STF analisará se Bolsonaro, sendo réu, pode assumir presidência, diz Rosa Weber

35 comentários
goo.gl/DL6ryQ | A presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministra Rosa Weber, afirmou, na noite deste domingo (28/10), que a corte irá priorizar os julgamentos de pedidos de cassação das candidaturas a presidente de Jair Bolsonaro (PSL) - que foi eleito - e Fernando Haddad (PT). Além disso, Rosa disse que o Supremo Tribunal Federal deverá analisar se Bolsonaro, por ser réu, pode assumir o cargo.

A ministra concedeu entrevista coletiva para a divulgação oficial da eleição de Jair Bolsonaro (PSL) ao Palácio do Planalto. Ao abrir espaço a jornalistas, Rosa recebeu várias perguntas sobre a disseminação de fake news durante o pleito deste ano. Ela respondeu que o fenômeno é de “difícil equacionamento” e que o tribunal continuará estudando o tema. “A ênfase de que não há anonimato na internet é reveladora de que há um bom caminho a seguir”, afirmou.

Indagada se o esquema do WhatsApp denunciado nas últimas semanas segundo o qual a campanha de Bolsonaro teria feito uso, por meio de financiamento empresarial, para disseminar informações falsas contrárias ao PT, Rosa afirmou apenas que “vamos esperar que os fatos aconteçam. E quando acontecerem, se acontecerem, a Justiça Eleitoral dará a devida resposta no campo adequado, que é o jurisdicional.”

Sobre ações que pedem a cassação de registro de chapas, Rosa Weber afirmou que “todos julgamentos são absolutamente prioridade para o TSE, que de forma absolutamente célere observa o devido processo legal e, ao tempo necessário, responde às controvérsias que lhe são postas”.

O mesmo vale para a apreciação dos processos envolvendo as duas chapas que concorreram à Presidência da República, mas afirmou não ter como dar previsões de quando isso se dará. “Todas as ações de investigação judicial eleitoral comportam um período de instrução probatória e o nosso corregedor, na condução do processo, vai aferir a necessidade das provas que demandarão maior ou menor tempo”, disse a presidente do TSE.

Ao STF ela afirmou caber a análise da ocupação da cadeira presidencial por alguém que seja réu. Bolsonaro responde a ação penal no Supremo Tribunal Federal por ter dito que a deputada federal Maria do Rosário (PT) "não merecia ser estuprada".

A presidente do TSE foi questionada, também, sobre a possível responsabilidade da campanha do PSL em desacreditar as urnas eletrônicas. A presidente do TSE disse que “que não irá responsabilizar, pelo menos da parte eleitoral, a ninguém”.

Além disso, a ministra destacou a normalidade com que transcorreu o segundo turno da disputa eleitoral.

“Eleições ocorreram dentro da mais absoluta normalidade com as intercorrências próprias do processo eleitoral em país de dimensões continentais como o nosso”, ressaltou a presidente da corte eleitoral. Ela anunciou que, às 19h18, 94,44% haviam sido apuradas. Naquele momento, 55,55% dos votos válidos em favor de Jair Bolsonaro (PSL) e 44,46% de Fernando Haddad (PT).

Por Ana Pompeu
Fonte: Conjur

35 comentários

  1. Ele é o nosso presidente, o povo escolheu! Pra frente Brasil

    ResponderExcluir
  2. Foi o povo que decidiu as mudanças Pq , que tem que ser punida Maria de do Rosário de defender o crime

    ResponderExcluir
  3. Mulheres,nada justifica agressão contra mulher!Que ele resolvesse esse impasse com diálogo ou simplesmente a ignorada,mas segundo seu machismo autoritário,agrediu e ameaçou,se ele quer fazer justiça no Brasil,que o exemplo parta dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Percebe-se que vc é do tipo que acredita no que lhe convém. Assista o vídeo completo. Como mulher, vc deveria saber que dona Maria estava defendendo um bandido que ESTUPROU, TORTUROU E MATOU uma mulher e seu namorado. A defesa da mulher e seletiva? Devemos defender a admiradora de bandidos? E quem defende a memória da falecida? Vai se tratar

      Excluir
    2. Nada justifica uma agressão contra um homem também. Vc cobra diálogo dele mas não cobra dela. Pq??? Se acha superior por ser mulher?

      Excluir
    3. ninguem critica de ela primeiramente ataca lo de estuprador mas todos a defendem por ter sido atacada....me poupe so porque é mulher se acha no direito de ofender e nao pode ser ofendida...cade os direitos iguais...se vc xinga tbm pode ser xingada simples

      Excluir
    4. No video foi ela que o chamou de estuprador primeiro. Assistir o video sem cortes. Ele depois falor isso que ela disse. Ela se fez de vitima para a imprenssa!

      Excluir
    5. Ele não agrediu. Veja o vídeo inteiro.

      Excluir
    6. Bolsonaro defendia a vitima. Maia do Rosário, o bandido que matou, torturou e estuprou. Não há o que discutir. Ela, Maria do Rosário, é até um pecado ter esse nome, é que deveria ser punida.

      Excluir
    7. Sugiro que vcs procurem a entrevista do pai da menina assassinada. Que hoje é amigo da Maria do Rosário e detesta o Bolsonaro que, inclusive, explorava a foto da menina na campanha políticpolítica. Sugiro realmente a leitura.

      Excluir
  4. A ADPF 402 fala na impossibilidade de assumir a Presidência da República em caso de ser réu em processo criminal perante o STF. No caso, o eleito é réu em pedido de cassação de chapa perante o TSE. ainda assim haverá análise?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que sim... pq corromperam os votos por meio das fake news... e tem pirâmides financeiras envolvidas nisso... um jogo sujo de ricos esnobes que acham que dinheiro compra justiça

      Excluir
  5. Haddad tem 32 processos...

    ResponderExcluir
  6. CASO ISSO ACONTEÇA, O VICE É O GENERAL MOURÃO. DEIXA ELA COM ESSE DISCURSO FEMINISTA.

    ResponderExcluir
  7. Se for verdade lamento muito , ela deveria se preocupar com as urnas com fraudes do primeiro turno e aparentemente não se incomodou nem estranhamente se surpreendeu . Mas se caso ela realmente tenha falado isso acho bom ela pegar o próximo ônibus para a Venezuela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente e penso o seguinte aqui se faz aqui se paga essas declarações dela é expressamente a cara do PT

      Excluir
    2. nunca existiu fraude, queridos, era tudo Fake News!

      Excluir
  8. Essa mulher que vah lavar uma louça (nada contra as mulheres mas essa ai já ta cagando pela boca faz tempo) eles estão loucos por uma guerra civil e é o que vão ganhar, daremos a posse a Bolsonaro com ou sem STF anota ai...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ameaça de crime de terrorismo... olha ai Bolsonaro!!!!!

      Excluir
  9. Nem o pai da vítima apoia seu presidente, leiam antes de disseminar fake news!

    https://www.pragmatismopolitico.com.br/2016/06/o-recado-do-pai-de-liana-friedenbach-para-os-seguidores-de-bolsonaro.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em primeiro lugar, para de se esconder no anonimato. Mostre a cara!

      Em segundo lugar, não é porque esse vereador de merda do phs, que diz ser "pai", desautoriza Bolsonaro que ele vá ter razão alguma. Em crimes desse tipo a vítima (no caso o pai) não tem direito a querer legislar sobre o crime. Isso é papel exclusivo do Congresso Nacional.

      Vá à merda!

      Excluir
    2. exatamente, mas quem é o Bolsonaro nessa história toda? Respondo-lhe: Um oportunista de merda, machista e apoiador da cultura do estupro... resumindo... um escroto!

      Excluir
  10. Isso esta cheirando a golpe!!!!! o Pais não vai permitir!!!!!

    ResponderExcluir
  11. Isso é uma palhaçada. Se tem alguem que deve ser julgado é a Maria do Rosario que probocou o Bolsonario e inverteu a situação. Rosa Weber você não deveria nem se dar ao ridículo papel de analisar esse caso.

    ResponderExcluir
  12. Gente! Mais fake news #AceitaQueDoiMenos

    ResponderExcluir
  13. Palhaçada esse povo de mimimi aceita e deixa o homem trabalhar. Depois sim no tempo hábil analise e o critique se for necessário.
    #BolsomitoMeuPresidente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o problema é q a lei é para todos, sendo ele asno ou não

      Excluir
  14. O proprio pai de Liana Friendbach não aceita o uso do caso da filha e Maria do Rosário não defende Chambinha, ela é contra mudanças do ECA.

    ResponderExcluir
  15. Esse camarada passou 30 anos na política e não fez nada independente de qualquer resultado que já é previsto o cara é uma erva daninha.

    ResponderExcluir
  16. Estão pensando em cassar o mandato do cara apenas por ser réu (em um processo incabível quando se olha todo o contexto da acusação),enquanto o Lula chegou a concorrer à presidencia estando condenado e preso. Que inversão hein /;
    Além disso,os direitos políticos só podem ser restringidos se o cidadão estiver preso,o que não ocorre com o presidente eleito.

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo seu comentário!