Acompanhe o novo site direitonews.com.br

Após polêmica, o Secret é reformulado e está de volta para Android e iOS

Nenhum comentário
http://goo.gl/OnRn7g | Quem não lembra do Secret? Ele foi o aplicativo mais polêmico de 2014 por permitir que qualquer pessoa mandasse mensagens anônimas em sua rede social. Ele acabou sendo barrado pela Justiça do Espírito Santo onde o mesmo foi removido da App Store.

A decisão impedia o uso do serviço em nosso país devido à enorme quantidade de mensagens ofensivas que os brasileiros deixavam na rede. Grande parte usava a ferramenta como um meio de praticar bullying sem ter sua identidade exposta. Assim, o aplicativo Secret só poderia ser liberado quando tudo fosse reformulado.

Eis que agora surge a versão 2.0 do polêmico aplicativo. A nova versão está mais próxima de outro serviço similar, o Yik Yak, que não chegou a viralizar aqui no Brasil, mas faz muito sucesso nos EUA.

O novo Secret segue com uma nova interface dividida em duas colunas. De um lado você tem os posts mais recentes, enquanto do outro ficam os mais populares da rede. O suporte a imagens foi aprimorado e são mantidas duas áreas: um para conversar com seus amigos e outra para localização. Enquanto na versão antiga ficavam tudo misturado.

Com dois simples toques na tela você poderá abrir uma janela e conversar com alguém que tenha curtido algum post seu. Toda a conversa é feita no anonimato, então você não terá que revelar informações para as pessoas com quem teclar.

O aplicativo fez muito sucesso na época que foi banido das lojas de aplicativos brasileiras e gerou grande interesse dos usuários. Agora, meses depois, a busca pelo Secret caiu drasticamente e os desenvolvedores esperam que com essa versão 2.0 eles possam trazer os usuários de volta.

Secret também conta com versão corporativa que é usada por funcionários da Google e Facebook, que será a principal fonte de renda dos desenvolvedores ao incluir recursos específicos para tal público. A nova versão do Secret está disponível para Android via Play Store e para iOS via App Store.

Fonte: tudocelular.com

Nenhum comentário

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu comentário!