Advogado no caso de racismo do Carrefour defende jovem negro agredido dentro do próprio carro

Via clebertoledo.com.br | O tocantinense Marlon Reis irá defender Gabriel da Silva Nascimento, jovem negro de Açailândia, no Maranhão, que foi agredido dentro do próprio carro e na frente de casa por um casal de vizinhos. O caso ganhou repercussão nacional e foi tema de reportagem do Fantástico, da rede Globo. O advogado falou sobre o episódio no Twitter. “Foi vítima não apenas de racismo. Eles o trataram como um assaltante tentando roubar o próprio veículo! E por isso decidiram matá-lo. Vamos provar em Juízo que houve tentativa de homicídio”, afirmou. 

Atuação em indenização milionária

Marlon Reis tem ganhado destaque na atuação em casos de racismo. O tocantinense atuou no episódio que resultou na assinatura de termo de ajustamento de conduta (TAC) no valor de R$ 115 milhões para ações de combate ao racismo pelo Carrefour. O acordo foi resultado de um processo que a empresa responde pela morte de João Alberto Silveira Freitas, homem negro assassinado em uma unidade da rede, em Porto Alegre, em novembro do ano passado.


Leia os comentários de Marlon Reis:

Fonte: clebertoledo.com.br

O que você achou desse conteúdo? Participe com sua Reaction abaixo:

0/Comentários

Agradecemos pelo seu comentário!

Anterior Próxima