Mãe de assaltante morto em frente a escola processa policial e pede R$ 477 mil

15 comentários
goo.gl/jTJgSx | A policial Kátia da Silva Sastre foi eleita deputada federal por São Paulo no último domingo (7). Na véspera do pleito, porém, a família de Elivelton Silva Ferreira, assaltante de 20 anos que foi morto pela policial no dia 12 de maio, em frente a uma escola de Suzano, na Grande São Paulo, abriu processo contra ela e pede indenização no valor de R$ 477 mil – o equivalente a 500 salários mínimos.

O motivo do processo é o uso da cena da morte do rapaz de 20 anos em campanha eleitoral de Kátia. A PM foi eleita deputada federal por São Paulo com 264.013 votos – sétima mais votada no estado com maior colégio eleitoral do país.

Kátia estava de folga no dia 12 de Maio e acompanha a filha de sete anos na festa do Dia das Mães no colégio Ferreira Master. Na entrada do local, acompanhada de outras mães, Elivelton as abordou com uma arma em punho e anunciou o assalto.

A PM reagiu e matou o rapaz de 20 anos com três tiros. A cena foi registrada por uma câmera de segurança. A mãe de Elivelton, a cozinheira Regiane Neves da Silva Ferrari, afirma que a policial agiu de forma correta, mas a processa por causa do uso de imagens.

Kátia utilizou essas imagens para demonstrar ao eleitorado quem ela era e toda a sua coragem, divulgando durante a sua vitoriosa campanha eleitoral para a Câmara dos Deputados o vídeo abaixo:



Segundo Regiane, toda vez que a cena aparecia no horário eleitoral gratuito, Kátia torturou a ela e à sua família. “O que ela fez foi absurdo”, desabafa a mãe. “Toda vez que a cena aparecia na TV, meus netos gritavam: ‘vó, estão matando o Zoca de novo, venha ver’”, afirmou.

O jornal Folha de S. Paulo tentou contato com a PM e agora deputada federal eleita, mas ela não comentou o caso porque ainda não recebeu notificação oficial.

Fonte: 1news

15 comentários

  1. Trata-se de um abuso: usar a imagem de um assaltante sendo morto após ter sido dominado para ser votada como deputada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Abuso nada! Não quer ver? Desligue a televisão! Bandido precisa sentir medo de praticar crimes, e esse tipo de imagem intimida sim.

      Excluir
  2. Situação complicada em! De um lado uma mãe que não tem nada haver com filho que preferiu a vida do crime e recebeu a recompensa bem cedo (ou tarde?). Do outro, a heroína que se valeu das imagens para se eleger (daria para se eleger sem as imagens?). Colando na balança, fico ao lado da mãe, qual não bastasse a infelicidade de ter um filho bantido, teve que surportar as imagens do filho sendo morto (mesmo que de uma forma justa) transmitida duas vezes por dias em todos canais de TV aberta. Diferente seria se as imagens fossem transmitidas em um jornal. Agora, transmitir como propaganda eleitoral? Penso que a utilização para se promever está incorreta e ilícita, contrariando princípios básicos dos direitos humanos (aqui aplicados não em favor do falecido, mas sim, em favor da mãe do bandido, que não escolheu ter um filho assim).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é ... a mãe tá sofrendo tanto que quer dinheiro

      Excluir
  3. Abram.
    O assaltante nao foi morto depois de ser dominado.
    Foi dominado porque foi alvejado.
    Não tente desconfigurar o vídeo.
    Foi errado usar a imagem?
    Concordo. Mas o que você disse esta totalmente errado

    ResponderExcluir
  4. Concordo intrinteiram com as alegações do miliante. Abuso por parte da candidata ferindo os direitos da personalidade! Simples assim!!

    ResponderExcluir
  5. Independente do que aconteceu, ela usou as imagens para se promover e não para reprimir....a dor dessa mae e irreparável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é irreparável não 500 salários mínimos reparam bem.

      Excluir
  6. Certo ou errado ela está eleita e deixa bem claro,bandido não tem vez sa sociedade, repassem pois não quero ver meu filho nessas imagens então cuido dele hoje .ah vale a pena lembrar que á 16 anos pt no poder veja no que deu ,ele era uma criança e no que se formou,precisamos de mudança para que isso não aconteça mais

    ResponderExcluir
  7. Bandido bom é Bandido Morto! Se fosse ele que tivesse tirado a vida de alguma pessoa inocente? Estaria preso sendo sustentado pelo dinheiro dos nossos impostos! Que o diabo o tenha! E dane-se também a família do vagabundo!

    ResponderExcluir
  8. E se esse rapaz de 20 anos tivesse trabalhando ao invés de roubar os outros e ameaçando vidas inocentes ,nada disso teria acontecido

    ResponderExcluir
  9. Tem é que mostrar mesmo pra servir de exemplo tanto para outros assaltantes quanto para os próprios netos dela,em vez dela tentar arrancar dinheiro, ela devia era orientar os netos a não seguir esse caminho pq o destino ia ser aquele.

    ResponderExcluir
  10. Já foi tarde..tem que mostrar mesmo...

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo seu comentário!