Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Maus-tratos a animais: estudante que filmou sexo com cadela se apresenta e é preso

goo.gl/n1JPRu | O estudante Emerson Fernandes Pedroso, que divulgou um vídeo no Facebook em que aparece fazendo sexo com uma cadela, se apresentou à Delegacia Especializada em Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema), na tarde desta segunda-feira (24), para prestar depoimento.

Como a Justiça havia decretado sua prisão por cinco dias, ele acabou preso no início da noite.

Desde que o vídeo foi divulgado, o rapaz estava na casa de amigos, em Cuiabá.

O estudante foi até a delegacia acompanhado de seu advogado Rodrigo Lazáro de Souza e foi ouvido pelo delegado Gianmarco Paccola Capoani, titular da Dema, antes de ser encaminhado para o Centro de Ressocialização de Cuiabá.

Na última semana, a Dema pediu a prisão temporária do estudante, que deverá responder pelos crimes de maus-tratos e associação criminosa. Ele já foi indiciado.

A Polícia Civil suspeita que o estudante seja membro de um grupo de zoófilos - pessoas que têm atração e envolvimento sexual com animais de outras espécies.

O suspeito tem quatro cães, dos quais dois a Polícia Civil conseguiu resgatar. A cadela que aparece na filmagem ainda não foi encontrada.

Os cães resgatados foram submetidos a exame pericial, a fim de verificar o estado de saúde deles. A autoridade policial aguarda o resultado do laudo junto a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

“Repercussão social”

Ao pedir a prisão temporária do estudante, o delegado Gianmarco Paccola destacou a repercussão social das "cenas criminosas” filmadas pelo próprio indiciado e publicadas posteriormente nas redes sociais.

Segundo Paccola, as filmagens “geraram repugnância maciça na sociedade, inclusive extrapolando os limites locais. Trata-se um fato que abalou o sentimento social, e certamente, além das questões criminais aqui investigadas, é certo que deverá haver paralelamente sanções de reparação de dano extrapatrimonial ambiental".

Fonte: midianews

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!