Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

'Eu acredito na Justiça. Vamos mostrar que foi legítima defesa', declara Ana Hickmann

goo.gl/hUY8a8 | A apresentadora Ana Hickmann fez um desabafo neste domingo (10) e declarou estar revoltada com o indiciamento do cunhado Gustavo Henrique Bello Correa por homicídio doloso. Ele matou um fã de Hickmann, que invadiu um quarto de hotel e disparou em direção a ela.

"Que homem em sã consciência, vendo as pessoas que ele ama sendo alvejadas, não ia tomar uma atitude? (...) Ou ia assistir de camarote todo mundo morrer?", questionou. "Agora a gente que é culpado? A gente buscou isso? (...) Ele não é culpado, ele é meu herói. Ele salvou a minha vida", prosseguiu.

Apesar da revolta, a apresentador declarou em entrevista ao programa Domingo Espetacular, da TV Record, que continua acreditando na Justiça. "Eu acredito na Justiça. A gente vai mostrar que foi legítima defesa".

Desde quinta-feira (7), quando a Justiça mineira acatou o indiciamento de Correa por homicídio doloso - quando há a intenção de se cometer o crime -, a apresentou disse viver um turbilhão de sentimentos. "É o medo que não passa, que não sei quando vai passar. Indignação, porque a gente não pediu pra isso acontecer (...) De revolta, de pessoas de bem, que só quiseram defender a sua vida", lamentou.

O marido de Hickmann, Alexandre Correa confessou que pensou em mudar de país. Por causa do atentado, a rotina da família também foi alterada. A segurança foi reforçada e as aparições públicas acontecem em menor proporção.

Dor

A cunhada da apresentadora, Giovana Oliveira, também participou da entrevista e relatou que continua com a bala alojada na perna. "Eu tenho a bala alojada e vou continuar com ela alojada pelo resto da vida. Ele (Correa) não fez nada errado. Ele fez a única coisa que podia fazer", defendeu.



Indiciamento

A Justiça acatou denúncia por homicídio doloso - quando há a intenção de se cometer o crime - apresentada pelo Ministério Público de Minas Gerais contra o cunhado da apresentadora Ana Hickmann, Gustavo Henrique Bello Correa.

Na tarde de 21 de maio, Correa matou Rodrigo Augusto de Pádua, fã da apresentadora que invadiu o quarto de hotel em Belo Horizonte onde a equipe de Hickmann estava hospedada com o objetivo de assassiná-la. O cunhado da apresentadora, agora réu, vai responder pelo crime e, ao final do processo, poderá ir a júri popular.

A denúncia apresentada pelo promotor Francisco de Assis Santiago tem como principal argumentação o fato de Pádua ter sido morto com três tiros na nuca. O inquérito da Polícia Civil apontou morte em legítima defesa e pediu o arquivamento do caso. Houve luta entre os dois antes de o invasor ser alvejado. Para o MP, no entanto, Correa realmente estava em legítima defesa, mas excedeu essa condição e praticou o homicídio intencionalmente.

A denúncia foi apresentada na quinta-feira (7), pela promotoria. Na sexta-feira (8), Ana Hickmann publicou nas redes sociais a palavra "Indignação" e o significado da palavra no dicionário: "revolta", "sentimento de oposição", "de cólera", "provocada por uma circunstância injusta, indigna ou revoltante"..

*Com informações de Estadão Conteúdo

Fonte: hojeemdia

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!