Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Justiça condena ex-delegado a pagar R$ 50 mil ao Estado por danos morais

goo.gl/2OJuSU | A Justiça de Penápolis (SP) condenou o delegado de polícia aposentado Nilvado Martins Coelho, de 60 anos, a pagar R$ 50 mil ao Estado por "manchar” a imagem da Polícia Civil. Segundo informações da polícia, ele foi preso em 2014 durante uma operação do Gaeco, o Grupo de Combate ao Crime Organizado.

De acordo com a polícia, as investigações apontaram que ele era o responsável pela liberação irregular de carros que estavam apreendidos no pátio da Ciretran. Os veículos eram vendidos e o ex-delegado receberia uma parte do dinheiro.

O ex-delegado continua preso em um presídio da Polícia Civil, em São Paulo. Ele foi condenado a prisão em processo criminal. Por telefone para a TV TEM a defesa do ex-delegado disse que ainda não foi notificada da decisão da Justiça.

Segundo a decisão, a Justiça quer que o ex-delegado pague o valor por danos morais ao Estado. O juiz entendeu que ao praticar todos os crimes quando era delegado da Polícia Civil, ele colocou em jogo a credibilidade da instituição. A decisão foi tomada com base em uma ação de improbidade administrativa proposta pelo Ministério Público.

A Justiça considerou que o ex-delegado é culpado por vários crimes como corrupção passiva, violação do sigilo profissional, falsidade ideológica, associação criminosa e prevaricação, quando o suspeito tenta tirar vantagem do cargo para ganhar dinheiro. A Justiça o condenou a mais de 14 anos de prisão.

Nivaldo Coelho era delegado titular de Birigui (SP), diretor da cadeia de Penápolis (SP) e também atuava na Ciretran da cidade. Após a prisão, ele perdeu o direito de ocupar cargos públicos e os direitos políticos.

Fonte: G1

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!