OAB como consegui minha aprovação na 1ª fase passo a passo - Por Luciene Souza

Nenhum comentário
goo.gl/sXbMxU | Neste artigo eu compartilho um pouquinho da minha trajetória e forma de estudo utilizadas para conseguir a aprovação no Exame de Ordem – OAB. São dicas com o passo a passo que utilizei para chegar lá. Falo sobre os recursos e livros que utilizei.Espere que gostem! Aproveitem e deixem que outras pessoas aproveitem também, compartilhando o artigo.

A noite estava maravilhosa, era 27 de julho de 2017. Eu ainda estava meio sem acreditar, afinal eu havia esperado longo seis anos, sim eu disse seis anos, foi o tempo que levei para concluir minha graduação em Direito. Muitas idas e vindas, muito sacrifício, incontáveis dificuldades.

Mas foi exatamente neste dia que novamente eu tomava mais uma decisão e traçava meu próximo objetivo, que era enfrentar a prova da OAB. Até aqui eu via o exame sem muito significado, apesar de ter tentado por pura curiosidade para testar meus conhecimentos no ano anterior, ainda no 8º semestre, chegando aos 39 pontos, eu não conseguia acreditar ser necessário ter essa carteira. Passado esse susto de ter chegado a essa pontuação inesperada, eu resolvi me dedicar exclusivamente ao desenvolvimento da minha monografia e se resolvesse tentar novamente seria apenas após a minha diplomação. E assim segui.

A Decisão


Voltando ao ponto, foi na noite da minha colação de grau que a OAB se vez presente em minha trajetória de estudos novamente, um colega me contara com tanto entusiasmo sua aprovação na OAB ele estava extremamente feliz, eu ainda estava inebriada com a sensação da conquista daquele momento, minha formatura, mas por uns instantes indaguei a ele como havia conseguido tão rápido.

Aquela empolgação do rapaz fez nascer em mim a vontade de enfrentar mais esse desafio, pois naquele pouco espaço de tempo ele me falou dos imensos pontos positivos em se ter a carteira da Ordem, mesmo para quem já é servidor público, como no meu caso, foi aí que ele me falou sobre a utilização de um aplicativo, deste tratarei mais adiante.

Eu precisava encarar mais essa etapa, e foi justamente o que eu fiz. Saí dali com outra visão, feliz por ser graduada e com uma nova missão. Eu DECIDÍ! E sempre foi assim, sem medo e crendo que tudo na vida é oportunidade eu novamente DECIDí , esse primeiro passo é o que considero mais importante, decidir sempre funcionou para mim, me faz traçar metas e buscar com persistência um objetivo qualquer, é como quando você abre os olhos pela manhã e decide levantar da cama, tomar um bom café e aproveitar o dia, sem o primeiro passo de decidir levantar nada seria possível. Pense nisso.

Conhecendo a Prova


Dias depois, passada toda a euforia do evento da colação de grau, um sentimento inesquecível, fui pra internet consultar o site da FGV, a aplicadora do Exame de Ordem e baixei o edital e a prova do exame anterior, afinal eu precisava saber o meu grau de dificuldade com os assuntos que seriam cobrados, pois muita alteração legislativa havia ocorrido no ultimo ano, resolvi a prova toda, conquistando uns míseros 28 pontos, mas não me desesperei o intuito era apenas conhecer a prova. Aí pronto! Pro momento estava bom, já sabia o que eu iria enfrentar e quais os pontos de estudo, matérias, eu precisava melhorar.

A escolha do material


Bom, após dar uma olhada no edital e ter imprimido a prova do exame anterior e respondido, sabia que precisava juntar meu material didático, que por sinal o que eu tinha disponível em casa estava todo desatualizado. Então, comprei a bíblia do estudante de Direito, mais conhecido como “Vade Mecum”, já adiantando na primeira fase cai muita letra de lei, mas isso eu só descobri, porque baixei e fiz a prova, lembra? Eu comprei o da Saraiva, pois estava mais acostumada com a escrita e estruturação dos índices, pois havia utilizado em toda minha graduação e isso eu considero muito importante, principalmente para a segunda fase, o estudante precisa ter intimidade com o seu material, e mudar de imediato não considero uma boa estratégia.

Só o “ Vade Mecum” não resolveria minhas necessidades eu precisava recapitular os pontos importantes da doutrina, foi aí que busquei na internet dicas de estudo e de livros, mas pra mim nunca foi suficiente eu preciso ter um contato direto com o meu material, preciso me identificar com os livros que vou manusear, sempre foi assim. Achei na internet a coleção chamada Revisaço OAB 1ª fase, valeu muito a pena, e de cara me identifiquei, então fui buscar na livraria e me apaixonei, tinha tudo que eu precisava, resumos e inclusive questões comentadas, aqui peço cuidado, os comentários ajudam, mas não deixe de fazer as provas e só depois fazer uso deles, para não se enganar, pois prova é prática e prática e prática, desculpe a redundância, mas é para te ajudar.

Até aqui eu já tinha a legislação, o resumo da doutrina, agora eu entendia que precisava memorizar e treinar baixei todas as provas dos exames anteriores, e busquei informações sobre aquele aplicativo, utilizado pelo meu colega, lembra? Esse aplicativo me foi muito útil, pois eu tenho uma vida um tanto atarefada, trabalho, casa, filhos, marido, ele me trouxe praticidade, utilizando ele eu pude aproveitar todo espaço de tempo disponível, no ônibus a caminho do trabalho, lavando louça, enfim, fazendo outras atividades e estudando ao mesmo tempo, com um celular e uma taxa de R$30,00 eu tinha a minha disposição aulas com resolução de questões, resumos e treino tudo on line. Acredite foi ótimo. O aplicativo é o OAB de bolso, não ganho pra fazer propaganda, mas deu tão certo pra mim que super indico. Eu também adquiri um curso do Supremo Concurso, muito bom também, mas nele só acompanhei algumas aulas de Ética e Processo Civil, pois eu não tinha tempo, me apoiou melhor na segunda fase, para esse momento achei o OAB de bolso mais prático.

Mãos à obra


Pronto! Eu já tinha todo material que precisava, agora era dedicação, algo que só dependeria de mim. Criei um cronograma de estudos, seguindo o edital e a própria disposição de assuntos do livro Revisaço que havia adquirido, entretanto, esclareço um detalhe não estudei todas as matérias, acho desnecessário, minha opinião apenas, mas achava mais proveitoso priorizar as matérias que me ajudariam na segunda fase e que eu possuía maior afinidade, como: Constitucional, Civil, Processo Civil, Trabalho, Processo Penal, Consumidor, ECA, passadinha rápida por Ambiental e Tributário, e claro Estatuto da OAB que não só cai na prova, despenca! Essa foi a minha estratégia, e deu certo.

Com relação ao tempo de estudo diário ao menos 3 horas por dia eu estudava, normalmente conseguia estudar em ciclos de 30 minutos, por conta das outras atividades que precisava realizar, ouvia muito as aulas do aplicativo e fazia muitas questões, um detalhe importante eu escolhi o dia de sábado para refazer as provas, era sagrado mesmo que não conseguisse cumprir o estudo da teoria eu fazia a prova todo sábado por completa, como disse tinha todos os exames anteriores impressos.

No dia da prova


Na ultima semana que antecedia a prova eu só lia e relia o revia as aulas de questões do aplicativo no celular. No dia anterior a prova descansei, não sai de casa pra nada apenas relaxei assistindo filmes de comédia com a família e dormi cedo.

No dia da prova procurei chegar cedo no local da prova, fiz um almoço leve e levei apenas água e algumas guloseimas para me dar energia .

Enfim, a decisão de fazer a prova e o esforço nos estudos diários valeram a pena realizei o exame XXIV em 19/11/2017 e nesse mesmo dia por volta das 23 horas eu já sabia o resultado da primeira fase, fiz 51 pontos, o suficiente pra mim, já que o mínimo é 40 pontos.

É uma prova extensa e os comentários externos de pessoas que não conseguiram, passar as vezes assusta a gente, mas fique tranqüilo não tem como dá errado tudo que você estudou nos 5 anos de graduação está guardado na sua mente você só precisa reativá-los. Tenha coragem, tenha fé e se você se dedicou ao seu material e utilizou uma estratégia de estudos que te traga maior proveito, a sua aprovação é o resultado sem medo de errar.

De maneira bem resumida eu te indicaria os seguintes passos


  • Decida encarar a prova
  • Conheça o edital e as provas anteriores
  • Escolha o material mais adequado ao seu estilo
  • Crie um roteiro de estudos e mãos à obra
  • No dia da prova tenha tranqüilidade


O último passo e não menos importante, conseguindo a vitória comemore e agradeça muito, isso lhe trará recordações valiosas que te impulsionarão a seguir sempre em frente e disposto a alcançar novos objetivos. Incentive e compartilhe sua experiência com outras pessoas que estão passando por esse momento e se possível ajude-as a chegar lá também, tudo de bom que a gente faz sempre volta, mesmo que em pequenas alegrias do dia dia que as vezes deixamos de enxergar.

Espero que essas dicas te ajudem com a preparação para o Exame de Ordem e que com elas você consiga sucesso, nesse seu objetivo. Pretendo numa próxima postagem relatar meu passo a passo para a segunda fase do exame também, até lá. Se foi útil pra você, por gentileza compartilhe este artigo e também deixe seu comentário aqui.

Obrigada!

__________________________


Luciene Souza
Advocacia Previdenciária e Civil (Família e Sucessões)
Luciene Souza |Advogada e Servidora Pública. Criadora do Blog “blogandodireitoejustiça”. Formada pelo Centro Universitário – UNIEURO. Tem paixão pelo Direito e se considera uma eterna estudante. Site: lucienesouza.adv.br
Fonte: Jus Brasil

Nenhum comentário

Postar um comentário

Agradecemos pelo seu comentário!