Baleada: dez anos após caso Eloá, amiga Nayara será indenizada em R$ 150 mil

Nenhum comentário
goo.gl/ZE291v | O Tribunal de Justiça de São Paulo condenou o governo do estado, sob a atual gestão de Márcio França (PSB), a pagar R$ 150 mil de indenização a Nayara Rodrigues da Silva (foto direita), amiga da jovem Eloá Pimentel (foto esquerda), por danos morais, materiais e estéticos. As informações são da Folha de S. Paulo.

O governo do estado afirmou, por meio de sua Procuradoria-Geral, que interpôs um recurso especial contra o acórdão e aguarda julgamento do caso.

A data para a avaliação do recurso, pela Justiça, ainda não foi definida, acrescentou.
Nayara foi baleada uma vez no maxilar por Lindemberg Alves durante o sequestro e assassinato de Eloá Pimentel, em 17 outubro de 2008, em Santo André (Grande ABC). O sequestro de Eloá durou quatro dias.
Durante esse período, Nayara chegou a ser libertada por Lindemberg. Porém foi levada novamente ao cativeiro pela própria polícia. Lindemberg foi condenado a 98 anos de prisão, em 2012.

A decisão para que o estado pague a Nayara foi assinada pelo desembargador Evaristo dos Santos e publicada em 19 de setembro.

Ele afirma que Nayara só foi ferida por conta “da conduta equivocada dos policiais militares que a levaram de volta ao local do crime […] fazendo-a ingressar novamente no cativeiro”.

Fonte: www.metropoles.com

Nenhum comentário

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu comentário!