O preconceito no judiciário com os estudantes de direito negros

Um comentário
bit.ly/2YcTLLR | Bom dia, como é ser um estudante de direito negro?

Sinceramente? Péssimo, temos que ficar comprovando toda hora que somos capazes de estar no meio daquele nível de sociedade.

Lembro-me como fosse hoje, começamos no primeiro período com 80 alunos, no total éramos 8 negros, ou seja, 10% do total.

No começo sentamos um longe do outro, acredito que queríamos ser aceitos ali, mas na segunda semana já sentávamos um perto do outro, saberíamos lidar uns com os outros, sabíamos o pensamento do outro rs, lei da aproximação, já que no começo você procura pessoas com sua característica, que se identifica de primeira.

Infelizmente, hoje no penúltimo período fui o único que continuei o curso, alguns trancaram sua matrícula, outros foram para outros cursos ou foram seguir suas vidas.

Estou acostumado a enfrentar batalhas sozinho, em um órgão com uns 40 estagiários sou o único negro, realidade ou vitimismo?

Fui para uma audiência com uma roupa simples social, fui "confundido" com o acusado, realidade ou vitimismo?

Na outra semana fui de terno, perguntaram qual igreja eu ministrava cultos ou se iria casar, realidade ou vitimismo?

Só rindo mesmo, as pessoas vivem um retrocesso cultural enorme, onde não olham para o seu conhecimento, suas conquistas, apenas para sua etnia, e esperam você falhar.

Que pena, encontraram uma pessoa que gosta de desafios e que está acostumado a vencer suas batalhas, não preciso espalhar que sou negro por que está expresso em minhas características, não preciso dizer que sou capaz, minhas atitudes para as pessoas que me conhecem sabem.

Gostaria que mais pessoas comprassem essa briga, não podemos mudar essa estatística de preconceito que o país vive, mas podemos fazer a nossa parte para mudar esse histórico, e ser menos preconceituosos.

Destacando, que nossos antepassados já viveram o pior momento chamado "escravidão", estamos em um país que a maioria dos seus habitantes são negros, não tem justificativa essas atitudes.

Vamos continuar lutando pelos nossos ideais , quem sabe um dia essa realidade muda.

Edson Bruno
Fonte: edsonbrunosouza.jusbrasil.com.br

Um comentário

  1. Eu sou bacharel em direito fiz especialização em direito penal e processo penal e vou continuar estudando , eu quero dizer para o colega que procure ser mais forte do que esses preconceituosos, tem muita gente que independente da raça tem respeito pelo proximo , procure olhar para dentro de voce , voce e grande pois estuda e tem conhecimento, não se abale pela maldade dos fracos depois eles estarão numa realidade que eles mesmos sentirão pena do proprio estado que eles se encontra - uma fique certo : humildade e senso de justiça somente os grandes as tem - não valorize mesquinharia , dentro possivel ignore , continue estudando voce é HEROI

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo seu comentário!