Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Economia de R$ 600 milhões: Governo Federal quer acabar com auxílio-reclusão para presos

goo.gl/cux56D | O governo de Michel Temer estuda acabar com o auxílio-reclusão, que é concedido às famílias de presidiários que contribuem para o INSS. A medida gerará uma economia de R$ 600 milhões em 2018, segundo cálculos do Ministério da Fazenda, qual a Coluna teve acesso.

Presidente Michel Temer estuda acabar com o auxílio-reclusão

A proposta ainda está em fase de estudo pelo governo, mas é defendida por ministros pela economia gerada em um momento de crise como o que o País está passando. “Não é pra fazer caixa. Isso é um absurdo. Na situação que o país está? Benefício para preso?”, diz um ministro.

A proposta de modificação no benefício será encaminhada pelo governo por meio de uma PEC, que precisa ser aprovada pelo Congresso.

Fonte: Estadão

6 comentários :

  1. Vai acabar? ok!
    O que vai ser feito com o dinheiro? Vamos deixar de ajudar as famílias para financiar campanhas?
    Concordo em acabar com o auxílio. Mas vamos transformar estes seiscentos milhões em 60 penitenciárias (acho pouco provável esse numero tão grande, resta pouco para desviar), mas que seja 30 já é um bom número.

    ResponderExcluir
  2. Já era para ter acabado a tempo✋��

    ResponderExcluir
  3. legal né... corta o benefício para as famílias daqueles que contribuíram para com o inss... e depois? Vão cortar também os benefícios como LOAS? Vão cortar as pensões para os familiares do contribuinte que faleceu cedo? É sabido que o auxílio reclusão NÃO é para o preso, e sim para o familiar do detento que no momento da condenação era contribuinte... esse 'ministro' precisa dar uma lida na legislação previdenciária.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá achando ruim? Vai sustentar um presidiário dentro da tua casa !

      Excluir
    2. o beneficio não é para o preso.

      Excluir

Agradecemos pelo seu comentário!