Ministra do STJ e mulher de Toffoli também foram investigadas pela Receita Federal

Um comentário
goo.gl/oSkG1V | A ministra Isabel Gallotti, do Superior Tribunal de Justiça, e a mulher do ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal, também foram investigadas pela estrutura policial da Receita Federal. Os nomes estão na lista de 134 pessoas que são investigadas secretamente pela Receita Federal pelo menos desde 2018, conforme revelou reportagem da ConJur.

A presença dos nomes da ministra Isabel e da mulher do ministro Toffoli, a advogada Roberta Rangel, foi divulgada pelo jornal O Estado de S. Paulo. Elas constam da lista de alvos da "equipe especial de fraudes" da Receita. Além delas, estão o ministro Gilmar Mendes e a mulher, o desembargador Luiz Zveiter, do Rio de Janeiro e sua mulher, além do irmão dele e da mulher. A ministra Isabel é casada com o ministro Walton Alencar Rodrigues, do Tribunal de Contas da União.

Conforme reportagem da ConJur publicada nesta segunda-feira (25/2), pelo menos um dos relatórios produzidos por essa equipe especial foi enviado à força-tarefa da "lava jato". O trâmite mostra que as investigações secretas não se destinam à fiscalização tributária, mas a investigações que não têm relação com as atribuições da Receita Federal.

Fonte: Conjur

Um comentário

  1. Find a company that offer best custom essay writing service that guarantees you research competence. A company that provides you with only custom term paper writing service with exemplary research abilities, and also endow them with an assortment of research facilities.

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo seu comentário!