O que é outsourcing e as vantagens para o seu negócio jurídico – Por Pedro Custódio

Um comentário
bit.ly/2JopipQ | Se você é um advogado ou advogada que gosta de estar por dentro dos temas do momento, assim como eu, deve receber uma quantidade considerável de newsletters sobre marketing jurídico, lawtechs, legaltechs, “advocacia 4.0”, sistemas de gestão, enfim.

Uma dica de produtividade aqui: recentemente, eu limpei minha caixa de entrada do e-mail pessoal e, de sessenta e-mails por dia, passei a receber cinco, no máximo.

Mas o fato é que, com todo esse conteúdo, dá para perceber que o mundo jurídico vem experimentando uma mudança significativa provocada pela tecnologia, seja na forma dos advogados se posicionarem no mercado ou, principalmente, desenvolverem o seu negócio jurídico como um todo.

Pare e pense: hoje, do que você precisa para trabalhar?

Eu fiz essa pergunta pra mim mesmo um dia e cheguei à conclusão de que não precisava estar num escritório físico das 8h às 18h. Eu podia fazer meus próprios horários e trabalhar nos meus termos.

Percebi que a internet abriu uma janela para um mundo até então desconhecido pra mim, e eu sabia que precisava de um computador, bons contatos e alguma estratégia para me destacar no mercado.

Naquela época, em Janeiro de 2017, eu tinha um volume grande de trabalho e já estava no meu limite. Perdi as contas de quantas madrugadas passei acordado para conseguir cumprir minhas tarefas. Muitas delas eram importantes, mas a maioria eram só tarefas. Terminavam ali. Cumpria e pronto. Não me levavam a lugar algum. E se eu continuasse fazendo só aquilo, ou seja, cumprindo tarefas, as chances de continuar esse loop o resto dos meus dias era grande.

Entendi que precisava “terceirizar” algumas coisas se quisesse ter tempo para me dedicar a outras mais importantes e que me aproximariam mais dos meus objetivos.

Tive uma luz.

Eu tenho um amigo de infância que também é advogado. Marcamos uma call, alinhamos as ideias e eu passei pra ele boa parte do trabalho que eu fazia.

Foi assim que encontrei tempo para escrever, estudar sobre marketing e escrita.

De quebra, da mesma forma que fui ajudado, percebi que poderia ajudar outros advogados e escritórios oferecendo esse serviço remotamente.

Advogado freelancer, para aqueles que gostam realmente de temas do momento.

Ter liberdade para não fazer aquilo de que você não gosta, mas também a liberdade e a determinação de perseguir os seus sonhos sem voltar ao "trabalho pelo trabalho". Depois de anos de trabalho repetitivo, você provavelmente sentirá a necessidade de cavar fundo para encontrar suas verdadeiras paixões, para redefinir seus sonhos e para reviver hobbies que você deixou atrofiar até a beira da extinção. O objetivo não é apenas eliminar o que é ruim, porque isso não provoca nada além de um vácuo, mas perseguir e experimentar o que há de melhor no mundo. - Tim Ferris

Ok, Pedro, mas e o outsourcing que você falou no título?

Percebi que, mesmo não conhecendo o termo, já praticava a ideia há um bom tempo, que nada mais é do que uma forma de delegar certas tarefas e responsabilidades que são indispensáveis para o seu negócio, mas não constituem a sua essência – vi isso enquanto dava um Unsubscribe em alguma lista de e-mails.

Separei algumas vantagens dessa forma de trabalho

Redução de custos


À medida que fui pesquisando sobre o tema, vi que um número crescente de escritórios de advocacia – e até advogados individuais – vêm terceirizando boa parte do seu trabalho para advogados freelancers, observadas as regras de confidencialidade, é lógico.

Esses caras ajudam a lidar com sobrecargas de trabalho e prazos apertados, sem a necessidade de contratar pessoal adicional.

A grande vantagem dessa forma de trabalho é a ausência de vínculo empregatício ou o fornecimento de espaço físico dentro do escritório, eliminando parte das despesas tradicionais.

Ganho de tempo


Todo mundo tem à disposição somente 24h por dia, mas sempre me perguntei como alguns advogados conseguem ser sócios de grandes escritórios, dar aulas em faculdades, palestrar, escrever e publicar livros.

Como esses caras encontram tempo?

De alguma forma, acho que eles entenderam que precisavam fazer as coisas necessárias para chegar mais perto de seus objetivos e delegar as “menos importantes”.

Poder contar com a criatividade e expertise de outros advogados


Vamos lá. Você sabe da importância de ser visto aqui na internet e que, para isso, precisa produzir conteúdo para ser encontrado.

Deixa eu adivinhar: falta-lhe tempo ou você não sabe por onde começar - ou começou e não teve consistência.

Não adianta apenas escrever. Você tem que ter um objetivo, saber sobre seu público-alvo e manjar um pouco de SEO, basicamente.

Bom, nesse ponto, delegar a produção de conteúdo do seu escritório para um advogado que sabe disso é uma alternativa interessante para não deixar de lado essa estratégia importante do negócio.

Ganho de produtividade


O aumento de sua produtividade se deve ao fato de que, sob sua responsabilidade, ficarão penas as tarefas mais importantes, as que exigem mais pessoalidade e que, de certa forma, terá maior capacidade de fazer um trabalho excelente.

Quanto as outras tarefas delegadas, você terá apenas que controlar os prazos.

Aumento do portfólio de serviços do escritório


A terceirização de algumas demandas permite que o escritório ou o seu negócio individual acesse talentos de alto nível e expertise de nichos que você não atende.

Não é raro aparecer uma causa interessante na área do direito penal, mas você só atua com direito de família, por exemplo.

Poder contar com um advogado freelancer de sua confiança é muito útil para preencherem essas lacunas nas competências internas, trazer novos conhecimentos e amplificar sua área de atuação.

***

E aí, gostou do texto? Me conta nos comentários o que você acha dessa forma de desenvolver o seu negócio e se é viável pra você.

Pedro Custódio
Advogado que carrega o escritório na mochila e escreve
Sou um advogado que carrega o escritório na mochila e escreve. Minha iniciativa mais recente é inspirar e ajudar outros advogados insatisfeitos com seu estado atual a trabalharem de forma mais criativa e livre e com mais de tempo e mobilidade. Tenho um blog (pedrocustodio.adv.br) onde escrevo sobre a vida, dou dicas de produtividade e falo sobre empreendedorismo e novas formas de trabalho na advocacia, principalmente, sem escritório físico. Escrevo para portais incríveis como be freela, Migalhas, Espaço Vital e Amo Direito. Me encontre aqui também ☟ ✉ pedrocustodio@adv.oabsp.org.br 💻 pedrocustodio.adv.br ☕ linkedin.com/in/pedrocustodioadv/ 📘 facebook.com/pedrocustodio.adv
Fonte: pedrocustodion.jusbrasil.com.br

Um comentário

  1. Muito bom amigo.... ótimo texto, contudo, acho que está expressão em língua estrangeira tem vasto sinonimos e nosso idioma....ai vão duas.... delegar funções e descentralizar, portanto acho extremamente desnecessario a americanizacao de palavras.....#ficadica!

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo seu comentário!