Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

Advogada suspeita de exercer ilegalmente profissão de dentista é presa em Roraima

goo.gl/6p5q8w | Uma advogada venezuelana de 45 anos foi presa nesta quinta-feira (8) por suspeita de exercer ilegalmente a profissão de dentista em Boa Vista. Os atendimentos eram realizados em um consultório improvisado que funcionava na sala de uma residência no bairro Caimbé, zona Oeste da cidade.

Segundo a Polícia Civil, o Conselho Regional de Odontologia denunciou sobre o consultório ilegal na quinta-feira. No mesmo dia, agentes do 2º Distrito Policial foram ao local apurar o fato.

Os agentes se passaram por pacientes e a mulher, acompanhada do esposo e do filho, mostraram o local explicando sobre os serviços que eram feitos, entre eles, de ortodontia geral, colocação e manutenção de aparelhos e serviços de próteses.

O consultório improvisado foi montado em uma sala da casa. Os pacientes eram atendidos em uma poltrona comum. Lá os policiais encontraram seringas, alicates, pinças, broca, brackets para aparelhos, clareador de dentes e um banner com informações sobre os serviços.

Depois que os policias se identificaram, os suspeitos negaram a prática da ortodontia e afirmaram que só trabalhavam com próteses. Entretanto, conforme a polícia, esse serviço também é ilegal por ser de prática exclusiva de profissionais qualificados.



Material de dentista e banner foram apreendidos (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

"Conforme o material apreendido o perito constatou que eles exerciam as duas atividades", afirmou um agente do 2º DP. A polícia não soube dar informações sobre os preços dos serviços ou há quanto tempo a atividade ilegal ocorria no local.

De acordo com a Polícia Civil, o foco dos atendimentos eram mulheres venezuelanas que trabalham se prostituindo no bairro Caimbé.

A família e o material apreendido foram levados para a delegacia. Lá o delegado constatou que a mulher era a única responsável pela atividade. O esposo e filho da advogada foram ouvidos como testemunhas.

A suspeita foi liberada após a confecção de um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Ela irá responder à Justiça em liberdade.

Por G1 RR
Fonte: g1 globo

Nenhum comentário :

Agradecemos pelo seu comentário!