OAB sai em defesa de advogado barrado em sessão no TJ por estar sem gravata

Um comentário
goo.gl/ardSLo | A Ordem dos Advogados do Brasil no Rio (OAB-RJ) encaminhou ofícios, como já tinha feito em outros anos, ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT1), ao Tribunal Regional Federal (TRF-2) e ao TJRJ, solicitando a dispensa do uso de terno e gravata pelos advogados nas audiências durante o verão. É que, como saiu na coluna hoje, um advogado carioca foi impedido de fazer uma sustentação oral na 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio por estar sem gravata.

Segundo o OAB-RJ, até agora, apenas o TRT-1 respondeu ao ofício e negou o pedido. Os demais tribunais não responderam.

Em nota, a OAB-RJ informou que "entende que, como as temperaturas registradas no estado nesta época do ano superam os 40º, com sensação térmica muitas das vezes próxima dos 50º, torna-se altamente necessário o uso de vestimentas mais leves, sobretudo se considerada a rotina estressante da vida forense".

Campanha


Nos últimos cinco anos, a Caixa de Assistência dos Advogados do Estado do Rio de Janeiro (Caarj) promoveu a campanha “Paletó no verão, não!” e, em 2018, conseguiu a dispensa do uso de terno e gravata para a advocacia perante o 1º e o 2º graus de jurisdição do TJ-RJ e no Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ). Em anos anteriores, o TRT1 tornou facultativo o uso do paletó e da gravata, inclusive por magistrados e servidores.

*(Foto meramente ilustrativa: reprodução Internet)

Por Ancelmo Gois
Fonte: blogs.oglobo.globo.com

Um comentário

  1. calor acimda de 40°
    nao, nao, voce tem q usar esse monte de pano sobre pano constantemente.
    é inacreditável que pessoas com capacidade intelectual tao baixa possuam certos cargos.

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo seu comentário!