Notícias

Curiosidades

Dicas

Artigos

O dia em que descobri que nunca terei um terno 'Brooksfield' - Por Pedro Custódio

goo.gl/3UBsAH | Sabe aquela série Suits, da qual todo advogado fala? Com certeza você já deve ter visto por aí alguma foto do Harvey Specter, o advogado fodão interpretado por Gabriel Macht, sempre acompanhada de uma frase impactante do tipo: “faça o que é necessário ser feito até que você possa fazer o que quiser.”

Cara, confesso pra você que já me senti inspirado assistindo à série. Um escritório gigante, contratos e negociações milionárias, carros importados e um café nas ruas da cidade que nunca dorme. Sim, Nova York, aquela dos famosos táxis amarelos. Quem nunca?

Teve um momento da minha vida que percebi que querer ter sucesso ou ganhar muito dinheiro advogando, além de não ser fácil, não é diferente das dezenas de milhares de pessoas que se mudam para Los Angeles todos os anos com o sonho de ser ator ou atriz. A maioria dessas pessoas nunca se tornará estrelas.

Mas quem disse que temos que ser estrelas,?

Eu penso que o sucesso é relativo demais para você seguir apenas um padrão ou um conceito dele.

Quando passei na OAB, saí da casa dos meus pais com uma mão na frente e outra atrás. A única coisa que eu tinha era vontade de trabalhar e aprender. Entrei num escritório, bajulava os chefes, mas, quando eles iam tomar um café na cafeteria da esquina, não me convidavam. Afinal, eu tinha trabalho a fazer. Eu via ações trabalhistas contra empresas que não registravam seus funcionários, mas eu também não era registrado – nem associado nem nada. Chegava cedo, abria o escritório e, muitas vezes, ia embora com as luzes da rua já acesas, quando não levava trabalho para casa. No final do mês, recebia um fixo que dava para me manter e pagar a passagem do busão.

Depois de passar por tudo isso e advogando sozinho há um ano, continuo tendo só uma mão na frente e outra atrás, como quando cheguei aqui, mas conquistei coisas que têm muito mais valor para mim. Não tenho um escritório, mas também não tenho as despesas que ele traz. Não tenho um carro importado, mas também não preciso pagar seguro ou impostos caros. Não tenho uma infinidade de processos, mas consigo cumprir meus prazos trabalhando um ou dois dias da semana. Ah, não tenho muitos clientes, mas os que eu tenho sempre me convidam para uma rodada de cerveja.

Tudo é uma questão de escolhas, meu caro.

Esse pensamento provavelmente vai contra tudo o que você vê por aí sobre “como ser um advogado vencedor” e, definitivamente, não é o modelo de negócio mais lucrativo. Mas enquanto a maioria estuda formas de ganhar mais dinheiro, tenho procurado encontrar maneiras de não precisar tanto dele.

Meu primeiro passo foi dispensar o escritório – e comprar um terno mais barato.

Por isso eu acho que nunca serei um advogado de sucesso ou rico. Tipo, igual ao Harvey Specter. É que eu acredito que, para conseguir alcançar algumas coisas na vida, outras precisam ser sacrificadas, e mais honorários ou uma posição de sucesso não valem o tempo que passo com a minha esposa ou a possibilidade de trabalhar de onde eu quiser.

Não estou dizendo pra você fazer isso também. Se você está feliz, é o que importa.

Ah, sobre o Harvey Specter, eu escrevi esse texto ouvindo a trilha sonora do Suits. Por alguns momentos, me senti um advogado de sucesso! Confere aí: https://www.youtube.com/watch?v=JjwpGy2hXEM&feature=youtu.be
_____________________

Gostou desse texto? Deixe sua opinião nos comentários. Aproveite também para compartilhar comigo o que você pensa sobre carreira, estilo de vida e objetivos.
_____________________

Publicado originalmente em pedrocustodio.adv.br
___________________

Ah, se você quiser receber dicas minhas ou novidades por e-mail, basta se cadastrar aqui. Ficaria feliz em ter seu contato ;)

Por Pedro Custódio
Fonte: Jus Brasil

7 comentários :

  1. Texto incrível!! Realmente o sucesso está muitas vezes na sutileza do nosso dia a dia.

    ResponderExcluir
  2. Todos querem sucesso na profissão e na vida pessoal! Equilíbrio! Não sejamos hipocritas. Quem não quer dinheiro profissionalmente? Isso não existe! Harvey sacrifica muito a vida pessoal em detrimento do trabalho, não concordo com isso mas tem que tentar ter sucesso em tudo! E po! Um terno da brooksfield tem de 1500! Outra coisa, aqueles que estão advogando como empregados podem usar essa experiência para montar seu próprio escritório depois... enfim! Existem muitas formas de vencer, ter sucesso! Quem não quer ser uma pessoa de sucesso está mentindo pra si mesma... minha opinião.

    ResponderExcluir
  3. Entendo sua forma de pensar, e compreendo que muitos que estão estudando ou recém formados não tem uma verdadeira noção do que realmente é o direito, ou advogar. Vivemos com uma concorrencia enorme, muitos advogados no mercado, seja em escritórios, sociedades, ou trabalhando em casa. Mas desistir e viver com um pensamento medíocre de que é melhor nunca ir pra frente, ou viver com pouco é satisfatório na minha opinião não é a melhor saída, saber construir uma cartela de clientes que te levam a algum lugar, te indicam a outros clientes e te dão mais experiência é o que passa a série, não talvez na proporção que ela mostre, Mas é isso que devemos fazer, buscar crescer a cada dia, sempre melhorar, uma vez, um homem sábio me falou, "eu sou muito feliz pelo que pago de imposto de renda, pois reflete tudo o que já ganhei", realmente custos com escritório e carro acabam sendo um peso, mas é o sinal do que você conquistou, nada melhor do que ter uma sala para atender seus clientes, ou um ponto de referência profissional que eles possam te achar. Para finalizar, acho realmente que poucos no meio da nossa sociedade conseguiriam chegar ao patamar Harveyr Specter, mas quem tem esse sonho nunca deveria desistir. E sempre, de qualquer forma devemos estar buscando melhorar, e voar mais alto.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo texto! Só acho que você é sim um advogado de sucesso. Penso que o sucesso seja algo muito maior do que um escritório, muitos clientes, carro importado, terno caro. Ter sucesso na vida, ao meu sentir, é estar feliz, fazer feliz quem se ama, honrar os clientes que se tem, ser grato! Me parece que você é sim alguém de muito sucesso! Bom dia!

    ResponderExcluir
  5. Genial! Afinal o que é sucesso? conheci um senhor que construiu um império econômico. Era referencia nacional na industria farmacêutica, mas acabou pulando da janela do seu apartamento de 1.000,00 m². Talvez para ele sucesso não era ter dinheiro. A felicidade tem que ser nosso maior objetivo. Afinal a felicidade não é o destino e sim o caminho.

    ResponderExcluir
  6. Excelente o texto do Pedro, mas acredito que cada um sabe onde quer chegar e o que quer conquistar. Ele cita que não terá as custas de um grande escritório, porém também não terá um grande escritório, se ele está satisfeito assim ótimo gente. Temos que respeitar o posicionamento, todos nós um dia encontramos uma coisa que nos conforta, que nos traz paz e felicidade. Se o Pedro encontrou a dele Parabéns pra ele pois muita gente ainda está nessa batalha.

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo seu comentário!