Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Quero seguir carreira acadêmica em Direito. Quais são os próximos passos?

goo.gl/lAsMcQ | O Direito é uma formação que oferece ao graduado amplas possibilidades de estruturar uma carreira diversificada e bem-sucedida. Confira essas dicas e repasse-as para os amigos interessados.

De modo geral, o graduado na ciência jurídica deve, por primazia, zelar pela aplicação das normas jurídicas vigentes no país e cuidar da harmonia das relações entre os cidadãos, as empresas e o poder público entre si. Mas não é apenas seguindo a carreira da advocacia ou de uma das funções jurídicas do Estado, como o Promotor ou o Juiz, que se pode colocar esses preceitos em prática – há a possibilidade de atuar como docente e pesquisador do Direito. Você se interessa por esse contexto? Então descubra a seguir como poderá prosseguir na área acadêmica!

O que significa ter uma carreira acadêmica?

Há diferentes caminhos para os graduados em qualquer área, mas no Direito essa assertiva toma novas perspectivas. O graduado pode trabalhar na área privada ou pública, em diversas funções, e ainda pode determinar sua área de atuação, do Direito Administrativo ou Civil ao Direito Penal ou Trabalhista. Mas a carreira acadêmica nivela uma autonomia e um dinamismo que poucas carreiras oferecem, porque envolve aulas, pesquisas, análises de campo e muito mais.

No Brasil, como na maior parte do mundo, a carreira acadêmica reúne duas vertentes: a docência, em geral ligada aos cursos de graduação e pós-graduação, através da qual o catedrático irá disseminar os conhecimentos adquiridos, e também a área de pesquisa propriamente dita, que cuida da produção e aplicação dos conhecimentos adquiridos. Vale a pena acrescentar que essas duas atividades são determinantes para a criação de novas tecnologias, inovações e reflexões de cunho sociocultural e econômico, o que é fator essencial para o desenvolvimento do país.

Como seguir na carreira acadêmica?

Estabelecer uma carreira acadêmica exige, antes de tudo, que o graduado continue estudando. Dessa forma, o primeiro passo é persistir nos estudos acadêmicos e fazer uma pós-graduação stricto sensu, ou seja, fazer Mestrado e Doutorado, no mínimo. Outros caminhos são possíveis, como as especializações e cursos de extensão de curta duração, mas os 2 ou 3 anos (em média) de Mestrado e os 4 ou 5 anos de Doutorado, podendo ser estendidos em cursos de pós-Doutoramento, serão de enorme importância para a sedimentação de uma carreira acadêmica bem-sucedida.

Logo ao conquistar a primeira especialização ou grau de Mestrado, o acadêmico já poderá fazer provas para concorrer aos quadros docentes das várias instituições de ensino superior. E quanto mais avançadas forem as titulações alcançadas, maiores as chances de o profissional conquistar ascensão no programa de cargos e salários das universidades.

Construção e consolidação da carreira

Dentro desses cursos, o estudante não apenas conhecerá os grandes autores do Direito com mais profundidade, mas se deparará com ideias e conceitos que poderá mesclar, confrontar e testar sua aplicação em diferentes contextos, trazendo benefícios tanto para a sociedade atual quanto para pesquisas futuras em várias áreas. Além disso, será viável estabelecer novos ciclos de contatos, com professores brasileiros e estrangeiros, abrindo as portas para o crescimento pessoal e profissional.

Mas é importante lembrar que não bastam as titulações para se construir uma carreira acadêmica de sucesso. Além disso, o acadêmico deverá aprender a desenvolver certas habilidades, como sua capacidade de análise e de investigação científica, a destreza para a comunicação oral e a desenvoltura para a produção de textos lógicos e bem estruturados.

Com a criação de novas Universidades de Direito e com a própria dinâmica das cadeiras nas instituições já existentes, a demanda por professores é sempre constante. E a flexibilidade da carreira é tão notável que o profissional não precisará se afastar de vez da prática advocatícia, se não quiser. Além de se envolver com aulas e pesquisas, o professor poderá, por exemplo, trabalhar como advogado correspondente nas horas vagas, conseguindo um complemento de renda e ainda obtendo experiência prática na área que escolher para atuar. E você, já considerava seguir a carreira acadêmica? Já sabia que esse caminho também poderia ser conciliado com a advocacia correspondente? Comente e nos conte sua opinião!

Fonte: blog juriscorrespondente

2 comentários :

  1. Em média qual a remuneração de um professor de inicio, na graduação

    ResponderExcluir
  2. Olá!

    Meu nome é Eliane Carreira, sou Advogada, tenho dedicado parte do meu tempo em montar um trabalho especificamente para ajudar os Advogados Iniciantes.

    Esta iniciativa deu-se por empatia, à enorme dificuldade que os jovens advogados tem enfrentado diante de incertezas, despreparo e até da insegurança para o desafio da profissão. O que, inclusive, também já percebo nos Estudantes de Direito que já estão pra se formar.

    Somando-se este preocupação, este trabalho que realizo, mais o entusiasmo que adquiri, criei o I CONADVIN – Primeiro Congresso Nacional dos Primeiros Passos do Advogado Iniciante que acontecerá do dia 25 a 31 de julho de 2016.

    As Inscrições serão por tempo limitado no site www.conadvin.com.br

    Estou tendo apoio de diversas pessoas e com isso, já temos inúmeros palestrantes confirmados com temas muito importantes para os Advogados Iniciantes. Veja no site do Congresso www.conadvin.com.br os palestrantes e seus temas.

    Meu desejo é de ser a ponte que faltava a esses profissionais que se sentem inseguros e despreparados para não desistirem da profissão, superem suas dificuldades e façam o seu melhor pelos seus clientes, lutando para que a justiça se faça na vida das pessoas.

    O Propósito do Congresso é: “Este Congresso ajudará muitos advogados iniciantes a superar todas as enormes dúvidas e dificuldades de início de carreira. E servirá como uma força, apoio e incentivo para mostrar que eles podem ser advogados apaixonados pelo que fazem, sem medos, sem incertezas e sem se sentirem inseguros, mas com coragem, ousadia, determinação e atitude.”

    O congresso será transmitido GRATUITAMENTE nos dias 25 à 31 de Julho pela internet a quantos possam interessar. Nossa meta é de chegarmos a 10.000 participantes e um resultado extraordinário será 75.000 expectadores online.

    Independente de qualquer número, meu propósito maior é transformar a vida de todos os expectadores através da experiência de profissionais reconhecidos.

    Grande abraço.
    Dra. Eliane Carreira (organizadora)
    www.conadvin.com.br

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo seu comentário!