OAB e Porte de Arma: "Advogado lida com conflitos e precisa dessa prerrogativa"

Via @midianews.oficial | A presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Mato Grosso (OAB-MT), Gisela Cardoso, defendeu a liberação do porte de arma para advogados.

Um projeto apresentado pelo deputado estadual Faissal Calil (Cidadania) reconhece a advocacia como "profissão de risco" e pede para que os advgados possam portar arma.

“Eu defendo o porte de arma para advocacia. [...] Assim como os membros do Ministério Público e os membros do Poder Judiciário têm essa prerrogativa, entendo que a advocacia também precisa dessa prerrogativa”, disse Gisela, que não teve acesso ao teor do projeto de Calil.

"A advocacia, o Poder Judiciário em geral, lida com conflitos. Não vou nem entrar na esfera de profissão de risco, mas em relação à própria estrutura do sistema de Justiça", acrescentou.

No projeto, é citada uma “onda de atentados” contra os profissionais de advocacia, situação que estaria colocando em risco a integridade física dos juristas.

Mesmo não trazendo nenhum relato específico, Gisela afirmou que há histórias por todo país sobre ameaças recebidas por advogados e que até antes do projeto na Assembleia já havia um parecer na OAB Mato Grosso que defendia o direito ao porte de arma.

No entanto, a presidente alertou que a discussão ainda deve ser avaliada pelo conselho federal da OAB nacional.

“É algo que tem que ser tratado através de lei, através das competências devidas, no âmbito do conselho federal, essa discussão também circula por lá e vai ser apreciada para extrair da advocacia o seu posicionamento”, explicou.

Vitória Gomes e Thaiza Assunção

Fonte: midianews.com.br

O que você achou desse conteúdo? Participe com sua Reaction abaixo:

0/Comentários

Agradecemos pelo seu comentário!

Anterior Próxima