Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Advogado que acusou desembargador de pedir propina de R$ 700 mil presta depoimento

goo.gl/5SHfJw | O advogado Felisberto Odilón Córdova prestou depoimento no Tribunal de Justiça de Santa Catarina no processo em que acusa o desembargador Eduardo Gallo de pedir propina de R$ 700 mil.

Segundo informou o TJ catarinense, trata-se de um procedimento preliminar para apurar as acusações e outras testemunhas ainda serão ouvidas. Uma decisão sobre o caso caberá ao Tribunal Pleno do TJ.

As acusações do advogado ao magistrado foram feitas no início de agosto, durante uma audiência de julgamento que foi gravada por um celular. As imagens foram divulgadas e viralizaram na internet,

“Isso aqui não é o Senado, isso aqui não é a Câmara dos Deputados, isso aqui é um tribunal de Justiça. E é preciso que a moralidade surja e que venha a tempo, e que a promotoria, inclusive, assuma a investigação desse processo”, afirmou o advogado, que ainda chamou o desembargador de “descarado”.

O advogado acusou o desembargador de ter recebido R$ 500 mil para dar uma decisão favorável à parte interessada. Córdoba disse que seu escritório recebeu uma “contraproposta” para cobrir a oferta com R$ 700 mil.



“Tudo está sendo nulo aqui”, disse exaltado. O processo em questão envolve uma disputa de R$ 35 milhões.  Chamado de “safado” e “vagabundo”, o desembargador Eduardo Gallo disse que estava havendo “nítido excesso” e pediu a prisão do advogado.

“Não vou admitir que um advogado me chame de vagabundo e vossa excelência não tome providência, nunca passei por isso em 25 anos de magistratura. Eu requeiro a prisão do advogado”, disse, enquanto Felisberto Córdova era retirado da sala por colegas.

Por Isabella Souto
Fonte: www.em.com.br

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!