Policial civil acusada de m4t4r marido é absolvida por júri popular

policial civil acusada matar marido absolvida júri popular
Via @metropoles | A agente da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) Mirtes Gomes Amaro, 57 anos, foi absolvida da acusação de matar o marido a tiros há oito anos. O julgamento ocorreu na noite desta quinta-feira (20/6), no Tribunal do Júri de Brasília.

Os jurados reconheceram que houve um crime na morte do sargento da Polícia Militar do DF (PMDF) Daniel Quezado Amaro, 45 (foto em destaque). Porém, não reconheceram Mirtes como autora do delito.

Durante os debates no tribunal, a defesa da acusada sustentou que o sargento, na verdade, tinha cometido suicídio.

Submetida a julgamento, o Tribunal do Júri reconheceu, por maioria de votos, a materialidade do fato, contudo, não reconheceu a autoria, razão pela qual a votação foi encerrada.

“Como se vê, o Conselho de Sentença não reconheceu a responsabilidade criminal da ré pelo homicídio qualificado em relação à vítima Daniel Quezado”, escreveu a juíza presidente da sessão Maria Rita Teizen.

Relembre o caso

Daniel foi assassinado no Sudoeste, bairro nobre de Brasília, em 24 de fevereiro de 2016.

O sargento foi encontrado morto na sala de seu apartamento pelas primeiras equipes de socorro que chegaram ao local.

Por Samara Schwingel
Fonte: metropoles.com

0/Comentários

Agradecemos pelo seu comentário!

Anterior Próxima