OAB Piauí cobra inclusão imediata dos advogados como prioridade na vacinação

Via @terrabrasil | Na última quinta-feira (29), o Governo do Estado do Piauí sancionou a Lei nº 7.538 que inclui os advogados como prioridade na vacinação contra a Covid-19. Por meio de ofício, a OAB Piauí solicitou ao Conselho Municipal de Saúde de Teresina a inclusão imediata dos profissionais no calendário municipal de imunização.

A inclusão dos advogados como prioridade na vacinação foi definida após o Estado considerar a profissão indispensável para a administração da Justiça. Os profissionais atuam protegendo os cidadãos e defendendo os seus direitos.

Porém, desde o dia 02 de maio, a OAB Piauí já vinha solicitando ao Governador Wellington Dias e ao Prefeito de Teresina, José Pessoa Leal, a inclusão da Advocacia como grupo prioritário.

Segundo o Presidente da OAB Piauí, Celso Barros Coelho Neto, a inclusão dos advogados como prioridade na vacinação é uma vitória para a categoria. É importante lembrar, destacou Coelho Neto, que os profissionais não pararam de atuar durante a pandemia.

Nos ofícios 164/2021 e 165/2021, a OAB ressaltou que as atividades continuaram e, com isso, os advogados estão atuando para assessorar os seus clientes e fazer requerimentos.

Segundo o texto, mesmo adotando todas as medidas sanitárias exigidas pelas autoridades de saúde, os profissionais estão sujeitos ao contágio pelo coronavírus.

De acordo com Coelho Neto, durante todo o período de pandemia os advogados permaneceram em atividade “despachando com magistrados, participando de reuniões, realizando audiências e diligenciando junto às repartições públicas para obter documentos e assegurar os direitos dos cidadãos piauienses”.

Mesmo assim, poucos municípios incluíram os advogados como grupo prioritário no Plano de Vacinação. Dessa maneira, com a nova lei, todos os profissionais que atuam no estado poderão ser imunizados contra a Covid-19.

Atualmente, a Prefeitura de Teresina está aplicando a vacina contra a Covid-19 no público em geral a partir de 39 anos. Com o novo decreto, os advogados que ainda não receberam a dose do imunizante em outro grupo serão vacinados.

Porém, até o momento, o município não divulgou quando a nova prioridade na vacinação começará a receber as doses. É esperado que as informações sobre a aplicação do imunizante seja divulgado, em breve, pelos órgãos de saúde dos municípios piauienses ou pelo Governo do Estado.

Fonte: fdr.com.br

O que você achou desse conteúdo? Participe com sua Reaction abaixo:

0/Comentários

Agradecemos pelo seu comentário!

Anterior Próxima