Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Após suspensão por suspeita de bomba em Exame de Ordem, OAB define local de provas

goo.gl/SrxFwg | A prova do Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Salvador, que ocorre no dia 14 de agosto, será realizada na Unijorge, mesmo local onde a avaliação foi suspensa em julho após um homem ameaçar explodir uma bomba no local. A informação foi divulgada pela OAB-BA na manhã desta terça-feira (9).

Em 31 de julho, a aplicação da prova foi suspensa somente na capital baiana após um candidato, identificado como Frank Oliveira Costa, 36 anos, ameaçar as pessoas que estavam na mesma sala que ele com supostas bombas presas ao corpo. Depois, foi descoberto pela polícia que o que ele carregava sob a camisa eram balas de gengibre.

Após a confusão, a OAB-BA decidiu eliminar o candidato do Exame da Ordem. Frank participou da prova em 14 oportunidades. Oito delas foram feitas na Bahia (duas vezes em 2007, três em 2008 e três em 2009). Em outras seis ocasiões, ele participou do exame no Rio Grande do Norte (três vezes em 2014 e três vezes em 2015).

Caso

O incidente foi no dia 31 de julho, quando seria aplicado o Exame da Ordem no Centro Universitário Jorge Amado (Unijorge), em Salvador. Após ameaça de explodir o local com uma bomba pelo candidato Frank Oliveira da Costa, houve pânico e correria entre os 3.400 participantes da prova, que deixaram o local.

Por causa da ameaça, o Exame em Salvador foi cancelado. O Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (BOPE), o Esquadrão antibombas da Polícia Federal, dentre outras unidades policiais especializadas em situações de risco, foram deslocadas para a universidade. Após mais de quatro horas de negociação, o suspeito se entregou. Foi descoberto que a suposta bomba seria na verdade bala de gengibre.

Conforme a OAB do Rio Grande do Norte, o homem já tem histórico de tumulto na aplicação do Exame da Ordem em Natal. Há cerca de dois anos, Frank Oliveira da Costa criou confusão e chegou a rasgar as provas quando participava da avaliação na cidade.



Bope negociou por mais de três horas rendição de suspeito (Foto: Alberto Maraux/Ascom SSP)

Fonte: G1

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!