'Mereceu ser morta!': OAB se manifesta sobre polêmica envolvendo estudantes de Direito

13 comentários
goo.gl/etybMX | A OAB de Cascavel se manifestou sobre a polêmica envolvendo mensagens publicadas em um grupo de Whastsapp que une estudantes de direito de uma faculdade de Cascavel.

Nas mensagens, ao comentar a morte da também advogada Tatiane Spitzner, ocorrida no último mês, acadêmicos afirmam que feminicídio não existe, que mulheres são culpados por estupros, que se ela foi assassinada mereceu morrer e que lugar de mulher é rezando, lavando louça e cuidando dos filhos.

O presidente da OAB, Charles Duvoisin, entende que a postura dos acadêmicos foi imatura e prejudicial.

“Sabemos que o machismo está enraizado dentro de alguns lares, mas ele vai contra um direito fundamental, que é a liberdade da mulher. Quem fala isso não tem noção da vida em sociedade e da importância da mulher”.


Charles relata que os advogados  precisam seguir um estatuto com diretrizes éticas, mas não é papel da OAB agir quando se trata de profissionais em formação. Ele lembra, no entanto, que os responsáveis podem responder criminalmente mediante representação ou que a própria instituição de ensino pode agir de acordo com suas normas internas.

Veja a nota emitida pela entidade

NOTA DE REPÚDIO

Em atenção à matéria veiculada no portal de notícias CGN no dia 16 de agosto de 2018, a Subseção da Ordem dos Advogados de Cascavel vem a público manifestar e, de plano, repudiar o fato ocorrido envolvendo alguns alunos do curso de Direito de uma faculdade particular de Cascavel, os quais fizeram comentários eivados de preconceito, com conotações machistas e totalmente desarrazoados, em um grupo de WhatsApp, envolvendo o caso da advogada Tatiane Spitzner, cuja morte está sendo investigada junto à Comarca de Guarapuava, tendo como principal suspeito seu marido.  

Os comentários ofendem não só a figura da mulher advogada, mas a todos que compõem nossa sociedade.

A OAB há muito hasteia a bandeira do respeito mútuo, da harmonia social e da preservação dos direitos fundamentais, inseridos no artigo 5º da nossa Constituição Federal. É lamentável nos depararmos com situações em que um estudante de Direito, em rede social, venha a tecer comentários tendentes a banalizar a violência sofrida pela advogada supramencionada, ou ainda, culpando-a pelos grotescos atos praticados pelo parceiro.
                       
O desrespeito à condição de gênero é um ato de agressão a toda mulher, sendo ela advogada ou não, e merece o mais duro e veemente repúdio. Traduz-se em ato truculento, reacionário, que causa ultraje e fere o Estado Democrático de Direito, pelo qual tanto lutamos.
                   
DIRETORIA DA OAB CASCAVEL
COMISSÃO DA MULHER ADVOGADA DA OAB DE CASCAVEL


__________________

Mariana Lioto
CGN
Fonte: cgn.inf.br

13 comentários

  1. Richard Guimarães17/8/18 14:10

    Por essa razão, que vemos alguns advogados tão pobre de espírito e com atitudes fúteis após se formarem. Lamentável. Deveria existir um exame de aptidão de personalidade para avaliar melhor, o perfil dos que desejam advogar.

    ResponderExcluir
  2. Tatiana Ferreira17/8/18 15:04

    Umas pessoas dessas não deveriam nem estar estudando direito. A quem pretendem advogar? Só aos homens? Que espécies de advogados se tornarão? Lamentável.

    ResponderExcluir
  3. Jesus christo, esses imbecis não cooperam com a nossa imagem

    ResponderExcluir
  4. Fico pensando... se fosse a mãe deles... as irmãs...será que ainda assim diriam isso?

    ResponderExcluir
  5. Por mais absurdo que seja, "é livre a manifestação do pensamento sendo vedado o anonimato" (CF88, art 5, Inciso IV)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A liberdade de expressão e de manifestação do pensamento não são absolutas, uma vez que encontram limites no Texto Constitucional , que não tolera a violação à honra das pessoas. 5. O descumprimento aos arts. 57-D e 57-F da Lei nº 9.504 /97 acarreta a imposição de pena pecuniária.

      Excluir
    2. Cleider, liberdade de Expressão existe, mas vai dizer o que pensa! Pior ainda, um estudante do próprio (Direito)...Pobre coitado vc!

      Excluir
  6. Lugar de mulher é onde ela quiser...

    ResponderExcluir
  7. Vergonhoso....imaginem esses estudantes diplomados...

    ResponderExcluir
  8. Esses estudantes são verdadeiros imbecis e estão fazendo o curso errado. A colega advogada era um ser humano que tem o direito a vida como qualquer outra pessoa. Estar casado é uma opção e não uma imposição. O machismo reina no entendimento de idiotas que acham que são melhores que os outros.

    ResponderExcluir
  9. I really appreciate the kind of topics you post here. Thanks for sharing us a great information that is actually helpful. Good day!

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo seu comentário!