Candidato reprovado na inspeção médica pode seguir em concurso da Aeronáutica

Via @consultor_juridico | Para "evitar tumulto administrativo e dano aos demais participantes do certame", o ministro Jorge Mussi, vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça, garantiu, em liminar, a participação de um candidato no teste de aptidão física de um exame de seleção da Aeronáutica.

O homem foi aprovado nas primeiras etapas do concurso, mas foi preliminarmente reprovado na inspeção de saúde. A banca pediu que ele apresentasse laudo psiquiátrico.

O documento trazido concluía que não havia contraindicação à sua permanência no concurso. Mesmo assim, a banca o considerou inapto para seguir na seleção e participar do teste de aptidão física.

Mussi destacou que a prova está agendada para data próxima. Também enfatizou que o candidato cumpriu a determinação da banca e apresentou parecer médico favorável.

O magistrado ainda ressaltou que a liminar não causaria prejuízo à posterior análise de mérito do caso. O mandado de segurança será julgado pela 1ª Seção da corte, sob relatoria do ministro Benedito Gonçalves. Com informações da assessoria de imprensa do STJ.

Clique aqui para ler a decisão

MS 28.776

Fonte: ConJur

O que você achou desse conteúdo? Participe com sua Reaction abaixo:

0/Comentários

Agradecemos pelo seu comentário!

Anterior Próxima