Processado: 'Não vou mais pagar pensão para meu filho', diz humorista do Pânico

5 comentários
goo.gl/mHo3s9 | O humorista Carlinhos Silva, 38, mais conhecido por seu personagem Mendigo no programa Pânico (2003-2007 e 2015-2017), usou as redes sociais no começo desta semana para comentar sobre o processo movido pela ex-mulher de pensão alimentícia para seu filho de sete anos.

"Meu filho tem que ser feliz, estudar, comer e brincar. Se não tivesse dinheiro, se não trabalhasse, eu não teria direito de ser pai? O amor que teria que dar ao meu filho, eu teria que comprar?", disse o humorista em seu Insta Stories (ferramenta de compartilhamento de imagens que desaparecem em 24 horas).

Em entrevista ao programa Câmera Record deste domingo (23), Carlinhos afirmou que não paga pensão alimentícia para o filho e que não pretende efetuar o pagamento. "Se for para ser preso, eu vou, mas não vou mais pagar pensão para não ver meu filho. Não tenho medo de cadeia. Criança virou um bem. Mesmo se eu tivesse [dinheiro], não iria pagar, a não ser que ela pague o tempo que perdi com meu filho."

A ex-mulher Aline Hauck, segundo o humorista, estaria dificultando as visitas de Carlinhos Silva ao filho. No vídeo gravado em seu perfil no Instagram, ele afirma que cada um dos dois tem suas razões e que há três tipos de pensão: "pensão, a pensão que o pai pode pagar e a pensão que a mãe quer receber".

"Só para vocês entenderem o amor que a mãe do meu filho quer que eu dê. Ela se preocupa muito com amor. Tanto amor que ela entrou na Justiça pedindo meus bens, penhorou meu apartamento", disse o humorista.

Já a ex-assistente de palco Aline Hauck usou suas redes sociais para se defender. Ela afirmou que o humorista nunca pagou pensão. "Desde quando eu decido alguma coisa. Existe Justiça para isso", disse em seu Insta Stories. "Enquanto ele deve estar na academia dele, na vida maravilhosa dele, estarei aqui cuidando dos meus filhos. [...] Não vou expor meu filho a sociedade hoje porque as pessoas são maldosas."

O ex-participante de A Fazenda, reality show da Record, afirmou ter um irmão preso há 12 anos no presídio de segurança máxima de Presidente Bernardes, no interior de São Paulo. Ele contou que só descobriu sobre o caso depois que foi eliminado da primeira edição do reality da Record, em 2009.  "Ele está sendo acusado de quádruplo homicídio [...] A acusação diz que foi ele, só que tem várias evidências de que não foi." Com informações da Folhapress.




Fonte: www.noticiasaominuto.com.br

5 comentários

  1. A e ele vive de amor é, não come, não veste, não vai à escola. Ah me poupe, isso aí p mim não é homem, é uma bosta no meio da sociedade que fede e merece ir p o esgoto!

    ResponderExcluir
  2. Muitas pessoas tem dificuldades de interpretação, então vou interpretar para vc, ok?
    O que ele quis dizer é que não vai pagar pensão se não tem nem o direito de ver o filho, pois a ex-mulher dificulta as visitas do pai, ou seja, ela só quer saber se ele vai pagar pensão e não de dar amor ao filho.

    ResponderExcluir
  3. Ou você faz hate speech ou você interpreta, né...!
    É igual a assoviar mascando chiclete.
    Ou pensar antes de falar besteira...

    ResponderExcluir
  4. Desculpa de homem sem caráter.
    Se não consegue ver o filho, existe ação na justiça para lhe assistir o direito. Você processa ela por não deixar ver o seu filho, você ganha e o juiz vai estipular os dias de visita. Se ela continuar proibindo, mesmo com uma ordem judicial, você faz um B.O. contra ela e a processa novamente. Então assim você coloca ela no lugar dela.
    A pensão alimentícia é um "direito filho" e não da ex-esposa.
    Amor não paga o tênis que o garoto usa para ir à escola... Amor não paga mensalidade da escola... Amor não põe comida boa na mesa e nem paga os joguinhos que o garoto deve jogar no tablet. Amor é poder proporcionar tudo isso e mais um pouco. Se estivéssemos falando de um pobre coitado... até mesmo um mendigo de verdade dividiria as suas moedas conquistadas no farol para ajudar a sustentar um filho.
    Lamentável a atitude de um velho personagem chamado "Mendigo" que tendo boas condições financeiras incorpora o personagem para ser mendigo ao próprio filho.

    ResponderExcluir
  5. incrivel a arrogância de muita gente.
    Aos que são advogados, todos sabemos que É COMUM a ex dificultar a visitação do pai por motivos de raiva contra o pai da criança. Pode ser que essa é uma situação dessa. Pode ser que não. Nenhum de nós, meros observadores TEM CAPACIDADE PARA JULGAR O CIDADÃO. Cresçam crianças e aprendam que nem tudo é o que a mente de vocês quer que seja.

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo seu comentário!