABELECER UMA PROVA PARA AVALIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS QUE ESTÃO EXERCENDO .TODAVIA A MEDICINA BARROU TAMBÉM PORQUE SÓ QUE CONSEGUE CURSA-LA É OU FILHO DE PAPAI RICO ,PESSOAS ESFORÇADAS QUE GANHARAM BOLSAS.O DIREITO VIROU UMA FORMA DE COMERCIO DE UNIVERSIDADES LIXO QUE COMEM O DINHEIRO DOS CIDADÃOS E EM TROCA ILUDE QUE O ENSINO DELES CAPACITA PARA O MERCADO E A TEMIDA OAB QUE NADA MAIS É QUE UM RESUMO DOS CINCO ANOS.A OAB DEVE LUTAR E FECHAR ESSAS UNIVERSIDADES IMPEDILAS DE MINISTRAR O CURSO DE DIREITO.

    ResponderExcluir
  35. ACREDITO QUE OS BACHARÉIS QUE Ñ PASSAM NA OAB DEVEM PROCESSAR É A FACULDADE QUE OS ENGANOU. TIPO UMA AÇÃO DE REPARAÇÃO POR DANOS MORAIS E MATERIAIS

    ResponderExcluir
  36. Será que os dirigentes da OAB fizeram o exame? Se não, estariam dispostos a fazê-lo, dando-lhe a credibilidade propagada? Caso contrário parece um método de reserva de mercado, infelizmente. Existe todo um comércio voltado para área do Direito, sem que a OAB se digne em fiscalizar, porém o acadêmico é estigmatizado e submetido a um processo constestavel.

    ResponderExcluir
  37. É uma máquina de fazer dinheiro oab × fgv e estou falando e provo que a banca não corrige as provas de segunda fase, pois deve ter um número certo de candidatos ou seja a tal reserva de mercado. Até quando? Onde está a CF? Muda Brasil!!

    ResponderExcluir
  38. Está claro o interesse da permanência do exame da ordem, tudo por interesse de lucro fácil, e manipulação de controle de mercado, receber benefícios de cursinhos, temos que solicitar uma investigação forte e comprometido com a transparência Ministério da Justiça na pessoa do Ministro Senhor Dr. Sérgio Moro, vamos apurar a verdade OAB nunca mais.
    Brasil acima de todos!!
    Deus acima de tudo!!

    ResponderExcluir
  39. Estas entrevistas são maliciosas, só participam interessados na defesa do exame da ordem, quando não são Presidentes de Seccionais de várias partes do Brasil e seus diretores são advogados proprietários ou professores de cursinhos preparatórios, quando também são autores de obras bibliográficas direcionadas ao exame, portanto esta reportagem não respeita o direito e o dever de ouvir e entrevistar o outro lado, ou seja os próprios estudantes ou Bacharelados. No final esta é uma campanha SUJA da OAB para alimentar a sociedade com essa sua tendência perversa de coloca-la contra os Bacharéis, além do terror. OAB não se presta a fazer justiça, presta-se apenas a defender seus interesses de Reserva de mercado e manter o enriquecimento do custo do exame.

    ResponderExcluir
  40. Anônimo8/3/19 00:26

    Senhor Caio, a questão toda reside no fato que, é no mínimo estranho a forma que é formulada a prova, cheia de pegadinhas, malícias, de modo que fica a pergunta, a quem interessa a reprovação de tantos bacharéis no exame de ordem?. Ora, e eu já lhe respondo, interessa a famigerada industria da arrecadação de dinheiro três vezes ao ano.

    ResponderExcluir
  41. Anônimo8/3/19 00:35

    E recentemente, estava lendo algumas falas de juízes e desembargadores que se fizessem a prova da OAB hoje não passariam, porque sera?, Esses magistrados se tornaram menos inteligentes, ou o que e posto como questões na prova não são as práticas do dia a dia no mundo juridíco?, Há!, Acho que é eles não estão acostumados com as pegadinhas com intuíto de reprovar e fazer com que o pobre coitado do bacharel se submeta a diversos outros exames, que alias, paga-se novamente.

    ResponderExcluir
  42. Anônimo8/3/19 00:43

    Há!, Esquecí de comentar sobre o título de sua matéria, "afronta ao povo brasileiro", pois Sr. Caio, a afronta e a OAB mesmo viu, pois vai deixar de arrecadar muito dinheiro três vezes ao ano. Agora, de toda sorte, com o fim do exame de ordem, OAB ainda ficará mais rica, imaginem a quantidade de anuidades recebidas ao final de cada ano; é, de qualquer forma sai ganhando.

    ResponderExcluir
  43. Anônimo8/3/19 01:27

    Só vejo comentário de fracassado aqui. Se colocassem a bunda na cadeira para estudar já teriam passado. Eu reprovei no exame e reconheço que foi falta de estudo, quando me comprometi comigo mesmo de dar o meu melhor obtive a aprovação ano passado. Pagar o preço ninguém quer não é? Lembrando para os "doutores" que 5 anos de direito não forma advogados e sim bacharéis, não estudamos advocacia e sim direito! O choro é livre e a vergonha só sua!

    ResponderExcluir
  44. Anônimo8/3/19 01:55

    O exame de ordem NAO deve acabar. Deve ser estendido aos advogados também a cada cinco anos. Deve ter um valor de inscrição apenas para pagar o custo do exame.... Quem pegou o pulo do gato para ser aprovado uma vez, certamente será aprovado outra vez..

    ResponderExcluir
  45. Apresente o ato constitutivo registrado desta entidade. Competência do Estado o reconhecimento profissional cláusula pétrea rasgada pela ORCRIM desde 1994.decreto único que aprovou OAB foi revogado expressamente no todo e permanente o 19408 pelo decreto presidencial 11/91 anexo IV.

    ResponderExcluir
  46. ADI 3026 Eros Grãos OAB extinta é privada, natimorto 8906/94 exame por provimento que é ato da administração e prerrogativa do e da República

    ResponderExcluir
  47. O certo seria esse exame ser de responsabilidade do MEC e aplicar somente uma prova. Agora encher o bolso de uma instituição de classe não acho certo. O valor da taxa é super alto para quem não tem condições de pagar. Nós como bachareis em direito não somos obrigados à contribuir com o enriquecimento milionário de seus gestores. Acho uma tamanha falta de vergonha o Poder Público não tomar a frente e investigar para aonde vai esse dinheiro arrecadado! Acredito que apenas um pagamento por ano já qie o valor é de R$ 260,00 poderia nos conceder o direito de fazer os 03 exames anuais, e se caso não conseguir a aprovação, pagaria somente o mesmo valor da taxa no ano posterior. E mais: Pessoas com financiamento estudantil, baixa renda, desempregados deveriam ser isentos do pagamento da taxa de inscrição independentemente de ser inscrito ou não em programas sociais! Acho desnecessário esse requisito exposto no certame de só quem tem o número do NIS, estará apto para conseguir o deferimento para a sua isenção!

    ResponderExcluir
  48. Sou formado em Adm de Empresas a 30 anos.Sou formando em Direito,entao se eu realizar o exame da ordem e nao atingir os 40 pontos sou menos capaz do quem atingir os 40 pontos? Com ceeteza nao.

    ResponderExcluir
  49. É fácil criticar o ensino. Onde estavam quando os alunos saem após cinco anos ?ficam inertes arrecadam fortunas com os exames. Os currículos não são unificados ,para começar pelo mais básico. E pensar que todo este círculo e rentável .façam uma pesquisa sobre o custo arrecadado e o retorno junto aos advogados e publiquem a resposta. Vamos ver a nota da ordem junto a seu público dento da casa.

    ResponderExcluir
  50. É muito mimimi, não passa pq não estuda, nem durante a faculdade e muito menos depois de formado. Eu comecei a faculdade em 2006, estudei por quatro anos e parei, voltei em 2016, fiz apenas as matérias finais, monografia essas coisas que não enriquecem o conhecimento, e não foi em federal não, foi em faculdades particulares meia boca. Terminei o curso no final de 2017, fiz o XXVII exame, e na primeira tentativa passei. Não é difícil para quem estuda, quem leva a sério, até mesmo pq eu nunca fui dos mais esforçados, me esforçava apenas o suficiente para não passar vergonha durante a faculdade nem na prova da ordem. Parem de chorar e estudem que vcs passam, simples assim.

    ResponderExcluir
  51. Exame da ordem fonte de arrecadação, conheco varios bachareis que fazem petições e advogados assinam porque as vezes advogados inscritos na ordem mal sabem fazer uma petição!!!!!

    ResponderExcluir
  52. Muitos colegas defendem o exame, alegando que um bacharel após passar no exame está apto para exercer a profissão de advogado. Agora imagino da seguinte maneira, porque existem tantos profissionais que cometem erros grosseiros no ramo do direito, daí vem a questão, não passaram no exame da ordem?

    ResponderExcluir
  53. .....Diante do exposto, é normal de que a OAB, lance uma contra ofensiva, ou seja, uma contra tese, procurando induzir os leigosde de que o exame é necessário, mais a OAB, NÃO possui competencia, além de ser um órgão privado. Até porque, não é MEC e nem FACULDADE, infelizmente.

    ResponderExcluir
  54. 18% dos examinandos são APROVADOS no exame de ordem, nada contra o exame !!! Sou contra as instituições de ensino superior, 5 anos perdidos.
    82 % são REPROVADOS no exame de ordem, quase 100%!!!
    Indiscutível que a metodologia de ensino e o meio utilizado para aferir conhecimento órbita fora dos padrões exigidos pela banca examinadora “FGV/OAB”, quase 100% de INEFICÁCIA, FGV comprova isso na prática.

    5 anos perdido, estudando algo fora dos padrões exigidos pela OAB/FGV, ou FGV/OAB. OAB não fiscaliza as instituições de ensino pare conveniente aferir seus bilhões por ano obtidos através do exame de ordem, conveniente, muito conveniente, faculdades e OAB lucrando juntos uma boa grana com tudo isso, sem falar nos cursos preparatórios, realmente estamos no Brasil!!!!!

    Sou a favor do exame, sou contra as instituições de ensino que anda na contra mão do que é cobrado pela banca examinadora.

    Um dos requisitos cobrado (diploma de direito / bacharel em direito ) deveria deixar de existir, tornado assim qualquer pessoa formada candidato, não importa a graduação, desde que municiada com diploma reconhecido pelo MEC apto a participar do certame. Avaliado e aprovado pela FGV tornando-se ADVOGADO!!!!

    ResponderExcluir
  55. É lamentável um presidente de uma seccional da OAB, falar tanta besteira, deveria ele propor acabar com o curso de direito e simplesmente fazer só o exame da ordem, até parece que com o exame tu vais saber tudo. Melhor seria ele não ter dado uma entrevista com esse conteúdo, maneira de desespero não quer mais advogados no mercado. Tem que acabar com o exame o quanto antes, chega de injustiça e roubalheira.

    ResponderExcluir
  56. ...Diante do exposto, é normal de que a OAB,através de seus súditos, pois lance uma contra tese, afim de induzir pessoas leigas na questão, com o álibi de que, os Bacharéis são fracos e as faculdades são insuficientes. Fato que ataca a imagem provocando desonra, e um dano moral, não só aos Bacharéis mais também as faculdades de direito, que são super eficientes. Logo, in cause, não devendo prosperar esses argumentos, porque a OAB, está não é MEC e nem FACULDADE, e além de ser um órgão privado e sem qualquer competência legal.

    ResponderExcluir
  57. Parabéns bolsonaro !!!
    Os colegas acima já disseram tudo , dispensando qualquer outro comentário acerca disso .
    É o fim da galinha de ovos de ouro . Assim espero .

    ResponderExcluir
  58. Trata se de um grupo que só pensa em se manter no poder e nas custas dos ganhos obtidos, parecem a Câmara dos deputados só regalias e acham que um grupo menor e mais fácil de manipular, pois tira Los e quase impossível, pois tem a maquinar e os lucros a disposição , tem que acabar e o MEC administrar.Vai ter muito advogado que vai ter que trabalhar e sentir o mercado competitivo.

    ResponderExcluir
  59. Edival Anchieta8/3/19 18:27

    não tem MIMIMI o fim do exame de ordem tem que acontecer.então que se acabe com as faculdades e crie-se cursos preparatórios , pois estes ensinam melhor que as faculdades.por arremate, nem todos que cursam direito, vão advogar. estão somente acrescentando valores as a suas carreiras.militares, policiais e etc.

    ResponderExcluir
  60. A OAB fere a Constituição Federal, princípios constitucionais direitos Fundamentais clauscláu pétreas, tratados internacionais de direitos humanos, princípios infra constitucionais da administração pública, a dignidade da pessoa humana.
    A lei 8906/94, estatuto da OAB é inconstitucional desde o nascimento, porque o Senado Federal não pode editar leis para entidade de classe privada como a OAB, seus estatutos tem que ser feito pelos seus associados, o nome OAB e só um nome fictício nome recebido por todos as entidades de classe privada, mais o advogado eessencé administração da justiça.
    Fica aqui o meu repúdio contra os atos criminosos que fere a dignidade da pessoa humana.
    FIM DO EXAME DE ORDEM
    FIM DO ESTELIONATO EDUCACIONAL
    FIM DA RESERVA DE MERCADO
    FIM DA ESCRAVIDÃO DOS BACHARÉIS
    #ADVOGADOSIM

    ResponderExcluir
  61. Anônimo9/3/19 03:52

    Ei, vocês advogados e advogadas inscritos na extinta que defende estatuto natimorto, somos advogados e advogadas da Constituição Federal do Brasil da lei MAIOR, da cláusula pétrea, do artigo 133 da CF. Sabem porque sabemos interpretar decretos, leis, estatuto disciplinar e organização, ab rogaçāo, provimentos e competência reconhecimentos profissionais e você não! laranjas de entidade extinta!
    #anbfimdoexamedeordemoab

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo seu comentário!