Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Abusada sexualmente: advogado é preso suspeito de estuprar menina de 11 anos

goo.gl/jPg15H | Um advogado de 49 anos foi preso na tarde desta segunda-feira (10) quando chegava ao escritório em que trabalha, no Centro de Vitória. Ele é suspeito de estuprar uma menina de 11 anos no dia 7 de janeiro deste ano, na Serra.



Advogado suspeito de estupro no ES (Foto: Lara Rosado/Gazeta Online)

Segundo o delegado Lorenzo Pazolini, titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente, a vítima passeava na orla de Jacaraípe quando foi abordada pelo suspeito. Ela contou em depoimento que chegou a gritar ao perceber que corria perigo, mas não havia ninguém nas proximidades e acabou sendo forçada a entrar na casa do abusador.

A vítima contou à polícia que o criminoso a estuprou, o que foi confirmado pelo laudo do Departamento Médico Legal (DML), mas não soube dizer por quanto tempo ficou dentro da casa do advogado.

Depois de abusá-la, ele ainda ofereceu R$ 50 à menina e disse que, se ela quisesse, poderia voltar ao local.

Ao chegar em casa, a vítima contou sobre o ocorrido para a mãe, que fez a denúncia no dia seguinte. A família, que morava em Vila Nova de Colares, na Serra, se mudou para a Bahia por conta do trauma.

O advogado não teve o nome divulgado pela polícia pois ainda não foi identificado pessoalmente pela menina. O delegado explicou que enviou uma foto recente do suspeito e a menina confirmou que era ele o abusador, mas a família ainda virá ao Espírito Santo para fazer o reconhecimento.

'Sou inocente'

Segundo Lorenzo, a partir da denúncia e de mapas da região, a polícia descobriu qual era a casa e conseguiu identificar o proprietário. "A vítima constatou que o imóvel identificado pela polícia era o local do crime e reconheceu o abusador por foto", comenta.

Ao deixar a delegacia, o advogado afirmou que é inocente e que a denúncia de abuso sexual é uma mentira. O suspeito foi encaminhado para o quartel da Polícia Militar.

Por conta do estatuto da advocacia, o suspeito tem a prerrogativa de ficar os 30 dias da prisão provisória em uma sala de estado maior. Se ele for condenado pela Justiça, será encaminhado a um presídio comum.

Por Lara Rosado, Gazeta Online
Fonte: g1 globo

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!