Nova Carteira de identidade permite incluir dados sobre saúde, tipo sanguíneo e doação de órgãos

Via @diariodonordeste | A nova carteira de identidade, lançada pelo Governo Federal no mês passado, já está valendo em terrítório nacional. O "RG Único" entrou em vigor na última terça-feira (1°) e permite a possibilidade de adicionar informações sobre tipo sanguíneo e se a pessoa deseja ser doadora de órgãos após a morte. As informações são do G1. 

De acordo com o decreto, o cidadão poderá solicitar, além da inclusão do tipo sanguíneo (A, B ou O) e fator RH (positivo ou negativo), outros problemas de saúde "cuja divulgação possa contribuir para preservar a sua saúde ou salvar a sua vida". 

A pessoa precisará informar, na hora de fazer o novo documento, que quer a inclusão desses dados. Porém, ainda é necessário que a pessoa diga a família sobre a intenção de doar os órgãos após a morte. Isso porque a retirada e doação de órgãos e tecidos só pode ser feita com a autorização familiar, conforme a legislação brasileira. 

Segundo o Governo Federal, o prazo para implementação do novo documento é até o dia 3 de março de 2023 e o objetivo principal da mudança é para coibir as fraudes e simplificar a vida do cidadão.   

Fonte: Diário do Nordeste

O que você achou desse conteúdo? Participe com sua Reaction abaixo:

0/Comentários

Agradecemos pelo seu comentário!

Anterior Próxima