Mulher processa Uber por abuso sexual e pede indenização no valor de US$ 10 milhões

Nenhum comentário
bit.ly/2YBVpHM | Uma mulher cujo nome não foi identificado abriu processo contra o Uber por danos físicos e emocionais, após ser abusada sexualmente pelo motorista Raul Vasquez, em abril do ano passado, durante um trajeto em Washington D.C., nos Estados Unidos.

O motorista chegou a confessar o crime e já cumpre uma pena de prisão. Agora, a vítima pede uma indenização de US$ 10 milhões ao aplicativo de transporte, devido a negligência e falhas na segurança dos clientes.

A pessoa declara que o serviço é vendido como uma alternativa segura de transporte, o que não teria ocorrido no caso da vítima. Além disso, a acusação entende que o Uber falhou ao não avisar a usuária a respeito dos perigos apresentados no app, principalmente a mulheres alcoolizadas ou intoxicadas.

Vale lembrar que este não é o único caso de violência sexual acontecida durante uma viagem pelo serviço. No estado de Goiás, no Brasil, um condutor estuprou uma garota de 22 anos no último mês de janeiro.

Até o momento, os responsáveis pelo Uber ainda não se manifestaram a respeito do caso ocorrido nos Estados Unidos.

O que você achou da situação de abuso sexual por parte de um motorista de Uber? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

Fonte: www.tudocelular.com

Nenhum comentário

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu comentário!