Condenado à prisão perpétua vai à Justiça pelo direito de fumar maconha na cadeia

Nenhum comentário
goo.gl/Ron9QP | Um presidiário está processando o estado da Carolina do Sul (EUA) após ter sido proibido de fumar maconha na cadeia.

James Rose, de 41 anos, está cumprindo sentença de prisão perpétua. Ele acredita que fumar maconha fará com que ele cumpra a punição de uma forma mais fácil, de acordo com reportagem de afiliada da rede ABC.

O detento alega que a sua religião rastafári permite fumar maconha. Assim, segundo sua alegação, proibi-lo viola o direito constitucional de liberdade religiosa.

Além disso, James acusa o estado e a penitenciária de forçá-lo a cortar os dreadlocks, também associados à sua prática religiosa, conforme o processo. O detento alega que o cabelo foi raspado (e mantido assim desde então) de forma "sádica" em abril de 2017 após ele pedir maconha a guardas.

Em 2012, James contratou dois homens para matar a tiros Leland Shannon Jr. na frente do filho da vítima. Os assassinos não foram presos.

Por Fernando Moreira
Fonte: extra.globo.com

Nenhum comentário

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu comentário!