Atividade de risco: Novo decreto autoriza porte de arma para todos os advogados

9 comentários
bit.ly/2JyuoAJ | Ao alterar o contestado decreto que ampliou a posse e o porte de armas, o presidente Jair Bolsonaro passou a permitir que todos os advogados tenham porte de arma. No texto anterior, o porte era restrito aos advogados públicos.

A profissão foi inserida entre as atividades de risco que autorizam o porte. Também integram o rol políticos, caminhoneiros, oficiais de Justiça, jornalistas, membros do Judiciário e do Ministério Público que exerçam funções de segurança.

O novo texto também garantiu o porte a funcionários de lojas de armas e de escolas e clubes de tiro que sejam responsáveis pela guarda dos armamentos. O texto anterior previa esse direito somente aos proprietários ou dirigentes desses locais.

Luiz Flavio Borges D’Urso, advogado criminalista e ex-presidente da OAB-SP, considera essa autorização um equívoco. "Sinceramente, não acredito que armar os advogados e uma legião de brasileiros, em massa, resulte em redução da criminalidade no país."

D’Urso lembra que há atualmente cerca de um milhão de advogados no país, que agora podem ter porte de arma. Mas, esse número pode chegar a 4 milhões se for aprovado o projeto de lei que pretende acabar com o Exame de Ordem, uma vez que todo bacharel se tornaria automaticamente advogado.

Clique aqui para ler o decreto.

Fonte: Conjur

9 comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Só ressaltando que o objetivo do porte não é reduzir a criminalidade e sim resguardar a própria vida, ou seja, exercer legítima defesa.

    ResponderExcluir
  3. exatamente! só não entende quem não quer!!

    ResponderExcluir
  4. O "isentão" D'Urso deve andar com 2 seguranças armados e vem com esse papinho!!!!

    ResponderExcluir
  5. Um dos grandes problemas do Brasil é a hipocrisia, o cara mora em um condominio fechado, cheio de seguranças armados, anda muitas das vezes em carro blindado, vai trabalhar em uma repartição pública com garagem exclusiva, com seguranças armados, e vêm falar que o brasileiro não precisa de Arma para se defender!
    Hipócritas, saiam de suas vidinhas de burgueses e venham ver como estar a desgraça da falta de sossego e segurança dos outros brasileiros!
    Vão defender bandidos nas portas de Delegacias que é melhor!
    Sua incapacidade psicológica e técnica de portar uma Arma não pode e não deve ser referencial para o resto dos brasileiros!
    Todos de igual maneira temos o direito de defender nossas vidas, familias e bens!

    ResponderExcluir
  6. Nada mais que justo, os governos anteriores retiraram os direitos da maioria e cidadãos de bem, visando o que interessava a ditadura socialista!!

    ResponderExcluir
  7. So lembrando que não será obrigatório doutores! Compra e usa quem quer

    ResponderExcluir
  8. A cegueira moral e mental que vivemos,nos impede de enxergar o óbvio...Policiais e agentes de segurança, que são treinados e habilitados para o confronto ,são assassinados diariamente,o que leva alguém a imaginar que um profissional das ciências jurídicas com barrigão de chopp e meia hora de pratica num stand de tiro,será capaz de derrotar meliantes que nada tem a perder, e sem atingir inocentes ao seu redor!A matemática é simples,mais armas,mais mortes!

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo seu comentário!