Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

McDonald's paga indenização de US$ 100 mil a funcionário demitido por ser HIV positivo

goo.gl/Hvp2Eu | O proprietário de uma franquia do McDonald’s, em Arkansas, nos Estados Unidos, foi condenado a pagar 103 mil dólares a um ex-funcionário demitido por ser HIV positivo.

O empregado não identificado recebeu apoio da U.S Equal Employment Opportunity Comission (Comissão de Igualdade e Oportunidades dos Estados Unidos) para entrar com a ação judicial contra a empresa, em julho deste ano. A comissão luta pelos direitos de trabalho da população LGBT no país.

O jovem havia sido contratado em 2014 e entre suas funções estavam a limpeza do restaurante, a operação do caixa, atendimento no Drive-Thru e abertura e fechamento do estabelecimento. Os problemas teriam começado em fevereiro de 2015, quando ele contou a um gerente que tinha interesse em um colega de trabalho, a quem havia dito que era soropositivo. Pouco tempo depois, ele foi demitido.

Além de errar com o tratamento direto com o funcionário na ocasião, a empresa foi questionada por exigir, em sua política, que os candidatos informassem o uso de medicamentos contínuos, o que viola a regulação do Americans with Disabilities Act (Americanos com deficiência, em tradução livre).

Por essas razões, a responsável pelo restaurante Mathews Management (que opera 34 McDonald’s, no Arkansas e em outros locaiso) foi condenada a pagar a indenização, oferecer formação adequada aos gerentes e rever as políticas internas da empresa.

Por Patrícia Guimarães
Fonte: ondda

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!