Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

O que é e quais são as vantagens da advocacia correspondente (para escritórios)

goo.gl/zSXJu2 | A advocacia correspondente vem se mostrando como uma das grandes estratégias de escritórios de advocacia que visam expansão e consolidação. Ela pode ser benéfica de duas maneiras para o escritório: ao contratar advogados correspondentes e, ainda, sendo o próprio correspondente.

Vamos explicar as vantagens que cada uma delas oferece e explicar um pouco mais sobre este tipo de serviço.

O que afinal faz um advogado de apoio?

Um advogado correspondente ou de apoio presta serviços jurídicos à distância, dando suporte a um escritório ou mesmo a um advogado autônomo que esteja à frente de uma determinada causa. Esse profissional subscreve as peças processuais juntamente com um advogado responsável e agiliza o andamento do processo praticando diligências.

A advocacia correspondente não tem contato direto com o cliente, nem responde diretamente pelos atos praticados em sua defesa, portanto, mesmo com um advogado correspondente à frente das diligências do processo, a responsabilidade continua sendo do advogado contratado.

O escritório como contratante do correspondente

Elaboração de peças jurídicas, participação em audiências e reuniões, atendimento a clientes e gerenciamento das demandas: o dia-a-dia de um escritório envolve inúmeras tarefas. Mas como organizar os compromissos de forma eficiente quando é preciso gerenciar diligências e ações que estão fisicamente longe de sua filial? Contratando um correspondente!

A contratação de um correspondente para realizar as diligências em outras cidades garante economia de tempo e de dinheiro. Um advogado correspondente traz agilidade e eficiência na prestação dos serviços jurídicos uma vez que evita que o profissional responsável pela causa precise se deslocar para resolver detalhes da ação. Assim ele pode usar o tempo ganho para se dedicar a outras demandas, reduzindo o custo de oportunidade.

A advocacia correspondente também elimina os custos financeiros destes deslocamentos, o que agrada não só ao escritório como ao cliente, já que esses gastos geralmente são repassados a ele. Vantajoso para todos os envolvidos!

O escritório como correspondente jurídico

Mas o seu escritório também pode estar do outro lado da moeda. Muitas pessoas acreditam que apenas advogados autônomos podem ser correspondentes, mas isto é um erro. Já parou pra pensar que muitas pessoas querem realizar diligências na cidade onde está a sua filial e que o seu escritório pode atuar neste segmento também sendo correspondente delas?

Pois é! Você pode criar um segmento de correspondência jurídica no seu escritório, com advogados prontos para realizar diligências para contratantes de outras cidades. Além de criar um networking ainda maior ao realizar serviços e criar laços com escritórios de outras cidades, será mais mais um braço para rentabilização e lucro.

Conclusão

O seu escritório pode trabalhar com as duas frentes. Tanto contratando correspondentes em outras cidades como ser um correspondente na cidade de sua filial. Nos dois ele terá mais lucratividade e aumento do seu networking.

Fonte: Blog Juris Correspondente

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!