Acompanhe o novo site direitonews.com.br

‘Primeira fase do Exame da OAB é suficiente para aprovação’, diz conselheiro

129 comentários
bit.ly/2KUbYfw | O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) publicou uma resolução, na última quarta-feira (10), na qual admite fazer mudanças na aplicação do Exame de Ordem para bacharéis em Direito. A decisão veio à tona após o site Coluna Política divulgar que o novo ministro da Educação, Abraham Weintraub, avalia uma estratégia para retirar a exigência da prova para exercer a advocacia.

O documento assinado pelo presidente do Conselho Federal da OAB, Felipe Santa Cruz, nomeia membros para a equipe responsável por fazer as modificações na prova. O responsável pelos trabalhos será José Alberto Simonetti, secretário-geral da OAB. O núcleo de trabalho será composto por conselheiros federais, presidentes de seccionais, membros da Escola Nacional de Advocacia (ENA) e das Comissões Nacionais de Educação Jurídica e de Exame de Ordem.

Na avaliação do secretário-geral da OAB, a entidade estuda realizar ao longo desse semestre mudanças na estrutura curricular do ensino jurídico no Brasil. “A coordenação deve debater, ainda neste semestre, com professores as mudanças curriculares do curso de Direito e os impactos no Exame. Também vamos realizar um evento para debater o Exame de Ordem”, disse Simonetti ao portal da OAB.

Um conselheiro federal da OAB, que pediu o anonimato, revelou que a entidade “examina uma nova estrutura de avaliação para o Exame da Ordem”. Ainda de acordo com esse interlocutor, “com a modificação haverá apenas a primeira fase do Exame, com a manutenção das provas objetivas”, divulgou a fonte do Justiça Em Foco.

Da redação (Justiça Em Foco) por Mário Benisti (DRT Nº 0011753/DF). Foto: Reprodução. - segunda, 15 de abril de 2019

Fonte: www.justicaemfoco.com.br

129 comentários

  1. Não acho que deveria mudar o formato que atualmente é utilizado no exame , até pq esse é o pente fino que se faz para avaliar o.conhecimento dos milhares de bacharéis em direito . Acho que o MEC deveria coibir a abertura de tantos cursos de direito pelas faculdades país afora. Imagina todos esses bacharéis já poderem exercer a.profissão sem o mínimo preparo , e nem conhecimento (comome fato que muitos não possuem mesmo)...se já tá ruim judiciário , a tendência é piorar ! Ahh tb acho que deveriam diminuir esse valor absurdo cobrado p inscrição !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai se ferrar Vanessa sua otária.
      Vez após outra as provas da OAB se encontram cheias de discrepâncias, e a instituição sempre se recusa admitir que está errada. Na maioria das vezes nem mesmo entrar com recurso adianta.
      Tanto as provas de primeira fase como as de segunda não serve nada para avaliar, e sim só para fazer dinheiro.
      Passar ou não na OAB não demonstra a capacidade de ser um profissional digno.
      Vale salientar que no Brasil existe o livre mercado, e não tem dessa de ficar limitando ensino superior ou entrada de profissionais no mercado de trabalho. Assim como em todas as outras áreas que não precisam da bosta de um exame após 5 anos de estudo, no mercado os melhores fica, e os piores se vão.

      Excluir
    2. Vanessa, me diz uma coisa, a faculdade, porque vc fez faculdade ne, os 5 anos, foram para que mesmo??? 5 horas de prova valem mais, em 5 horas o burro se revela e quem passa vira gênio? Isso não é uma prova, é uma epifania... E todos os advogados que se formaram antes do exame da ordem, são amebas, que não viram a luz reveladora do exame da ordem, ou melhor, o santo grau.

      Excluir
    3. Não é da sua conta Vanessa..esse grupo da oab..so q funder com ós bacharéis em direito...ta impedido de eu e outros exercer a função...cuide da sua vida e da sua família....ok

      Excluir
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    5. Você quer dizer que é o exame da OAB que prepara o profissional para o mecado de trabalho hora hora se orienta. volta pra escolinha para abrir a boca para falar uma bobagem dessa.

      Excluir
    6. Decreto n 9745/45 passou tudo que for de profissão para o Ministério da Economia, portanto, essa entidade fantasmagórica OAB, extinta pelo Dec n° 11/91 esse exame fere TRATADOS INTERNACIONAIS.

      Excluir
    7. E a gente pega o mar de mais profissionais habilitados (passaram na prova), que não sabe fazer o Ó com o fundo de uma garrafa e.leva para sua casa Vai-nessa?! Vai..

      Excluir
    8. Lastimo que ainda existam profissionais em direito com ideias tão ultrapassadas. O exame da OAB não tem o condão de regular o mercado de bons ou maus advogados. E , sim, o de arrecadar para a manutenção e sustento da própria organização. O mercado dos " bons " sempre será regulado pela oferta do trabalho de boa qualidade. Os ruins não subsistem!!
      Estudamos cinco anos. Nos submetemos as provas inerentes ao curso.
      Caso haja necessidade de regulação, o MEC é legalmente responsável para isso.
      #CONTRAEXAMEOAB

      Excluir
    9. Resposta típica de pessoa desqualificada e isenta de capacidade argumentativa.

      Excluir
    10. Por isso sou a favor da facultatividade do exame: pra quem fez, Vermelha. Pra quem amarelar e nao fizer, AMARELA😎

      Excluir
    11. Idiota, tem muito advogado com carteira fazendo merda, escreve mal, nao consegue fazer uma audiência e tem muito bacharel q tem conhecimento e capacidade de que muitos aprovados o problema é a raiva de fazer essa prova por isso o psicológico na hora atrapalha..

      Excluir
    12. Vanessa, infelizmente seu comentário e completamente infeliz, vejo algumas pessoas que passaram no exame e foram consideradas aptas, porém, estão presas, por que a aptidão dessas pessoas não eram a advocacia e sim para o crime. Já passei na primeira fase, portanto, estou apta a exercer a advocacia e vou te falar mais, esse exame não mede conhecimento, basta você memorizar questões anteriores, que você passa, portanto, esse exame é pura decoreba e uma forma da OAB arrecadar dinheiro. Então, não fale asneiras.

      Excluir
    13. Eu fiz essa arapuca só na sala onde eu estava tinham 40 pessoas só ali esse sindicato surrupiou R$10.400,00 na moleza.

      Excluir
    14. Bom dia acho também um absurdo sou bacharel mais tenho mais conhecimento do que os colegas que estão com a carteira Na mão não consigo faser a prova que fico tão tensa que acabo saindo da prova passando mal de tanta pressão a OAB so ve lucro

      Excluir
    15. É a trilha para o abismo. Os comentários bastam para avaliar a qualidade dos "profissionais" que exigem o fim do exame. Não compreendem fundamentos básicos da língua portuguesa. Desconhecem a diferença entre mas e mais, porque e por que, mal e mau. Analfabetos funcionais com diploma em mãos em busca da glória de serem chamados dr. "Adevogado". Aqueles que realmente amam o conhecimento, estudam as leis, admiram a filosofia, mergulham na literatura para manter a tradição de uma atividade tão relevante serão tragados e nivelados por uma porção de formandos ineptos. Lamentável.

      Excluir
    16. Não é possivel que nao sejam fakes essas respostas agressivas à primeira opinião. Todas recheadas de erros gramaticais. Está aí a prova da importância do exame.

      Excluir
    17. Waldir Santos, concordo plenamente com você, esses que se intitulam como conhecedores da lei, se contradizem o tempo todo, ora por falta de vírgula, ora por excesso de ignorância, acredito eu, que, o EXAME é necessário, sim!. Porém, sou contra o abuso financeiro custeado aos aprovados do EXAME. Fez o exame? fiz, e passou? passei!, não há que se falar em taxas anuais.

      Excluir
    18. Só pode ser uma piada dessa menina. Ela não sabe nem escrever corretamente e está defendendo o exame da Ordem. rsrsr Isso é Brasil.

      Excluir
    19. Só para deixar claro, me refiro a colega Vanessa Lira rsrsr

      Excluir
    20. Querida Vanessa, 90 % dos que passam na OAB nem sabem fazer uma petição, e pouco entendem sobre a área juridica, porque fica tudo decoreba. Sem interpretar realmente o que vem a ser a Lei.

      Excluir
  2. ...Na verdade estão querendo fazer uma barganha para não perderem a bocarra !!! E, já estão admitindo notificações para aliviar a inconstitucionalidade, sindicato safado !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você disse tudo... aliás é sabido que qualquer prova que tem um percentual de reprovação como é o caso do exame da OAB, deveria ser anulada.

      Excluir
  3. Divergências sempre terão, só concordo que o preço é abusivo

    ResponderExcluir
  4. Essa prova não avalia conhecimentos algum, até porque tem muitos advogados que passa na prova ao menos fez um estágio pois não conhece a vida pratica, eu sou a favor da retirada do exame de ordem. Até porque não é prova para avaliar conhecimentos e sim ganhar grana, o da valor de R$260,00 por prova imagina quanto arrecada de dinheiro a OAB. Então não vem dizer que é para avaliar aluno porque se fosse seria prova justa com preço acessível também.

    ResponderExcluir
  5. É uma Maquina de ganhar dinheiro do estudante de direito essa prova.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Sou advogado militante, sofri com ess exame que não habilita ninguém, só arrecada, isso e covardia afinal são cinco anos na faculdade, se o exame que valida a aprovação para o exercício da advocacia melhor fechar todas as faculdades e somente aplicar ess maldito exame afinal vc e aprovado ano a ano e no fim do curso você não e ninguém para o mundo jurídico, alias vale ressaltar que conheço inumeros aprovados que não apresentam o mínimo de condições de advogar e estão aí APROVADOS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou tudo, do que adianta entao ficar cinco anos na faculdade nao é , isso é muito desmerecimento com o esforço de cinco anos de luta de nos bacharéis em Direito.

      Excluir
  8. Verdade, não me importo com o exame, mas tenho certeza que o melhor filtro para profissionais é o próprio mercado!!!

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Concordo com os ilustres Doutores, pois se fosse para ficarmos reféns dessa prova não precisava de existir o mec.
    Para que vale estudar cinco anos e de depois ficar reféns dessa entidade suigenere que a cada dia dificulta a vida de que precisa trabalhar após passar por todo o crivo de uma faculdade e as exigências legais do MEC.
    Por isso senhores deputados, senhores senadores e Senhor presidente, façam valer o clamor do povo por que não da mais pra conviver com esse egoísmo conservador.
    Fora OAB e fora Vanessa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Doutor plenamente ...

      Excluir
    2. Amei o Fora OAB e fora Vanessa!🤣🤣🤣🤣🤣🤣

      Excluir
    3. Médico mata, estropia o paciente e tudo bem. Alguém exige alguma prova para que o medico tenha seu CRM?

      Excluir
    4. Acho que deve se ter igualmente . Já que profissionais como médicos e engenheiros não precisam passar por exames para exercer suas funções, porque o Adv. É Obrigado a tal ?
      Vamos analisar a lógica desse Exame , isso é ridículo.

      Excluir
  11. Deve e ter o fim do exame da ordem porque todo mundo já estuda 5anos para ela mostrar o seu conhecimento só na prática não numa prova

    ResponderExcluir
  12. A maioria dos quem não têm competência para passar na prova defendem o seu fim. Sou a favor da manutenção do exame da ordem, sugiro ainda, que tal exame seja realizado nas demais profissões, como a medicina, a contabilidade, a engenharia, todos os ramos deveria ter filtro de profissionais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você!

      Excluir
    2. Sim....Perfeito.
      E que fosse instituido, por meio do Conselho Federal da OAB, através de PROVIMENTO, provas do exame da OAB, para TODOS os integrantes da OAB,....de 4 em 4 anos.
      Ou seja para validação e continuidade de posse da "carteirinha".
      Se o Advogado não obtiver a nota mínima, no exame da ordem de reciclagem,....retém a "carteira" até nova aprovação.
      Dessa forma a OAB irá continuar prestando um serviço de QUALIDADE e CONTINUIDADE de COMPETÊNCIA em TODO O SEU QUADRO.

      E quem ganha com isso é a SEGURANCA JURÍDICA da SOCIEDADE.

      Pois é isso que a OAB busca.

      Não é???????

      Excluir
    3. Garanto que essa tua ótima sugestão não vinga entre os Ilustrissimos, nobres e doutos advogados! Se o exame da OAB persistir, que se estenda aos advogados, para que os mesmos tenham que renová-lo, como sugeriste! Será que essa briga de egos entre advogados e bacharéis irá continuar? Pouco provável...

      Excluir
    4. Contabilidade já tem prova com 50 questões. O exame, não prova e nem qualifica a pessoa, o que faz a diferença na vida do profissional e a sua busca em se dedicar dia a pós dias, em estudos técnicos, pós graduação, especialização e doutorado. Além da larga experiência que vai adquiri trabalhando em escritórios de advocacia. Assim o próprio mercado vai distinguir o bom do mal advogado. OAB não passa de uma entidade para arrecada dinheiro para a elite de advogados e escritórios, ou seja, todas as vagas são indicação de amigos e conhecidos, uma vergonha!!!

      Excluir
  13. Se quem estuda 5 anos não tem competência para aprovação em uma prova de 80 questões, terá competência para defender a liberdade ou qualquer bem jurídico de um cliente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Doutor, primeiro essa prova não avalia conhecimentos, digo porque eu atuo na área já vi cada advogado burro que não sabe nem fazer uma peça, recurso, cumprir um prazo, fazer audiência, ou até mesmo fazer uma reunião no escritório com seu cliente. Então não venha me dizer quem não passa é burro, as vezes a pessoa fica nervosa, tem muitas pegadinhas e texto enorme, fora que o preço é abusivo. Então acho quem estudou 5 anos tem capacidade sim de exercer advocacia sem exame de ordem, porque um médico pode fazer uma cirurgia num paciente e bacharel tem fazer o exame de ordem. Cade a balança da igualdade?

      Excluir
    2. Queremos fim ao EXAME DE ORDEM, e nosso presidente que milita a 10 anos não vai desamparar nessa causa para acabar de vez com a máquina de ganhar dinheiro da OAB. Queremos igualdade, como o médico pode exercer sua profissão, e todas as outras profissões que não tem uma prova dessa lascada. Temos direito de ingressar ao mercado de trabalho e não ser um boy de luxo de escritório de advocacia que ganha 1000,00 para fazer o serviço do advogado, isso é uma absurdo

      Excluir
    3. Concordo! O Exame de Ordem tem se transformado numa máquina poderosa para a OAB. É valioso o montante arrecadado qdo da realização do evento.

      Excluir
    4. passa na prova que você pode exercer o serviço de advogado...

      Excluir
    5. Não é necessário prova o bacharel é o legítimo advogado se fosse necessário o exame de ordem não haveria necessidade de diplomado se vc for aprovado no exame e não tiver o diploma de nada adianta o exame de ordem prova somente o princípio fundamental é necessário ser bacharel em direito para ser advogado e não o contrário

      Excluir
  14. Esse exame deve existir em todo o quadro da OAB.
    Conforme o Advogado é aprovado...a referida categorização do Advogado vai obtendo uma nota de QUALIFICAÇÃO e EXCELÊNCIA.
    Aquele Advogado que não for APROVADO terá sua inscrição temporariamente retida, até provas de restalecimento de COMPETÊNCIA.

    E ai ????? .....
    QUEREM ISSO ???

    DIZ AI.

    ResponderExcluir
  15. Quem é contra a extinção do Exame, deixa claro seu medo de perder mercado para os novos advogados muito mais preparados, mas relaxa há demanda para todos! E esse Exame não define profissional, foram 5 anos de Faculdade e 5 período de estágios, esse Bacharel não tá pronto? Claro que não isso se adquire com trabalho, coisa que é vedada ao Bacharel em Direito, Fim a máquina de fazer dinheiro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nao concordo até porque o primeiro obstáculos é o exame da ordem , muitos tem medo de encarar e na verdade a prova é o obstáculo menos doloroso, pois a dureza é o mercado de trabalho entre outros. Se alguns não suportam o peso da prova porque eu temeria esse colega, ja que no primeiro desafio ele fraqueja? Imagina na luta diária. Posso até concordar que a prova não mede o melhor, mas com certeza colega mede aquele a resiliência , a fortaleza, o corajoso e o vencedor de si mesmo. Boa sorte a todos! E enquanto isso na espera do fim do exame, sigam estudando pois todos somos capazes.

      Excluir
    2. É bem isso aí Dinho.

      Excluir
  16. Decreto n 9745/45 passou tudo que for de profissão para o Ministério da Economia, portanto, essa entidade fantasmagórica OAB, extinta pelo Dec n° 11/91 não existe juridicamente não tem competência pra nada,acabou a mamata fim da OAB com esse exame fere TRATADOS INTERNACIONAIS.

    ResponderExcluir
  17. Boa tarde pessoal,

    Penso que o tão falado Exame de Ordem deve continuar sim, pois, auxilia na qualidade profissional do examinando. Porém deve-se mudar a sua aplicabilidade no que tange ao quantitativo de areas exigidas.

    ResponderExcluir
  18. Pelo teor dos comentários só fica mais claro quanto é necessário o crivo da prova. Tanta gente com mentes e comentários vazios.

    ResponderExcluir
  19. Tenho a impressão que os profissionais que exercem a função de Advogado estão com medo do fim prova,se Bacharéis como eu como que não estão conseguindo êxito na prova, não há o porque desses advogados terem medo, já que acham que não temos a mínima condição de propor uma ação, sendo sarcástico e seguindo esse raciocio nossa ignorância iria a aumentar o serviço desses advogados de hoje, pois os clientes iriam procurar os capacitados para processar nós bacharéis.kkkkk

    ResponderExcluir
  20. Fim ao exame da ordem ... fim a essa indústria de milhões

    ResponderExcluir
  21. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  22. Passou da hora , do momento . Agora vem a OAB com mudanças. Não querem deixar de faturar. Cadê a OAB para avaliar os advogados de carteira. Esses sim precisa de pagar taxas para reavaliar conhecimento. Os q perdem prazo....nao sabem peticionar etc....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que os ditos advogados aceitariam refazer o exame da ordem a cada 3 anos pra mostrarem o quanto sao eficientes e qualificados. Caso não tenham êxito, ficam com suas carteiras suspensas até demonstrarem qualificação.

      Excluir
  23. Esse exame de ordem que diz que é para qualificar o profissional na advocacia,isso não é verdade.ACredito que seja uma reserva de mercado OAB.

    ResponderExcluir
  24. Vai se cerrar Vanessa 👊

    ResponderExcluir
  25. Fim do exame da ordem,quem não concorda pode Jair acostumando.

    ResponderExcluir
  26. A maioria não sabe nem escrever. ✍🏻 😂 😂 😂

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Nesse caso queM vai selecionar o profissional é o mercado de trabalho e não a OAB.

      Excluir
  27. Existe ótimos comentários, porém acho que a melhor colocação foi curta e simples... a melhor forma de avaliar o bacharel em direito "advogado" é o mercado de trabalho e não uma avaliação com duas provas. Acrescento apenas que a segunda fase a correção nem é confiável porque é feita por estagiários de direito da FGV.

    ResponderExcluir
  28. Se tiver só uma fase já ajuda..porque a gente estuda a cinco anos e depois ainda tem que sofrer tal pressão. Podíamos fazer estágio pós formados como de fosse uma residência e não 2 ,provas tão stressantes.

    ResponderExcluir
  29. Meu uso da virgula foi incorreta. Obrigada

    ResponderExcluir
  30. Fora OAB.Pois se os bacharéis não fossem capazes não teriam concluído a faculdade.
    Iam ficar lá tentando eliminar as materias...

    ResponderExcluir
  31. Super concordo com o exame! Passei de primeira nas duas fases. Acredito que o excelente estágio que fiz e o fato de sempre ter me empenhado a aprender o máximo durante os 4 anos de faculdade, contribuíram para isso. Estou cursando o 10° e sigo feliz por ter passado por essa fase. Acredito que precisa de alguns ajustes, mas acabar com o exame já é demais! 😎

    ResponderExcluir
  32. Acho justo manter as duas fases do exame! Quem esta reclamando provavelmente ja fizeram uns 10 exames. Aconselho os bacharéis a estudarem mais e se preparar para aprovação. Não ofender a colega, sobre seu posicionamento.

    ResponderExcluir
  33. EntaE! E ames para todas as carteiras. Tem acabar sim! Palhaçada. Principios sendo ferido.Isso ninguém enxerga! Medicina tem que ser avaliados tambet etc. Todas profissões. E ai Presidente?

    ResponderExcluir
  34. Uma pergunta para os que sao contra! Existem quantos recursos no judiciário? Um amigo teve filho diagnosticado com uma virose! Era câncer! Sabe qual foi o recurso? Cemitério. E ai! Vcs concordam todas as professoes fazerem o exame? Exame nao mede cpacidade. Pelo amor de Deus! O Brasil desigual. Continuo a favor acabar com esse exame sim.

    ResponderExcluir
  35. O exame não pode acabar, pelo contrário, tem que ficar mais difícil . Esse povo que não passa na prova não têm capacidade nenhuma de advogar. Se tivessem capacidade passariam na prova pois ela cobra o mínimo de conhecimento jurídico e prático. Se o bacharel não consegue acertar metade das questões como ele vai conseguir advogar? Enquanto eles tão aqui na internet reclamando deveriam estar no cursinho preparatório pra passar na prova! E não vem com essa de que é o mercado de trabalho que seleciona o bom profissional, se vc não passou na prova vc já mostrou que é um mau profissional, ou seja, já tá de fora do mercado de trabalho. E parem de reclamar do valor da prova, eu sou pobre mas juntei dinheiro, paguei a prova, comprei cursinho e passei de primeira ainda no 9 semestre. Então para de mimimi e vai estudar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ser preparado para identificar e se livrar das ciladas infames contidas em uma modalidade perniciosa de exame não é sinosinô de conhecimento. Pois neste caso, o que está sendo testado é apenas a agilidade de se livrar das arapucas.

      Excluir
  36. Fim do exame da ordem já. Fabrica de dinheiro. Pagamos caríssimo cinco anos de faculdade pra sermos impedidos de exercer a profissao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Advogado? Acho que não em...passa primeiro na prova.

      Excluir
  37. Quem defende o fim do exame da ordem é um despreparado pra exercer uma profissão que é pra quem tem competência pra isso .

    ResponderExcluir
  38. Tudo bem se vc concorda com esse exame. Queria te fazer uma pergunta. Para onde vai o dinheiro das inscrições feitas pelos examinando? E as parcelas das anuidades de todos os advogados? No código do estatuto da OAB. Resa que os presidentes e os participantes dessa organização não recebe nem um tostão. Estou achado que tudo isso é uma máfia. O presidente tem que ser macho para acabar com essa associação .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que esses valores são destinados a manutenção das estruturas e dos serviços oferecidos pela OAB aos advogados. Quando for aprovado(a) vai saber.

      Excluir
  39. Dá pra ver pelo nível dos comentários referentes a opinião da Vanessa como esse povo está preparado para advocacia. O exame de ordem tem que mudar skm, tem que ficar mais difícil de preferência com limite de vagas. Essas opiniões são dos bacharéis que não conseguem seguem aprovacso.

    ResponderExcluir
  40. Galera, todos os mais renomados ministro dos tribunais superiores, do passado e do presente, nenhum se submeteram a essa farsa do exame da oab, simplesmente porque tal anomalia ainda não existia. Lebremos alguns nomes: Joaquim Barbosa (e todos gigantes do direito que hoje são anciãos).
    Um outro grande grande exemplo, são os rábula: meu sogro, que era rábula, morreu promotor em 2017, com 104 anos e foi um advogado tão brilhante, que devido ao seu trabalho como advogado, foi eleito prefeito 3 vêzes, deputado estadual 2 vêzes e, depois de todos esses mandatos, voltou a exercer o direito e conquistou por mérito, o cargo de promotor de justiça. Vêja no google, a história inspiradora desse rábula fascinante: MÁRIO DIOGO MELO, de Boca do Acre (Am...Muito obrigado.

    ResponderExcluir
  41. O congresso portugúês, excluíu no início desta década, definitivamente, esse famigerado exame que, durante 25 anos, marginalizou profissionalmente, milhares de bachateis lusos e, acreditem, foi copiado da oab daqui desses brasís. No entanto, a após essa lúcida decisão do congresso português, o direito luso continua sendo uma das principais fontes do direito mundial. Como esses
    figurões da oab explicam o brilhantismo dos rábulas e o magnífico exemplo do direito luso?
    Oab significa enrequecimento ilícito de alguns, através da exploração de milhares: são milhões de reais adquiridos em cada exame, além dos outros beneficiados, que são os donos de cursinhos. Ambos os grupos, tornaram-se verdadeiros "califas" da educação...
    Wanessa, com sua licença: defenda uma tese fundamentada na virtude e vc se sentirá bem melhor com vc mesma...e vc nunca mais se achará feia diante do seu espelho. Muito obrigado, mesmo.

    ResponderExcluir
  42. Ao reler meus comentários, constatei alguns erros de digitação: o mais grave, é aquele q me referi aos rábulas no plural, mas digitei apenas rábula, no singular...me desculpem. Vou ter mais cuidado! obrigado.

    ResponderExcluir
  43. Então vou entrar na justiça e requerer o reconhecimento da minha aprovação, na prova que realizei 53 pontos e a OAB me reprovou na segunda fase com uma pesa perfeita, e as 4 questões corretas na segunda chance.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não sabe recorrer, perde prazo, exemplo de bacharel incompetente!

      Excluir
    2. Em três linhas você cometeu erro, imaginemos em 150... vá estudar, e quando achar que sabe tudo, estude mais um pouco! Sucesso! Correto: "Peça"

      Excluir
  44. Só pra lembrar, ninguém entra pra faculdade de direito sem que sabia que existe o crivo do exame.!!!!

    ResponderExcluir
  45. Quando estava na graduação trabalhava durante o dia, em plantões de doze horas, em dois empregos e com uma jornada de 60 horas semanais. Percorria 22 milímetros até a faculdade. Segurava para não dormir durante a aula que iniciava as 19 e findava as 22:30! Ficava espantado com colegas que em plena segunda-feira saíam da sala de aula para beber cachaça no bar perto da faculdade. Pensa se esses indivíduos, após colarem grau, pudessem advogar sem mostrar um mínino de conhecimento!! Seria mais catastrófico do que já é. Estou estudando para a segunda fase do exame e percebo o quanto a luta que travo com a minha própria ignorância é feroz. Não a concorrentes no exame!! Só querem que, eu, demonstre o mínimo de conhecimento adquirido nestes 5 longos anos, nada mais. Entre murmurar e reclamar do exame estudo porque, insatisfeito com minha própria ignorância (como dizia o falecido Enéias Carneiro), estudo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc é um exemplo a ser seguido! vai passar na 2 fase com certeza. Na minha turma também a maioria não conseguia passar nem em seletivos de estágios porque fazem o curso só por fazer mesmo . Esse curso exige dedicação, quem realmente se dedica a estudar passa nos seletivos, passa no exame e passa nos concursos. Agora quem não se dedica termina o curso e não passa no exame nem em concurso e fica aí frustrado torcendo pela extinção do exame.

      Excluir
    2. Perfeito, são pessoas assim que a advocacia merece. Seriedade e respeito, por si, e pela profissão. Sucesso guerreiro!!! Abraço.

      Excluir
  46. Ministro não dê moleta essa teta gorda vai ter que acabar.

    ResponderExcluir
  47. É a trilha para o abismo. Os comentários bastam para avaliar a qualidade dos "profissionais" que exigem o fim do exame. Não compreendem fundamentos básicos da língua portuguesa. Desconhecem a diferença entre mas e mais, porque e por que, mal e mau. Analfabetos funcionais com diploma em mãos em busca da glória de serem chamados dr. "Adevogado". Aqueles que realmente amam o conhecimento, estudam as leis, admiram a filosofia, mergulham na literatura para manter a tradição de uma atividade tão relevante serão tragados e nivelados por uma porção de formandos ineptos. Lamentável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente... ótimo resumo dessa triste realidade.

      Excluir
    2. Ricardo ,Santa ignorancia , você não é advogado, pelo seu comentário da para vê, pois há muitas pessoas aqui que não são Bachareis e nem advogados dando opiniões cheias de erros gramáticais

      Excluir
  48. Quem disse que a prova mede o conhecimento? Eu conheço dezenas de pessoas que desde o curso sofriam por questões emocionais. Isso sem contar que muitas questões das atuais provas complicam muito mais. Não há cunho pedagógico exeminatorio e sim o desejo de eliminar milhares de candidatos. Concordo que se deva cobrar mais das faculdades e até reduzir em certos casos alguns desses cursos pois a má formação começa nelas. Interessante que boa parte recebem incentivo do Governo.

    ResponderExcluir
  49. A pessoa já entra na faculdade de direito sabendo do exame da OAB. O mais prudente a se fazer é aproveitar os conhecimentos adquiridos nos 5 (cinco) anos de curso e aplica-los na prova. Acredito que ninguém se sentiria satisfeito sendo assistido por um rábula. O exame seleciona sim profissionais, ninguém é aprovado por mera sorte.

    ResponderExcluir
  50. Na minha opinião deve haver prova sim, não somente para os advogados, mas para todas as profissões que irão prestar serviço para a sociedade. Engenheiros, Médicos, Psicólogos etc. Sabemas hoje que muitas faculdades vendem diplomas. Agora, concordo que a prova como está não faz o menor sentido, acontece o mesmo aqui no Rio de janeiro para quem deseja retirar sua carteira de motorista, a prova do DETRAN é ridicula e totalmente ultrapassada, com o único intuito de arrecadar dinheiro para o Estado. Eu mesmo fui reprovado três vezes sendo que dirijo desde os 13 anos de idade. Acredito que aconteça a mesma coisa na prova da Ordem. O problema não está na realização de uma prova, mas nos critérios utilizados na elaboração da mesma. E reitero, todas as profissões deveriam passar pelo mesmo crivo, só que de uma forma apropriada as situações e não com o interesse exclusivo na arrecadação indiscriminada.

    ResponderExcluir
  51. Anem..... Uma prova facil dessa, que chega a ser ridícula.....revisem o que estudaram ao longo de 5 anos ou mais pelas dependências que provavelmente tiveram ao longo do curso que vcs terão exito na prova.

    Conta simples.



    O segredo e estudar.


    Milagre nao existe no direito.
    .



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, advogado ! Está com medo de que ? Não tem competencia para advogar?

      Excluir
  52. nada como uma OAB quem tem um Ministro Presidente no STF - "DIPROMA" nao encurta orelha de ninguém...

    ResponderExcluir
  53. Eu creio e respeito a manifestação de todos os colegas; porém fiquei bem apreensiva com geito de cada um se manifestar, demostrando intolerância, e até mesmo desrespeito pelo próximo. Imaginem, se nós que estudamos tanto o direito, nao conseguirmos, ouvir, e apenas divergir da opinião de cada um sem apresentar sem apresentar vaiva, ódio e intolerância até mesmo em simples comentários, o que será de nossa advocacia? O que sera de nossos direitos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sousa , cuidado jeito é com J e não com G . Sérgio Moro tem OAB ?Conjo e conja

      Excluir
  54. VAMOS FAZER O SEGUINTE ENTAO: já que o exame de ordem é para avaliar o bacharel ,isenta todos da taxa de inscrição,ou seja exame gratuito...."me poupe viu"

    ResponderExcluir
  55. Você tem toda razão, me perdoe pelo erro de português Doutor.

    ResponderExcluir
  56. Creio que todas profissões deveria passar por um exame mas elaborado pelo MEC, até para verificar como anda o ensino no país, serviria para avaliar a politica de educação do país...

    ResponderExcluir
  57. Jair Neves
    21/04/2019
    Na qualidade de cidadão me sinto obrigado a externar aqui minha opinião a respeito do tema. Vejo tantas besteiras sendo ditas através desta ferramenta, fico indignado, ser um bom advogado depende de um conjunto de habilidades, vejo tantos que estão ai atuando sem as minimas condições de se relacionar com clientes/pessoas, mas que passou no exame da ordem, que não sabem se vender como operadores do direito, mas passou no exame, não são capazes de enxergar estratégias possíveis de ser usadas em um processo, mas passou no exame, vejo tantos picaretas com a carteira da OAB no bolso, mas que passam necessidades, portanto, acho que se a OAB realmente for discutir com MEC qualquer outra proposta que não seja o que ai está, esta entidade vai só comprovar que opera somente para arrecadar, de outra banda, eu diria que um bom advogado/operador do direito depende de um conjunto de habilidades, não somente de uma carteira que seja oriunda da OAB ou de qualquer instituição que venha a ser criada. Por fim, o próprio mercado vai excluir ou abraçar aquele que estudou por cinco anos, inclusive passou pela prática jurídica, que venha uma novidade, assim como foi com os Engenheiros e Arquitetos, com os Técnicos em Edificação, estes dois últimos mandaram o CREA longe, e, criaram seus próprios Conselhos, deixando assim de ser capachos de um glamour que não existe. Se me xingarem não fico triste, abraços a todos e a todas

    ResponderExcluir
  58. Só é contra quem não teve competência para ser aprovado. Santa ignorância. Só de ler os comentários já é nítido e notório como a galera mal sabe escrever...

    ResponderExcluir
  59. É lamentável ver quantas pessoas são a favor do fim do exame, é notório que essas pessoas não querem estudar pro exame e querem a carteira da oab pelo simples de fato de serem bacharéis em direito, ser bacharel é fácil quero ver passar na prova. Chega desse mimi de quem tem muito profissional com a carteira que é incompetente não tem capacidade de exercer a profissão, pois então se essa pessoa passou na prova você que tá aí choramingando não consegue passar porque ???? Para de chorar e vai estudar

    ResponderExcluir
  60. Vanessa, como pode você acha que faz sentido a prova da oab nos termos atuais, só sendo sadomasoquista.

    ResponderExcluir
  61. Na primeira fase, passei de primeira estudando sozinho. Aconselho um roteiro para organização (como este: https://hotm.art/cronograoab ) e a resolução de questoes passadas. Segunda fase é aconselhável pegar um cursinho já conhecido no mercado, pois estes geralmente estruturam bem o roteiro e as dicas da área específica. No meu caso, o professor de direito constitucional literalmente acertou o tema de 3 das questões abertas.

    ResponderExcluir
  62. sou contra tirar a segunda fase. realmente tem muita gente que não sabe escrever, além disso é muito fácil passar na primeira etapa nos moldes atuais. Acertando 40 de 80 é uma média baixa, só exige alguma dedicação. A segunda fase é necessária sim, ela exige do bacharel conhecimentos que não tem como serem testados na primeira, como o raciocínio jurídico e a escrita.

    Inclusive gostaria de dizer que estou muito feliz de ter passado na primeira tentativa no último exame.
    #CHUPAFGV

    ResponderExcluir
  63. Vanessa, deixa de falar m*rda

    ResponderExcluir
  64. Para que se compreenda a lei, basta que o cidadão seja alfabetizado e dotado de uma inteligência normal. A compreensão de um texto legal não requer que o cidadão seja provido de dons mediúnicos e metafísicos, tal que somente uma minoria de escolhidos saiba interpretar tais “escrituras”. Uma lei que assim fosse não teria a menor validade em uma sociedade Republicana e Democrática.
    Isto posto: podemos afirmar sem medo de errar, que quando uma lei assegura que um determinado decreto fica extinto com a publicação desta lei nova, nada há a ser interpretado. O decreto antigo deixa de existir e junto com ele tudo aquilo que dele dependia. Foi o que ocorreu quando o DECRETO No 11, DE 18 DE JANEIRO DE 1991 determinou que ficava definitivamente extinta a ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL.
    No entanto, o Congresso Nacional, o Poder Executivo, a OAB, o Ministério Público, a Polícia Federal e, lamentavelmente, também o Poder Judiciário, decidiram tratar os brasileiros como pessoas sem a menor capacidade intelectual e nos fazer crer que nada aconteceu. E que a OAB continua de uma maneira “sui generis” existindo. Ela passou desta vida para uma outra, mas continua habitando entre nós. Este tipo de argumentação é uma afronta à inteligência da população brasileira. Estatuto posterior em forma de lei do ano 94, não foi votada nas duas casas e ostenta apenas a assinatura do ex. presidente Itamar Franco, portanto não foi votada, não é lei.

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo seu comentário!