Acompanhe o novo site direitonews.com.br

OAB: fim dos exames é vitória do estelionato educacional – Por Andrey Cavalcante

95 comentários
bit.ly/2ZnoA1H | A quem, afinal, poderia interessar o fim dos exames da OAB, a ponto de desenterrar uma proposta defendida por ninguém menos que um dos maiores expoentes da chamada "velha política", o ex-presidente da Câmara - e atual presidiário - Eduardo Cunha? Aos acadêmicos que pretendem exercer a advocacia certamente que não, posto que o exame os credencia a figurar entre os profissionais de competência chancelada pela Ordem, o que não é pouca coisa. Ao Judiciário também não, posto que o exercício do contraditório exige preparo dos litigantes. Por diversas vezes afirmei, em discurso de saudação os novos advogados em solenidades de entrega de credenciais da OAB, que "- O caminho do sucesso os senhores já conhecem: é o mesmo que trilharam para chegar até aqui. Basta seguir por ele". Isso exclui os maus estudantes, pois os bons advogados estudam e se aprimoram na profissão por toda a vida.

Na verdade, o que habilita o bacharel a advogar é o Exame de Ordem. Não há filtro melhor para aferir a capacidade mínima de um bacharel. O advogado recebe do cliente uma procuração que lhe dá poderes para lidar com o que há de mais precioso em sua vida: o patrimônio, a liberdade e a própria vida. A OAB nacional já pediu reiteradamente ao Ministério da Educação maior rigor na fiscalização da qualidade do ensino de Direito no Brasil. O lobby das faculdades que praticam o chamado estelionato educacional, porém, sempre se saiu melhor nesse cabo de guerra e continua a oferecer formação ilusória a milhares de estudantes que, somente com, muita preparação adicional poderão obter aprovação nos exames da OAB, muitos deles após várias tentativas frustradas. Os exames são rigorosos - claro - mas definitivamente não proibitivos, posto que não são poucos os candidatos que conseguem obter aprovação mesmo enquanto ainda acadêmicos.

E não poderia ser diferente: é fundamental, para a OAB, colocar no mercado profissionais plenamente capacitados ao exercício da atividade advocatícia. Menos que isso significa total desprezo aos anseios e aspirações - e mesmo à liberdade - do cidadão que contrata um advogado em busca de justiça. Se os oportunistas de agora, que se apropriam de velhas bandeiras já descartadas pela prevalência da razão, conseguirem sucesso em sua campanha contra os advogados brasileiros, estará então decretada a falência da defesa e o fim do equilíbrio de forças no Judiciário - sustentáculo do sistema judicial e da própria democracia. O ensino jurídico não qualificado compromete não apenas a formação dos operadores do Direito, mas fere de morte a garantia de que cidadãos serão bem assistidos.

Ao decidir, unânime, pela constitucionalidade do Estatuto da Advocacia - Lei 8.906, de 1994 - os ministros do Supremo afirmaram que a advocacia pode trazer prejuízos graves a terceiros. Eis porque o legislador autorizou expressamente a instituição do Exame da OAB. E deve ser tratado como política de Estado, que não serve de moeda de troca de interesses políticos menores. Impõe-se a lembrança das palavras do então relator do processo, ministro Marco Aurélio: “Justiça é bem de primeira necessidade. Enquanto o bom advogado contribui para realização da Justiça, o mau advogado traz embaraços para toda a sociedade”.

"Quando o primeiro elo da corrente é forjado, o primeiro discurso censurado, o primeiro pensamento proibido, a primeira liberdade negada, ele nos acorrenta a todos, irrevogavelmente." O texto integra um dos arroubos filosóficos de um personagem de ficção, mas a advertência é decididamente verossímil. Cada manifestação de espíritos desajustados, empenhados em moldar a realidade ao sabor de suas necessidades imediatas, sem qualquer compromisso com os resultados freqüentemente catastróficos de sua atitude, deve ser incisiva e rigorosamente combatida.

A sucessão de ataques à OAB exige isso. Cada violação das prerrogativas dos advogados, cada tentativa de imposição e controle estatal, como a do TCU, cada manifestação truculenta de criminalização da defesa, cada ação aparentemente despropositada, como o ataque aos exames da Ordem, forja mais um elo dessa corrente. O objetivo, claro, é fragilizar o poderio institucional da OAB. A conseqüência será a desestabilização do próprio estado democrático de direito. É sempre bom lembrar que o gatilho daquele estudante sérvio não apenas matou o arquiduque Francisco Ferdinando em Sarajevo, como deu origem à primeira grande guerra, que resultou na segunda.

Estarei participando, entre 22 e 24 deste mês, do VII Fórum Jurídico de Lisboa, que certamente haverá de contar com a participação dos mais representativos expoentes do mundo jurídico de Portugal e do Brasil. Pretendo provocar o debate sobre a questão.

Fonte: www.rondonoticias.com.br

95 comentários

  1. Um comentário deste nível é lixo. corporativismo quem chancela a competencia é a faculdade e não esse sindicato nefasto. Essa matéria não merece nenhuma credibilidade por parte do leitor. As faculdades de direito deveriam ajuizar uma ação contra esse sindicato por calunia e difamação. Esse sindicato está apavorado devido o fato desse caça níquelser extinto vai acabar a roubalheira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apoiado. Eles estão desesperados, e querem menosprezar o ensino e a competência de muitos estudantes. Vao perder a teta que joram muito leite.

      Excluir
    2. se fossem competentes passavam no exame. Saiam da internet e vão estudar.

      Excluir
    3. Fiquem tranquilos o exame de ordem foi extinto pelo Decreto 9745 de 08.04.19, XXXVII.

      Excluir
    4. Calúnia? Difamação? Sindicato? Pelo comentário já dá pra ver porque você nunca passou no exame da ordem.

      Excluir
  2. Esse idiota titular dessa matéria deve ser um dos privilegiado , ainda vai para Portugal , com certeza.todas as despesas pagas pelo nosso dinheiro a OAB pagando tudo. É bom que ele também faca o exame de ordem com certeza não terá sucesso. Esse exame tem que acabar e não querer deixar apenas uma prova, querem continuar roubando os advogados bacharéis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô amigão , você não sabe a trajetória desse cara , procure se informar melhor !!

      Excluir
    2. Pelo feito é uma trajetória egoisa

      Excluir
  3. O exame de ordem é um filtro de qualidade que dá credibilidade aos Advogados, os que querem seu fim são os que, por sua péssima formação e dedicação, não tem capacidade de ser aprovados, e querem com isso nivelar a Advocacia por baixo, ou seja ao seu nível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fim do exame já, serve apenas para reserva de mercado. Parabéns ao ministro da educação e ao Presidente Jair Bolsonaro. Pelo fim do mercado milionário de cursinhos, que se melhore as faculdades e a fiscalização sobre essa qualidade de maneira interna. Que a OAB seja mais transparente com suas contas internas.

      Excluir
    2. Tentar acabar com exame da ordem e mais uma idiotice desse governo. O problema é não conseguir acabar, pois isso depende da OAB, que tem os meios de combate, inclusive ação direta de inconstitucionalidade, sendo certo ainda que não cabe interferência de governo em instituição privada...

      Excluir
    3. Falácia, declarar que exame da ordem é filtro. Há interesses ocultos por trás desses discursos, todos sabem e poucos declaram .

      Excluir
    4. Se com filtros já se tem advogados como Cunha, precisariam melhorar o elemento filtrante, pois o bom advogado, assim como qualquer outro profissional, se desenvolve ao longo da carreira É, assim como em todas as outras, cada mercado avalia a conduta de cada profissional.
      A OAB não pode estar acima do MEC, em que pese a discussão sobre as inúmeras universidades de fundo de quintal que existem em todas as áreas.

      Excluir
    5. Dr. Emanuel o senhor deve está tirando por base a sua formação profissional que deve ter sido frustrante. Se 05 anos em uma faculdade não qualifica não é uma prova que vai qualificar

      Excluir
  4. Exame, que exame, isto q aordem faz não e um exame e abuso aonde somente em média 10% conseguem passar, com um valor de inscrição absurda e e claro vc paga duas fases e se reprovado não existe rémbolso, e caso reprove na segunda vai para repescagem e tem q pagar novamente, e o dinheiro dos 90% q foram reprovados para segunda fase vai parar aonde, sem falar na anuidade q e paga, abra os seus cofres e mostre aonde vai parar todo esse dinheiro. E qual a função da ordem que este país está afundando na corrupção e não vejo a OAB levantar uma bandeira a não ser defender bandidos e corruptos, não consegue se quer controlar os cursos de direito, pq e viável a ela.

    ResponderExcluir
  5. Vergonha alheia de quem defende o fim do Exame de Ordem!!! Pessoal vocês não sentem vergonha na cara?? Vocês não se sentem desprezíveis? Vocês não se sentem inferiorizados por não conseguir passar em uma provinha ?? Reflitam... se eu não conseguisse passar na prova da OAB sentiria vergonha de mim mesmo, e não raiva da prova da Ordem ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rapaz? já acabou! Não leu o decreto 9745 de 8 de abril de 2019? ACABOU! A competência para regular profissão sempre foi exclusiva do poder executivo! Sou advogado, passe de primeira no exame da OAB,definitivamente, esse exame da ordem, NAO SERVE PARA NADA!!! Parabéns para o nosso Presidente Bolsonaro

      Excluir
    2. Lucas Adv Sérgio Moro foi reprovado 5x creio que não sente vergonha #fimdoexamedeordem.

      Excluir
    3. Se você fosse um ícone em Direito deveria ser um Magistrado, Desembargador, Procurador da República e não um simples advogado

      Excluir
    4. Você leu o decreto 9745? Acho que não ne, pq se for ler vai ver que não tem absolutamente nada falando sobre o fim do exame da ordem. E meu deus, que tipo de pessoas acredita até hoje nisso que o moro foi reprovado 5x. Acorda! Vocês adoram essas histórias para não se sentirem mal com a frustração de não ter passado na prova

      Excluir
  6. O único exame que realmente afere o conhecimento do bacharel em direito, é o da segunda fase.
    O exame da primeira fase serve apenas para reserva de mercado.

    ResponderExcluir
  7. Sinceramente quando leio comentários desta estirpe defendo ainda mais o exame de ordem. Ninguém tem culpa da incompetência daqueles que não obtiveram êxito no exame, estude mais, se esforce 110 % assim como eu e milhares por aí e pare de choramingar. #examedeordemélegitimo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Outro que está perdido no mundo, Rapaz? já acabou! Não leu o decreto 9745 de 8 de abril de 2019? ACABOU! A competência para regular profissão sempre foi exclusiva do poder executivo! Sou advogado, passe de primeira no exame da OAB,definitivamente, esse exame da ordem, NAO SERVE PARA NADA!!! Parabéns para o nosso Presidente Bolsonaro

      Excluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Notoriamente, nunca vi um ensaio tão filosófico em minha vida de exímio estudante, merecedor, de viu reflexão até me inspirou destaque a Rener descartes a sempre um deus enganador em nossa vaga mente...

    ResponderExcluir
  10. Discordo do Dr. Manuel quanto ao seu comentário em nivelar por baixo, os nobres bacharéis em Direito.
    A prova da Ordem não qualifica o bom e o mal advogado e sim os 5 anos cursados, através de provas, trabalhos acadêmicos, estágios e o TCC.
    Eu passei nas 2 etapas e não acho justo só na advocacia à aplicação dessa prova e, sem contar com a taxa abusiva que a OAB cobra, enriquecendo mais esta Instituição.
    Portanto Dr. Manoel, se é que devo chamar de doutor, o Senhor fez a prova da OAB?

    ResponderExcluir
  11. Até quem fim um Presidente sensato juntamente com o Ministro da Educação... fim do exame da ordem e pronto ... quem defende o exame da ordem com certeza já teve e tem interesses pois a mamata esta acabando vcs terão que arrumar outro meio de ganhar dinheiro dos bacharéis em direito ...pq o exame da ordem esta com os dias contados... #FIMDOEXAMEDAORDEM#... Tchau queridos

    ResponderExcluir
  12. É incrível como ainda percebemos pessoas defendendo o infeliz exame da OAB, se sentem tão acima da média, com elevado nível intelectual, quando na realidade nos deparamos com.diversos advogados chancelados pela OAB cometendo as maiores arbitrariedades, com erros grotescos, então o que dizer por esses profissionais que foram aprovados por eles, então lhes pergunto, porque ainda ocorre tantas falhas assim se o exame e conferido aos melhores ?
    Definitivamente, parem de enganar os bachareis, a OAB perdeu o prestígio graças aos erros deles mesmos a muito tempo.
    Creio que o estelionato está chegando ao fim, desde que a OAB teve sua verdadeira identidade exposta a sociedade.
    Aquele que acha que é melhor porque foi aprovado no exame, fique tranquilo porque o mercado vai selecionar e certamente você não perderá espaço ok ?
    Avante bachareis, forte abraço a todos .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns pela sua brilhante observação . Eu concordo plenamente .

      Excluir
  13. Parabéns ao articulista. Irretocável!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Colegas eu sou Bacharel em Direito, seria muito bom se foce verdade mas o Ministério não vai nos favorecer com exame da O A B, Existe uma lei Federal que para ser revogada e necessário outra lei, se á PL for aprovada pelas duas casas Legislativas, ai sim seremos vitoriosos do contrario não vai parar o Exame da Ordem, aprendemos na Faculdade que a lei só e revogada com a vigência de outra Lei
      .

      Excluir
  14. Há mais de uma década escrevo sobre esse tema. O estelionato educacional tem inicio nas Universidades que aprovam alunos completamente despreparados. A OAB por sua vez, não fiscaliza os cursos, afinal, muitos advogados, juizes, promotores, procuradores smealham pequenaa fortunas em cursos preparatórios.
    Quem seleciona o profissional não é a universidade nem a OAB, mas sim o mercado, o qual está saturado de advogados(as) mal preparados, desesperados e cada vez mais pobres.
    Só o Mercado via libertará.

    ResponderExcluir
  15. Mais um que se atreve aos holofotes da mídia buscando com um discurso desesperador de quem quer a continuidade de um velho Brasil com os privilégios das minorias, a corrupção apoderada através das influências políticas que fizeram com que nosso país fosse quase entregue ao comunismo de Maduro e de outros tantos país afora. Discurso socialista com ideal capitalista que nada aproveita a nação brasileira. Não é isso que queremos no novo Brasil, queremos um Brasil com igualdade, justiça e liberdade para todos. Basta aos canalhas e aproveitadores do Brasil velho e carcomido pelas patifarias politicas da esquerda aproveitadora e oportunista. Basta...!!!

    ResponderExcluir
  16. alguém explica para esse sr. que a oab é extinta e vem cometendo crime de sonegação fiscal a mais de 20 anos. expliquem para ele que o tal estatuto é órfão desde o seu nascimento. Que inúmeros advogados de expressão e conhecimento sequer se submeteram ao tal exame, e nem por isso deixaram de honrar com os princípios de honestidade principalmente, lealdade etc, o que já não se pode dizer da oab, envolvida em conluio com os demais poderes, tendo esta, a intenção unica de ser um 4º poder dentro dos poderes... o que fez com que grande parte dos advogados honestos e sérios deste pais se envergonhassem desta defunta, dizendo inclusive em redes sociais que a OAB não os representavam...a trama veio a tona...arquem com as consequencias.

    ResponderExcluir
  17. É competência do MEC, exame caro e não mensura conhecimento. FIMDOEXAMEDEORDEM

    ResponderExcluir
  18. Faço apenas uma pergunta para os que se intitulam Advogados da OAB, pergunta esta,que qualquer pessoa de bem ou idônea responderia negativamente. A pergunta é esta :Você gostaria de fazer parte de uma organização Criminosa? Ou de uma entidade fantasma? Pois é isso que a OAB é, uma entidade que não existe no mundo jurídico brasileiro.No Direito Brasileiro , a natureza jurídica de uma entidade é a seguinte : ou ela é PÚBLICA ou é PRIVADA.E no mais ,precisa da certidão de nascimento pra existir no rol jurídico .Cadê a certidão de existência da OAB? Não existe .Pois foi extinta em 1991, pelo presidente Fernando Collor. Mas tudo bem , estamos todos juntos nesse barco !!! Pois nossos diplomas são iguaiszinho,Não tem diferença nenhuma !!! Era pra todos estarmos juntos, lutando por justiça e pra pôr fim nessa aberração, nesse câncer que se instalou no seio da sociedade ,que é a OAB. Mas daqui a pouco, quando toda a verdade vier à tona ,e toda essa Organização cair por terra . Vamos comemorar juntos ,do mesmo jeito . Pense nisso!!! Reflita um pouco mais, pois a natureza jurídica da OAB não existe no mundo jurídico Brasileiro . É coisa de outro mundo, è uma aberração !!! FIM DO EXAME DA ORDEM E DA OAB!!!

    ResponderExcluir
  19. Quanta ignorância a destes que menosprezam o exame da Ordem.
    Se com o exame ainda temos advogados que envergonham a classe, imagine sem ele.
    Exame da OAB é legítimo e extremamente necessário. Os que são contrários certamente fazem sua objeção por medo da "provinha". Obs.: ainda sou bacharelando e não me contento apenas com bacharelado, tem que ter exame sim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ignorante são os senhores que disseminam mentiras, a OABosta não existe, Decreto 11/1991, o pior que a ignorância Doutor é falar sem saber ou opinar...ou não sabe fala ou sua analogia é pífia pois os seus olhos só se voltam para sua bunda lamentável.....

      Excluir
    2. Defendo que o exame de Ordem deva continuar sim, não só na OAB como também em todas Entidades representativas das profissões. O que precisa é ser melhor fiscalizado pelo Governo essas Entidades de Classe, que fazem o querem.

      Excluir
  20. Comentario sem uma credibilidade um lixo , com verdade deve ter algum cursinho ou e participe da OAB, que deve ganhar por fora lixooooooo

    ResponderExcluir
  21. Surpreende-me ver advogados e estudantes nao saberem a diferença entre sindicato e Conselho Federal. E muito penoso ler um advogado chamar a OAB de sindicato

    ResponderExcluir
  22. Mais um mentiroso e retardado da OABosta, a OAB não existe o Doutorzinho mongol, DECRETO 11/1991, VOCÊS MENTEM E INDUZ AS PESSOAS AO ERRO, ENTIDADE DE COMUNISTAS BREVE SABERÃO QUEM TEM RAZÃO AI VOCÊS VÃO PARAR DE VOMITAR MENTIRAS SEUS LIXOS, QUE SÓ ANALISAM O PRÓPRIO RABO.....MENTIROSOS...LIXOS

    ResponderExcluir
  23. Ja passou da hora de acabar com esse exame, isso é uma vergonha ter que está se submetendo a uma entidade apoa ter passado por todo crivo das exigências do Mec e da faculdade.
    Fim do exame da ordem ja!

    ResponderExcluir
  24. Senhores ministro e deputados precisa agir rápido pra acabar com a obrigação de fazer esse exame da ordem.
    Tem milhares de bachareis que precisam trabalhar, a mercê desse sistema ganancioso desonesto, desumano, egoísta e monopolista que so pensa no proprio umbigo.
    Quer saber se esse exame qualifica alguea, submeta os advogados que ja passaram, a fazerem novamente a prova que vcs verão que quase ninguém irá passar, pois se valesse todos passariam.

    Portanto que falo que precisa extinguir urgente, para o bem do Brasil e dos Bacharéis.

    ResponderExcluir
  25. A quem interessa a má qualidade de ensino? a quem interessa profissionais desqualificados? a quem interessa o despreparo de alunos que sequer sabem o que querem dentro da faculdade de Direito? a quebra do filtro meritocracional da OAB enfraquece a classe de advogados que tem preparo para estár no mercado e dos que estao chegando ao mercado com o mesmo preparo ou maior. O fim do Exame não interessa a ninguém, exceto aos mediocres e sem capacidade postulatória e conteúdo mínimo jurídico.

    ResponderExcluir
  26. Com certeza os maiores interassados na manutenção do exame da ordem deve ser os donos de cursinhos, a própria oab e seus aliados que direta ou indiretamente se beneficia com isto.
    Na verdade quem deve escolher o tipo de proificioinal que busca e o próprio cliente.
    Pensando assim como o autor do texto, não existiam os bons medios e excelente profissionais por isso que compartilho do pensamento que quem deve filtrar os profissionais é a propria sociedade.

    ResponderExcluir
  27. Dr° Manuel, respeito seu ponto de vista. Estou a todo vapor para esse próximo EXAME DE ORDEM COMO OS DEMAIS COLEGAS. Neste caso, posso pontuar algumas irregularidades que esse exame de ordem tem, ou seja, um filtro. Esse exame não mede seu potêncial intelectual após a faculdade. A vida fora da faculdade, trás uma vasta e precisa prática pra se tornar um bom advogado. Sendo assim
    o art. 22 da Constituição, inciso XV, diz que só o Estado pode regular uma profissão, regular não é conferir por lei poder de polícia administrativa à uma entidade privada como a OAB, (O que , inclusive, não pode, pois só a administração pública pode exercer poder de polícia!) ele, Estado, o faria através do MEC (Órgão da administração pública direta), que é o único órgão competente para regular profissões no Brasil e dar competência profissional. Além disso, a OAB não é órgão da administração indireta subordinado ao MEC na qualidade de autarquia, pois autarquias só podem ser criadas por lei e assim definidas, submetendo suas contas ao TCU, o que não acontece com a OAB, pois atividades privadas estão fora do alcance do tribunal de contas. Meu colega, com todo respeito e os demais colegas. O grande problema é o aumento de profissionais no marcado, mas quem faz o diferencial é o próprio professional. É, por FIM, o povo está cansado de tudo isso.

    Enquanto esse presente Grego não chega, eu ESTOU a todo vapor para fazer essa prova. caros amigos, que a questão que envolve o cidadão e a OAB é complexa, envolve muito Direito Administrativo e Direito Constitucional. Um abraço.

    ResponderExcluir
  28. O proximo passo é acabar com o teste de baliza no Detran. Afinal os argumentos são os mesmos, aplicam-se perfeitamente. Reflitam!

    ResponderExcluir
  29. Tirando o exame da OAB, estará contribuindo para um país cheio de péssimos profissionais.... ainda mais agr q o MEC aprovou várias grades em EAD! Se dentro de uma sala de aula já é difícil.....imagina fora!
    Sou totalmente a favor do exame!

    ResponderExcluir
  30. Tirando o exame da OAB, está nivelando o direito a igualdade de todos que fazem uma faculdade, a ter seu direito constitucional a livre de trabalho assim como as demais profissopr que ao término do curso está apto para exercer a função, assim como médicos, engenheiros, enfermeira, nutricionista etc.
    Ai eu pergunto: por quê só os bacharéis tem que passar por este crivo? Onde está a igualdade?
    Não é rasuável que continue essa discriminação quanto ao profissional do direito.
    Se tiver que continuar teria que ser para todos.

    ResponderExcluir
  31. O EXAME SÓACABA SE A LEI FOR DECLARADA INCONSTITUCIONAL, O QUE JA FOI ANALISADO PELO STF, OU FOR ALTERADA A LEI, QUE ACHO DIFICIL. VANTAGENS E PREJUIZOS TEMOS DOS DOIS LADOS, UNS QUE GANHAM COM FIM E OUTROS QUE PERDEM, MAS NO FINAL DAS CONTAS QUEM PERDERÁ SERÁ A SOCIEDADE.

    ResponderExcluir
  32. Quem é advogado sabe que o exame da ordem se faz necessário. Eu observo que apenas os "estudantes" que não tiveram a competência para ser aprovados no referido exame é que defendem o seu fim. Para o excelente não existe concorrência. Estudem e abandonem a mediocridade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Preguiça. A gente estuda leva a sério e outros quer mole vida fácil. Mesmo que acabe o exame eles sempre serão vistis pela sociedade como aqueles que não passaram na OAB, eu não carregaria esse peso. Sempre serai3 lembrados assim.

      Excluir
  33. Caros bacharéis, advogados e leitores.
    O exame da ordem foi extinto pelo Decreto 9745 de 08.04.19, XXXVII.
    Esse decreto entrará em vigor dia 15.05 19.
    O registro profissional será efetuado no ministério da economia conforme o aludido decreto.
    Mais uma promessa do presidente Bolsonaro cumprida.

    ResponderExcluir
  34. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns para o nosso presidente jair Bolsonaro, parabens ao ministro da educação que teve a coragem de enfrentar essa organização que só pensa no próprio interesse.

      # fora OAB fora os vendedores de cursinhos.
      Se caso os novos advogados desejarem mais conhecimento e sucesso, cabe a eles se aperfeiçoarem e não serem travados por um orgao que não tem a devida competência do poder público.
      Portanto para bem do princípio da igualdade da constituição Federal, diga ao povo que ja era OAB já era obrigatoriedade do exame da ordem.

      # fora OAB fora exame da ordem!

      Excluir
  35. Por incrível que pareça, já vi advogado peticionar,chamando juiz de Vossa Majestade,parece mentira mas não é.
    E pior, este se considerava o máximo, pq passou no exame da oab de primeira.
    Na minha modesta opinião o que vale é a prática, de nada adianta vc ter a carteira da oab, e não saber sequer peticionar.

    ResponderExcluir
  36. Essa prova da Ordem só não passa quem não estuda. Parem de defender o fim do exame e vão estudar. Brasileiro sempre opta pela caminho mais fácil.

    ResponderExcluir
  37. Interessante ele nao citar o Bolsonaro, que é um dos mentores desse projeto...

    ResponderExcluir
  38. A prova deveria ser aplicada nas universidades no meio e fim do curso, não só para o aluno como também para a faculdade. A competência para aplicar seria do MEC, o que acho absurdo e ter que pagar anuidade , acho um crime num país do desemprego, ter que pagar para trabalhar.

    ResponderExcluir
  39. Estelionato é esse exame que só serve para encher os cofres da OAB e desses cursos preparatorio

    ResponderExcluir
  40. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  41. Se o objetivo do exame da OAB é selecionar os melhores bacharéis em Direito, desafio a OAB avaliar os bacharéis gratuitamente ou por um valor simbólico.

    ResponderExcluir
  42. A existência da OAB está na CRFB e seu estatuto é regido por lei ordinária. Decreto não revoga lei. Entende-se o porquê destes revoltadinhos não terem passado no exame da Ordem.

    ResponderExcluir
  43. Esse lance do exame acabar não vai acontecer, esqueçam, estudem.

    ResponderExcluir
  44. Senhores, apenas para contribuir com o debate, é necessário lembrar que o Exame de Ordem está instituído em Lei. Trata-se da Lei 8.906/94, conhecida como Estatuto da OAB, Art. 8, inciso IV. Vejam:

    LEI Nº 8.906, DE 4 DE JULHO DE 1994.
    Dispõe sobre o Estatuto da Advocacia e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

    Art. 8º Para inscrição como advogado é necessário:
    IV - aprovação em Exame de Ordem;

    Por isso, penso que é muito difícil sustentar o fim do Exame de Ordem com base em um Decreto, porque, como sabemos, Lei Federal somente pode ser revogada por outra Lei Federal, jamais por Decreto.

    Um abraço a todos.

    ResponderExcluir
  45. Sou bacharel em Direito, porém sou contra o fim do exame, vejam vocês existem inúmeros "advogados" filhinhos de papai que fizeram um curso específico para essa prova desonesta e passaram como qualquer um que fizer esse curso que a maioria são de gestores da OAB, vão passar. Para a OAB é muito mais interessante reprovar pois são três provas por ano e ela ganha muito mais que anuidade. A ordem está pouco se fudendo quanto a quantidade pois existem inúmeros advogados que estão passando fome por falta de clientes, migraram para outras áreas ou estão aí fazendo audiência de custódia por R$ 50,00. Noutro giro se liberar vai atrapalhar até eu que não tenho interesse em advogar mas faço minhas captações e parcerias e quem está no mercado pois vai ter advogado assinando inventário extra judicial por R$ 100,00. É lógico, claro e evidente que essa prova não diz que quem passa será um bom profissional, quem define isso é o mercado.

    ResponderExcluir
  46. Segundo alguns advogados dos comentários o exame qualifica, mas vejo tanta falta de educação
    e arrogância da parte destes para os que ainda não tiveram a oportunidade de serem aprovados que me faz acreditar que de fato o exame não qualifica, pois sequer conseguem ser cordiais, parecem estar em discussões de botecos. SINCERAMENTE! ADVOGADOS COM ESTES COMPORTAMENTOS TEM INSCRIÇÕES NA ORDEM MAS NÃO SÃO PROFISSIONAIS. EU NÃO OS CONTRATARIA.

    ResponderExcluir
  47. Acho que o amigo esta equivocado. Por isso nao passou no exame de ordem. Este decreto fala sobre Economia e não Direito. Senao vejamos: Art. 1º O Ministério da Economia, órgão da administração pública federal direta, tem como área de competência os seguintes assuntos: XXXVII - regulação profissional.
    Ainda no escopo inicial diz: Aprova a Estrutura Regimental e o Quadro Demonstrativo dos Cargos em Comissão e das Funções de Confiança do Ministério da Economia, remaneja cargos em comissão e funções de confiança, transforma cargos em comissão e funções de confiança e substitui cargos em comissão do Grupo-Direção e Assessoramento Superiores - DAS por Funções Comissionadas do Poder Executivo - FCPE.

    Ademais, tudo o que o Decreto regulamenta é dentro do campo do Ministério da Economia. Fora que se você entendesse de lei saberia que um decreto nao revoga uma lei Ordinária. Talvez esse seja o motivo de nao ter passado no exame de ordem. Eu passei, não exerço por esta em uma profissão incompatível com a advocacia, mas não fico por ai reclamando. Quem deve exercer a Advocacia é quem tem capacidade de passar em um exame de ordem, e nao qualquer famigerado que não sabe que um decreto nao modifica lei.

    ResponderExcluir
  48. QUEM TEM COMPETÊNCIA SE ESTABELECE E NÃO PRECISA DE CHANCELA DE NINGUÉM , ANTES NÃO TINHA ESSA MERDA E AGORA QUE A OAB LIBERA VARIAS FACULDADES PELO BRASIL QUER FILTRAR, FILTRAR O QUE? A SUA PRÓPRIA INCOMPETENCIA E ROUBALHEIRA.

    ResponderExcluir
  49. Fim dos lucros de cursinhos do exame da ordem, dos escritores dos livros é apostilas para exame da ordem, acabou o capitalismo para exame da ordem.

    ResponderExcluir
  50. NÃO É NOVIDADE PRA NINGUÉM
    QUE O EXAME NÃO PASSA DE UMA INDUSTRIA DE CAÇA NÍQUEIS. QUEM DEFENDE CERTAMENTE AUFERE ALGUMA VANTAGEM. QUERO VER ESSES FAMIGERADOS SOBREVIRERM COM ESSES TRAMBICURSOS. SÓ TEM CANALHAS. VOTEI NO CARA E VOCÊ TEM QUE ENTUBAR.

    ResponderExcluir
  51. OS BACHAREIS TERIAM QUE SER UNIR E BOICOTAR ESSA M4ERDA DESSA PROVA. JÁ FERAM A GENTE DE QUALQUER FORMA. CGEHA DE MMAR NA "TETA". TEMOS OUTRAS OFERTAS

    ResponderExcluir
  52. DIGO, CHEGA DE MAMAR NA "TETAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

    ResponderExcluir
  53. DR. MANOEL DATA VENIA. SE RECOLHA A SUA INSIGNIFICANCIA. NÃO TENTE IMPOR SUA VERDADE E SEUS PENSAMENTOS COMO SENDO ABSOLUTOS E VERDADEIROS, SOU BACHAREL, JÁ DISTRIBUI MAIS DE 300 DEMANDAS. SOBREVIVO DO DIREITO E SOU MUITO COMPETENTE. SE PRECISAR DOS MEUS SERVIÇOS NÃO PODEREI LHE ATENDER, JÁ QUE ESTAREI UITYO OCUPADO. ESSA PROVA É UMA PROVA DE MERDA. NÃO CAPACITA NIGUÉM. QUE VER NO DIA DIA.

    ResponderExcluir
  54. SUGIRO QUE PERQUISEM O CURRICULUM DO EDITOS DESSA MATÉRIA, DR. ANDREI CAVALCANTE.

    ResponderExcluir
  55. É SILVIO! NÃO SEU SUA HISTÓRIA E SUA TRAGETÓRIA. MAIS PARECE QUE FIZERAM UMA LAVAGEM NA SUA CABEÇA. COMO VOCÊ PODE CONCORDAR COM UMA PROVA QUE JAMAIS VAI TE CAPACITAR PARA SUA VIDA PROFISSIONAL. SE VOCÊ FIZER MERDA, VAI SE FERAR DO MESMO JEITO, INDEPENDENTE DE TER PASSADO POR ESSA FAMIGERADA PROVA.

    ResponderExcluir
  56. À propósito, parabenizo a todos os bacharéis que ainda estão vivos, que aguentaram esperar pelo mais lindo direito que existe que é o de poder trabalhar, que foram humilhados por tanto tempo. Parabéns doutores, só quero dizer que para o mercado de trabalho, a concorrência vai ser desleal, pois o bacharel que não passou no exame estudou tanto mas tanto que já podem até legislar. Força amigos, a justiça tarda mas não falha.

    ResponderExcluir
  57. Cascata destes embusteiros, o que vai acontecer é este Ordem que se qualifica acima do MEC vai seguir o mesmo destino da CUT; CGT e outros sindicatos de mãos cansadas, que sempre lucraram às custas de quem trabalhava o dia todo e a semana enquanto que eles ficavam jogando cartas e bebendo no sindicato, numa vida ociosa e luxuosa. Agora sim, os bacharéis estão livre para exercer o seu ofício sem ter que se submeter aos trapas oabistas!

    ResponderExcluir
  58. Resumão:
    O registro profissional será efetuado no site sirpweb do ministério da economia.
    O site vai ser atualizado com as outras profissões regulares e transferido para o ministério da economia, hoje o site está ministério do trabalho.
    Como o decreto 9745 2019 será regulamentado dia 15.05.2019, vamos aguardar o ato normativo do ministério da economia apesar do decreto em questão que nos interessa ter entrado em vigor dia 23.04.2019.

    ResponderExcluir
  59. Discordo integralmente do fim do exame de ordem. Sigo o que ouço de uma grande professora, que é, trilhar acertadamente a carreira dentro do eixo da academia. Não se deve deixar para fazê-lo após o término da graduação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha filha você discorda com o fim do exame de ordem sem qualquer justificativa. O exame de ordem não mede de jeito nenhum a capacidade de um bacharel. O que a OAB quer é continuar mamando as custas dos bacharéis cobrando uma taxa exorbitante e maior que um taxa para concurso pra magistrado. Existem inúmeros advogados que sequer sabem redigir uma petição provando desta forma que o exame não mede a capacidade de ninguém que é pura enganação. Agora te pergunto: você acha que os mercenários da OAB e dos cursinhos preparatórios vão querer que acabe com a mamata? Responda a você mesma.

      Excluir
  60. O ILEGAL FEDERALISMO CRIMINOSO NA COLONIZAÇÃO E ESCRAVIDÃO DOS ESTADO. "existe uma ditadura de um imperialismo ditatorial posto no sistema federativo criminoso de forma inconstitucional desde 1889 que rasga a Liberdade e Autonomia dos Estados de formarem suas convicções das suas respectivas sociedades, nas praticas de cada grupo social, de povos em suas respectivas Regiões, Estados ou até em Países. A instituição que em tese representa um profissional habilitado para o mundo das leis e dos direitos na esfera privada e pública. Em cada Estado deve ter esse direito para liberdade na criação da sua entidade representativa na profissão de advogado, cabendo a ela adequar, ponderar e flexibilizar de tempo em tempo de acordo com o aprendizado do ensino e na conclusão do bacharelado nos seus cinco anos, avaliando caso a caso ao final para conferir a condição profissional. Como a entidade ditatorial federativa intervencionista, atendendo a ditadura do golpe de 1889, conivente no comando central do federalismo de Colonização e Escravidão dos Estados, simplesmente sequer fiscaliza a qualidade do ensino dado pelas universidades e faculdades. QUE VENHA A AUTONOMIA TOTAL DOS ESTADOS E AUTONOMIA PARA QUE CADA ESTADO POSSA TER SUAS ORDENS INDEPENDENTE DESSE COMANDO CENTRAL. Artigo 18. A organização político-administrativa da República Federativa do Brasil compreende a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, todos autônomos, nos termos desta Constituição. *todos os Estados são Autônomos*

    ResponderExcluir
  61. O ILEGAL FEDERALISMO CRIMINOSO NA COLONIZAÇÃO E ESCRAVIDÃO DOS ESTADO. "existe uma ditadura de um imperialismo ditatorial posto no sistema federativo criminoso de forma inconstitucional desde 1889 que rasga a Liberdade e Autonomia dos Estados de formarem suas convicções das suas respectivas sociedades, nas praticas de cada grupo social, de povos em suas respectivas Regiões, Estados ou até em Países. A instituição que em tese representa um profissional habilitado para o mundo das leis e dos direitos na esfera privada e pública. Em cada Estado deve ter esse direito para liberdade na criação da sua entidade representativa na profissão de advogado, cabendo a ela adequar, ponderar e flexibilizar de tempo em tempo de acordo com o aprendizado do ensino e na conclusão do bacharelado nos seus cinco anos, avaliando caso a caso ao final para conferir a condição profissional. Como a entidade ditatorial federativa intervencionista, atendendo a ditadura do golpe de 1889, conivente no comando central do federalismo de Colonização e Escravidão dos Estados, simplesmente sequer fiscaliza a qualidade do ensino dado pelas universidades e faculdades. QUE VENHA A AUTONOMIA TOTAL DOS ESTADOS E AUTONOMIA PARA QUE CADA ESTADO POSSA TER SUAS ENTIDADE E ORDENS DE ADVOGADOS INDEPENDENTE DESSE COMANDO CENTRAL.

    Diz a atual constituição ditadora, intervencionista, exploradora e colonizadora de Estados.

    Artigo 18. A organização político-administrativa da República Federativa do Brasil compreende a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, todos autônomos, nos termos desta Constituição. *todos os Estados são Autônomos*

    ResponderExcluir
  62. INSTITUIÇÃO DE ENSINO RUIM E QUEM PAGA É O ACADÊMICO. POR QUE QUE NÃO COBRAM DAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO A BOA QUALIDADE DE ENSINO PARA FORMAR BONS ADVOGADOS. PASSEI NO EXAME, MAS FUI OBRIGADO A FAZER UM PREPARATÓRIO, PORQUE O MEU FIES ME ESPERA.
    E AGORA COM ESSE DECRETO TALVEZ NÃO FAREI DE NOVO A SEGUNDA FASE DO EXAME.

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo seu comentário!