Acompanhe o novo site direitonews.com.br

Impeachment de Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Alexandre de Moraes pode avançar no Senado

11 comentários
bit.ly/2GA5e1P | A presidência do Senado Federal deve receber nesta semana o pedido de impeachment dos ministros Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), e do ministro Alexandre de Moraes. Após angariar apoio, o pedido se estendeu a um outro ministro da suprema corte: Gilmar Mendes. O autor da solicitação, o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), deve protocolar o documento na Secretaria-Geral da Mesa nos próximos dias. 

Diversos senadores se manifestaram em apoio ao senador sergipano. Dentre os apoiadores estão os senadores Luis Carlos Heinze (PP-RS), Marcos Do Val (Cidadania-ES), Fabiano Contarato (Rede-ES), Jorge Kajuru (PSB-GO) e Styvenson Valentim (Podemos-RN). Alguns dos senadores enfatizaram a necessidade de ser realizada uma “varredura” no comportamento de integrantes do Poder Judiciário, ao protocolarem a abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre os trabalhos do judiciário, popularmente conhecida como “CPI da Lava-Toga”.

O presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP), tentava achar uma solução para a CPI para diminuir a tensão entre os dois poderes. No entanto, após o STF impedir a veiculação da Revista Crusoé na última semana, na qual havia uma reportagem sobre a participação do presidente do STF na Lava-Jato, reforçaram o pedido de impedimento de integrantes da suprema corte.

Para o documento de impeachment ser protocolado na Secretaria-Geral da Mesa do Senado Federal, é necessário realizar o reconhecimento em cartório das assinaturas dos senadores. Até o momento não há previsão de quando esse procedimento será concluído.

Ao se manifestar sobre o pedido de impeachment, o senador sergipano ressaltou que os parlamentares não aceitam mais as infrações cometidas por agentes públicos, sobretudo aqueles que se intitulam os guardiões da Constituição Federal. “Diversos senadores não aceitam mais o abuso de autoridade, a crescente prática de Crimes de Responsabilidade de ministros da Suprema Corte. E o caminho previsto na nossa legislação é buscar o impeachment pelo Senado da República”, defendeu Alessandro Vieira.

Da redação (Justiça Em Foco) por Mário Benisti. Foto: Agência Senado Flickr. - segunda, 22 de abril de 2019

Fonte: www.justicaemfoco.com.br

11 comentários

  1. E Levandowisk? Esse tem que espirrar também

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois que estes três ministros forem expulsos do STF, os outros colocarão as barbas de molho. Colocarão as violas no saco e ficarão de vara curta.

      Excluir
    2. Tem que aproveitar e incluir Marco Aurelio como tambem o Levandoski. FAZER LIMPEZA no STF, com urgência

      Excluir
  2. Se de fato acontecer, será um largo para moralizar o judiciário. Tenho nojo desses 3 pilantras. ,





    ResponderExcluir
  3. Gilmar de boa em Portugal ...

    PROMOVENDO O "Fórum Jurídico de Lisboa", COM DINHEIRO PÚBLICO, CERCA DE 2,5 MILHÕES, ATRAVÉS DO "Instituto Brasiliense de Direito Público", FUNDADO POR ELE, GILMAR MENDES!!!!

    ResponderExcluir
  4. Já está na hora de acabar com essa vergonha,até qdo vao levar está vergonha,CHEGAAAAAAAAA!

    ResponderExcluir
  5. Chega de fazer o Brasil passar vergonha, estamos precisando de mudar esse STF com urgência.

    ResponderExcluir
  6. Essa corja de vermes tem... não somente ser enchotada do STF,como apodrecer na papuda!!! Vagabundos corruptos nojentos!!!

    ResponderExcluir
  7. Não suportamos mais essa quadrilha rasgando a constituição e aterrorizando o povo ! CHEGAAA ! Lugar de marginal é na cadeia , não na suprema corte do Brasil !!!

    ResponderExcluir
  8. Não suportamos mais essa quadrilha rasgando a constituição e aterrorizando o povo ! CHEGAAA ! Lugar de marginal é na cadeia , não na suprema corte do Brasil !!!

    ResponderExcluir
  9. Se isso acontecer,o brasil vai chorar de emoção!!kkkk

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo seu comentário!