Vítima do golpe do Pix consegue na Justiça Constrição em contas do golpista

Por @mmeassociados | Uma empresária de Brasília que foi vítima do chamado Golpe do Pix, conseguiu na justiça tutela provisória de urgência que determinou a constrição nas contas bancárias do suposto golpista. A medida foi concedida pela juíza Maria Cecília Campos do Distrito Federal DF.

Segundo explicou no pedido o advogado Manoel Machado, do escritório MM Advogados Associados, o golpe foi aplicado após a empresária realizar compras por meio da internet em um perfil de comercialização de itens de luxo no instagram, ao verificar a loja em uma rede social, em uma conta com milhares de seguidores, negociou mercadorias com o possível golpista por aplicativo de mensagens.

Assim, após a escolha das mercadorias, a empresária realizou um Pix no valor de R$ 2.500,00 (dois mil e quinhentos), por meio de chave aleatória que tem como titular o referido vendedor. Posteriormente, eles chegaram a negociar, inclusive, o meio de entrega.

Ao analisar o pedido, a magistrada fundamentou que: os documentos trazidos pela parte autora e as recentes notícias de aplicação de golpes nesta modalidade, em larga escala, evidenciam a probabilidade do direito alegado, merecendo destaque o comprovante da transferência realizada em favor da provável golpista e o boletim de ocorrência juntado aos autos.

Por outro lado, o perigo da demora é evidente, pois a ausência de bloqueio dos valores nas contas da beneficiária, mediante fraude, poderá colocar  em risco o resultado útil do processo, haja vista que indivíduos dados a estas práticas normalmente esvaziam suas contas bancárias e ocultam patrimônio.”

O número de golpes cibernéticos cresce a cada dia no país, por isso o escritório recomenda alguns passos caso você veja a ser vítima:

LEMBRE-SE após sofrer um golpe tome providências o mais rápido possível:

1º Procure uma delegacia e registre um Boletim de Ocorrência (pode ser feito online também);

2º Entre em Contato com sua instituição bancária tente cancelar a transferência ou estornar o PIX;

3º Entre em contato com um advogado;

Tome as precauções devidas, informe seus parentes sobre os possíveis golpes que existam na praça e toda cautela é pouca.

Manoel Pereira Machado Neto (@advmanoelneto) é advogado no escritório MM Advogados Associados (@mmeassociados).

O que você achou desse conteúdo? Participe com sua Reaction abaixo:

0/Comentários

Agradecemos pelo seu comentário!

Anterior Próxima