Vice-prefeito é preso por importunação sexual após dar tapas nas nádegas de servidora

Via @portalbhaz | O vice-prefeito de Mateus Leme, município de Minas Gerais, Anderson Wester de Sousa, foi preso nessa quinta-feira (21/7) por importunação sexual após dar tapas nas nádegas de uma servidora da limpeza da administração municipal. À polícia, ele confirmou o corrido, se declarou homossexual e disse que apenas brincava de forma carinhosa com ela.

A mulher, de 44 anos, procurou a Polícia Militar e denunciou que o comportamento do político, conhecido como “Andinho”, era recorrente. Segundo o registro policial, ela contou que, desde que começou a trabalhar como faxineira na prefeitura da cidade da Grande BH, ele vinha fazendo “brincadeiras” que a deixavam desconfortável, como beijos no pescoço e tapas nas nádegas.

A servidora afirma que já reclamou dos assédios e disse ao vice-prefeito que não aceitava as abordagens, mas elas continuavam. Na manhã de ontem, Andinho teria chegado na cozinha da prefeitura e dado dois tapas nas nádegas da mulher, que se manifestou com indignação e saiu para procurar a polícia.

Outras duas servidoras que testemunharam a importunação teriam avisado o vice-prefeito sobre a denúncia da faxineira.

‘Brincadeiras carinhosas’

O suspeito, então, se apresentou à PM e explicou que costumava fazer “brincadeiras” com a servidora e com outras trabalhadoras da prefeitura, mas sempre de “forma carinhosa e respeitosa”. Andinho admitiu que deu um tapa “leve” nas nádegas da faxineira, mas disse que ela não reclamou.

O vice-prefeito afirma que as outras mulheres nunca manifestaram indignação com as atitudes dele, além de se dizer homossexual. As outras duas funcionárias que testemunharam o ocorrido também prestaram depoimento.

As testemunhas afirmam que Andinho “brinca” com diversas funcionárias “de forma carinhosa, não de forma sexual”. Elas confirmam que presenciaram o homem dando o tapa nas nádegas da faxineira, mas dizem que “não viram maldade”.

Preso em flagrante

A ocorrência foi encaminhada à 2ª DP de Mateus Leme e todos os envolvidos prestaram depoimento à Polícia Civil. Procurada pelo BHAZ, a corporação informou que a prisão em flagrante foi ratificada e que Anderson Wester de Sousa foi encaminhado ao sistema prisional.

O BHAZ procurou a Prefeitura de Mateus Leme, mas não obteve retorno. Caso a administração municipal se manifeste, esta reportagem será atualizada.

Onde conseguir ajuda?

Caso você seja vítima de qualquer tipo de violência de gênero ou conheça alguém que precise de ajuda, pode fazer denúncias pelos números 181, 197 ou 190. Além deles, veja alguns outros mecanismos de denúncia:

• Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher

av. Barbacena, 288, Barro Preto | Telefones: 181 ou 197 ou 190

• Casa de Referência Tina Martins

r. Paraíba, 641, Santa Efigênia | 3658-9221

• Nudem (Núcleo de Defesa da Mulher)

r. Araguari, 210, 5º Andar, Barro Preto | 2010-3171

• Casa Benvinda – Centro de Apoio à Mulher

r. Hermilo Alves, 34, Santa Tereza | 3277-4380

• Aplicativo MG Mulher

Seja qual for o dispositivo mais acessível, as autoridades reforçam o recado: peça ajuda.

Fonte: bhaz.com.br

O que você achou desse conteúdo? Participe com sua Reaction abaixo:

1/Comentários

Agradecemos pelo seu comentário!

  1. Nessa hora virá até Gay!! Mas, perai? Gay pode sair batendo nas bundas??

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu comentário!

Anterior Próxima